Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Avaliação atrasada: Desafios de Shazam #2

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Avaliação atrasada: Desafios de Shazam #2

    Porra, ninguém lê essa pourra? O gibi saiu faz tempo e neguin nem se dignou a abrir um tópico... Eu não comprei antes porque achar esse gibi é uma merda. Eu fui em três bancas e não achei, só achei em uma grandona. (mas fico feliz em imaginar que está vendendo tanto que esgota em todos os lugares no dia que sai)



    Freddy Freeman encara seu primeiro desafio para adquirir a sabedoria de Salomão e encontra uma provação bem diferente da imaginada. E ainda, o encontro de Freddy com o deus Aquiles.

    Formato americano (17 x 26)
    52 páginas.
    Papel Pisa Brite.
    R$ 5,50.
    Distribuição setorizada.
    Capa couché.
    (The Trials of Shazam! 3 e 4)



    Porra, essa parada tá cool e descolada demais pro meu gosto. Os demonhos são todos engravatados du mal e o Freddy tem que fazer uma TATOO pra se proteger do cramunhão? Ah, vai tomar no cu. E o Freddy ainda MATOU o bicho que mandaram pra pegar ele. QUE MERDA. CC Beck já revirou toda a cidade em que foi enterrado.

    Fiquei puto e ainda não li a segunda edição. Estou me preparando psicológicamente pra surtar mais, mas já fiquei puto que logo na primeira página, aparece um cara IDÊNTICO ao Capitão Marvel. Esse puto desse Howard Porter não sabe desenhar gente?
    0

  • #2
    Eu comprei, Randão! Mas estava aguardando o amigo abrir a avaliação, visto que com a ausência do Barret você é o maior fã-vivo do Fraldinha no Brasil.
    Blame it on the Bossa Nova.

    Comment


    • #3
      Eu comprei. É divertido.

      Gostei da idéia dos Deuses encarnados em pessoas comuns, como Salomão, que é uma tatuadora e Aquiles, que é um capitão Militar.

      Mas ninguém merece essa Sabrina e o Exército de Homens-Porco.

      Comment


      • #4
        também comprei (e seguirei comprando) mas tá bem ruizinha mesmo.

        7 "desafios" toscos de cu é rola!
        5 ANOS SEM FUMAR e contando....

        Comment


        • #5
          vcs são uns restolhos do caralho...

          Comment


          • #6
            Fui comprar ontem, mas folheei na banca e me perguntei "Onde está o Shazam!?"... aí desisti.


            Mas comprarei em breve.

            Comment


            • #7
              Postado originalmente por Live Wire
              Eu comprei, Randão! Mas estava aguardando o amigo abrir a avaliação, visto que com a ausência do Barret você é o maior fã-vivo do Fraldinha no Brasil.


              Sim, amigo Live. Só o prazer de comprar um gibi do Capitão já vale tudo.

              Mas é foda ver o Winnick transformando um deus em uma tatuadora do gueto, além do Freddy com aquela tatuagem COOL pra se proteger dos demônios.

              VTNC, Winnick. Aliás, até agora eu não entendi sequer o sentido dessa mini. Ninguém da família Marvel teve que fazer teste pra ganhar poder nenhum, o Mago só olhava e falava "tá bom, esse vai! tô stalkeando o moleque desde que ele nasceu, tá na hora de arranjar outro hobby"

              Aí o Billy vira o fodão e ao invés de dar logo o poder pro Freddy, que já é herói faz mó cara, ele decide que precisa passar por provações pra ganhar o poder de novo, o caramba!

              Mas eu posso não ter entendido e estar lendo com má fé, pelo fato do Winnick mudar a parada toda, mas não sei, eu gostei do novo visual do Capitão, mas estou achando tudo desnecessário.

              E Salomão tatuador é de doer. Aposto que Mercúrio vai ser grafiteiro e Zeus dono de uma boca de fumo...

              Comment


              • #8
                Judd Winnick é o Mark Millar da DC... tudo tem que ser cool e descolado.


                Eu gostei da primeira edição, mas prefiro o Capitão Marvel clássico. Acho que dá para atualizar o personagem sem mudar tanto assim.

