Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Liefeld critica Alan Moore e a Marvel em entrevista

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Liefeld critica Alan Moore e a Marvel em entrevista

    http://www.omelete.com.br/quad/10000...lan_Moore.aspx

    O que acharam dessa entrevista louca e assassina?

    Eu acho que o liféudi tá cheiradão. Não vejo aonde suas críticas cabem. O que Alan Moore disse sobre adaptações cinematográficas de suas obras, ele disse porque tinha o direito; algumas foram desastres, outras se divorciaram de idéias básicas das versões originais. No filme V de Vingança por exemplo, não se fala em Anarquia.

    Sobre o Moore comprar briga com todo mundo? Bom, eu tenho uma teoria diferente; ele foi e é o melhor autor de sua época, provavelmente. Dos primeiros trabalhos aos mais recentes, a riqueza é notável. Eu penso que o sujeito foi, deu sua contribuição para as HQ's e decidiu ir mexer com outras coisas. Vejam bem, o sujeito produz um tipo de arte, não uma buginganga qualquer pra ser consumida e jogada fora. Ele deve ter o direito de escolher os trabalhos que faz. E a cabeça selvagem do sujeito é algo que simplesmente não casa com certas direções editoriais. Vejam o Grant Morrison por exemplo; um roteirista e tanto, muitos de seus trabalhos não são pro próprio Moore botar defeito. Os dois se encontram em níveis próximos, em determinados momentos. Mas infelizmente, trabalhando na DC, escrevendo Batman e Superman All-Stars, é evidente que o sujeito se depara com uma série de restrições vindas da parte dos editores (não tanto nocaso de Superman All-Star, talvez). Me parece bem claro que o Moore não está interessado em tornar a conviver com essas restrições.

    Outra coisa; me parece que os melhores títulos americanos são, geralmente, com aqueles personagens menores, que não se consolidaram como grandes marcas. Por exemplo; Superman, Batman e Homem-Aranha são, hoje, imensas e lucrativas marcas registradas. Ainda sobre o Homem-Aranha, pode-se talvez dizer que agora que ele é uma marca tão poderosa e lucrativa, justo agora, seus títulos na Marvel 616 estão uma droga. Coincidência?

    Ao passo que o Demolidor era um título prestes a ser cancelado quando caiu nas mãos de Frank Miller e o resto dessa missa vocês já conhecem. Recentemente, passando pelas mãos do Bendis e do Brubaker, o Demolidor ainda não era - e não é - uma marca gigantesca, hollywoodiana e amplamente utilizada para vender lancheiras, pantufas, etc.

    E Alan Moore escreveu algumas histórias para personagens como Batman, Superman e Lanterna Verde. Contudo, estarão todos aqui de acordo se eu disser que todos os seus grandes trabalhos foram feitos, sem exceção, com criações próprias ou personagens "de segunda linha"?

    E há Promethea. Aquelas idéias todas, absolutamente maravilhosas, poderiam ser usadas no gibi da Mulher-Maravilha por exemplo. Por que isso não aconteceu? De quem é a culpa? Do Alan Moore? Ou dos editores e do tratamento que dão aquilo que têm em mãos?

    Enfim, entendo o Alan Moore perfeitamente quando ele diz que não quer trabalhar para Marvel, DC e cia.
    Meu mais novo romance autobiográfico: "Pra um cara não muito esperto, você até que não é tão burro!" Sobre mim e eu escrevi! Autobiográfico!

  • #2
    Esse Liefeld é um fanfarrão!

    Comment


    • #3
      Tipo, na boa? Concordo com essa parte aqui:

      "Tipo, ele brigou com a Wildstorm, e teve outra briga com a DC, e não trabalha pra Marvel. Uma hora a gente tem que pensar, putz, Alan, [o problema] é você ou o resto do mundo?"

      É Moore, é Deus, e tal, mas po, cansou já essa pose, né? O MESTRE ainda arremata: "faz negócios que depois não gosta, aí vira reclamão e chorão... "

      Eu diria: a rigor, seria isso.

      Comment


      • #4
        Olá!

        Putz... nunca pensei que o Liefeld fosse falar algo que faz muito sentido...

        Tudo que ele disse realmente faz todo o sentido... só falta o AM criar uma editora e depois sair dela reclamando...

        Abraços

        Comment


        • #5
          "Ele é brilhante, mas penso que se mostrou como alguém que saiu do controle." - controle pra que?

          E só pela bomba que virou V ele já poderia reclamar pro resto da vida!
          Postado originalmente por FLUFFY
          Gosto do MBB por isso. As coisas mais bobas do mundo sempre ganham proporção de tragédia grega

          Comment


          • #6
            Pior que até faz sentido o que o Liefeld falou.
            Inscreva-se na ALMANACÃO, minha newsletter sobre quadrinhos > http://eepurl.com/b3_M4v

            Comment


            • #7
              Sentido faz. E eu não vi nada demais nas críticas. Tipo, o cara se vende. E daí? Ele deveria fazer quadrinhos por caridade? Arte pela arte?
              Me poupe!

              Comment


              • #8
                um gênio pode criticar outro quando quiser.
                Isso é só uma brincadeira ...

                Comment


                • #9
                  Depois dessa, o Emir Ribeiro vai virar fã do Liefeld!

                  Ok, o Moore abandonou a Awesome para fundar o America's Best Comics na Wildstorm. De lá saíram Tom Strong, Top 10, Smax, Promethea, Histórias do Amanhã e a Liga Extraordinária. Muito injusto e precipitado da parte do Moore, realmente. Não admira que tenha ido "por água abaixo"...

                  Em compensação, olha só como a Awesome continua firme e forte até hoje, com o Lifeld trabalhando como nunca ao lado dos maiores nomes do mercado!

                  Comment


                  • #10
                    Alan Moore fez X-Force #1?
                    Não, né?
                    Então deixe o Mestre Liefeld falar, pois esse é o que vale.
                    I have a very assertive way. It's wake up, move your ass, or piss off home.

                    Comment


                    • #11
                      Postado originalmente por Hellblazer
                      um gênio pode criticar outro quando quiser.
                      a rigor seria isso...Liefield critica pq consegue fazer melhor...

                      Comment


                      • #12
                        Também acho Alan Moore genial, mas concordo quando o Liefeld pergunta se o problema é com ele ou com o resto do mundo.

                        O trabalho dele é indiscutível, mas a pessoa do Moore é realmente polêmica.

                        Acho o Moore muito melhor que o Frank Miller no quesito de contar histórias, mas reconheço que Miller tem uma cabeça muito mais aberta as possibilidades de explorar seu trabalho do que o velho Alan.


                        E Liefeld é um fanfarrão mesmo. Gosto dele.

                        Comment


                        • #13
                          Moore é um gênio. Ele tem a obrigação de ser chato e cheio de pantim.

                          Se não ele seria o Liefeld.
                          É um erro imaginar que o horror está indissoluvelmente associado à escuridão, ao silêncio e à solidão.
                          (H. P. Lovecraft)

                          Sabedoria não tem limites.

                          Comment


                          • #14
                            Considerando todo o escândalo que o barbudo fez simplesmente porque o TP do Capitão Britânia não saiu com o nome dele na capa, forçando o Quesada a ligar pra ele pessoalmente pra pedir desculpa, não da pra considerar o Moore como menos que chato pra caralho.
                            If drums are the foundation, guitars the finishes, and voice the fluorish; bass is the soul.

                            Comment


                            • #15
                              Mas é lógico que o Moore trabalhou pro Liefeld pensando apenas na grana, ora bolas... se fosse pela "arte" ele iria trabalhar com personagens de verdade!

                              Comment

                              Working...
                              X