                Comment


                • #9
                  Postado originalmente por Random
                  Postado originalmente por Live Wire
                  Eu comprei, Randão! Mas estava aguardando o amigo abrir a avaliação, visto que com a ausência do Barret você é o maior fã-vivo do Fraldinha no Brasil.


                  Sim, amigo Live. Só o prazer de comprar um gibi do Capitão já vale tudo.

                  Mas é foda ver o Winnick transformando um deus em uma tatuadora do gueto, além do Freddy com aquela tatuagem COOL pra se proteger dos demônios.

                  VTNC, Winnick. Aliás, até agora eu não entendi sequer o sentido dessa mini. Ninguém da família Marvel teve que fazer teste pra ganhar poder nenhum, o Mago só olhava e falava "tá bom, esse vai! tô stalkeando o moleque desde que ele nasceu, tá na hora de arranjar outro hobby"

                  Aí o Billy vira o fodão e ao invés de dar logo o poder pro Freddy, que já é herói faz mó cara, ele decide que precisa passar por provações pra ganhar o poder de novo, o caramba!

                  Mas eu posso não ter entendido e estar lendo com má fé, pelo fato do Winnick mudar a parada toda, mas não sei, eu gostei do novo visual do Capitão, mas estou achando tudo desnecessário.

                  E Salomão tatuador é de doer. Aposto que Mercúrio vai ser grafiteiro e Zeus dono de uma boca de fumo...
                  Mas o Billy explica na primeira edição que as regras da magia mudaram, e agora o Freddy deve provar-se digno de receber os poderes dos Deuses. O Billy os controla, mas por que os Deuses compartilham.

                  Comment


                  • #10
                    Sim, mas não deixa de ser ridículo. Regra de cú e rola.

                    A versão clássica, que é a que vale, é que o escolhido fica com os poderes. A única coisa que o Billy teve que provar era ser um bom garoto. Ele não teve que fazer uma tatuagem, matar demônios e fumar crack pra ganhar os poderes.

                    Esse não parece o Capitão Marvel...

                    Comment


                    • #11
                      Postado originalmente por Random
                      Sim, mas não deixa de ser ridículo. Regra de cú e rola.

                      A versão clássica, que é a que vale, é que o escolhido fica com os poderes. A única coisa que o Billy teve que provar era ser um bom garoto. Ele não teve que fazer uma tatuagem, matar demônios e fumar crack pra ganhar os poderes.

                      Esse não parece o Capitão Marvel...
                      Onde que tem isso?

                      A Única coisa que eu achei VERDADEIRAMENTE desnecessário no Gibi são os membros do Conselho de Merlin falando sobre quantas cavidades anais tem um verme retalhador Audiom.

                      Comment


                      • #12
                        Na próxima edição vai rolar isso, enquanto o Freddy faz uma pixação mágica que vai proteger Fawcett city dos demônios que ficam discutindo quantos CUS tem um bicho.

                        Na sexta edição, ele vai depredar o espaço público pra liberar os poderes mágicos escondidos embaixo da Terra.

                        E assim por diante. Tudo sempre sendo muito COOL E DESKOLADO! YEAH! Ah, me esqueci, como é do Winnick, provavelmente vai aparecer algum gay na história. E o cu desse gay será um selo mágico que libera um monstro místico ou coisa assim...

                        Morra Winnick.

                        Comment


                        • #13
                          Concordo com tudo que o Random postou.

                          Essa é mais uma mudança no status-quo de um herói que não precisava de mudanças. Parabéns Winnick.
                          Blame it on the Bossa Nova.

                          Comment


                          • #14
                            Postado originalmente por Live Wire
                            Concordo com tudo que o Random postou.
                            Mais um aqui.
                            TRISTE essa mini.

                            In Joss we trust.

                            Comment


                            • #15
                              Sensacional o surto do Random ... parece comigo comentando um gibi da Supergirl .


                              Não li essa segunda edição, mas se é isso mesmo acontece (e conhecendo o Winnick de Renegados, eu não duvido), fico muito triste. A primeira edição foi bem legal e não teve dessas besteiras.


                              Acho que seria uma boa um Mark Waid, um Paul Dini ou um Geoff Johns para renovar o Capitão Marvel. Roteiristas clássicos para heróis clássicos.

                              Comment

                              Working...
                              X