Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Guerra Civil vs. Crise de Identidade

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Guerra Civil vs. Crise de Identidade

    As duas séries tiveram boa receptividade dos leitores e receberam críticas bastante positivas da mídia. Em Crise de Identidade, os talentos Brad Meltzer e Rag Morales uniram forças para apresentar uma das melhores histórias já escritas da LJA.

    Crise de Identidade realmente é bom demais. Mesmo. É uma HQ de super-heróis de tirar o fôlego, algo raro de se ver. O texto é inteligente, tem boas reviravoltas e caracterizações de personagens muito impressionantes. Mas, mais do que tudo isso, é uma história que mexe com instintos primários: amor, vingança e amizade.

    É por esse tripé que o Universo DC começa a ser abalado. Afinal, aí está o começo daquela que é anunciada como a mais grandiosa reviravolta que os heróis da editora sofreram nos últimos anos.

    Os comentários a respeito da série nem sempre são os melhores. A principal reclamação dos leitores diz respeito à morte de Sue. A DC havia prometido uma coisa de impacto, e a esposa de um personagem de terceiro escalão parece longe de suprir a sede de sangue dos fanboys.

    Mas tem que ter um carvão no peito pra não se emocionar com a declaração de amor que Ralph Dibny que abre a história. Por exemplo: "Ela conheceu todo mundo. Batman, Flash, Arthur, Hal... Já viu o Gavião Negro com aquele peito peludo. Pensa bem, a Sue já olhou direto naqueles olhos azuis de derreter corações do Superman... E, ainda assim, me escolheu".

    Meltzer, um bom romancista que já tinha escrito um excelente arco de Arqueiro Verde, volta ainda melhor. Rags Morales tem um traço esquisitão, mas charmoso, que acaba funcionando - desde Sandman, a DC aprendeu que um roteiro poderoso pode funcionar muito bem com uma arte apenas bacaninha.

    De outro, a minissérie que está dividindo o universo Marvel, produzida pelos consagrados Mark Millar e Steven McNiven.

    Verdade seja dita: Guerra Civil é a série mais empolgante que a Marvel lançou nos últimos anos. A tal ponto que é capaz de atrair a atenção até mesmo de quem não lê quadrinhos. E até de quem nunca leu uma HQ na vida.

    É uma ótima notícia para o leitor de super-heróis, que anda acostumado com eventos que só têm grandiosidade no número de páginas - como a recém-finalizada Crise Infinita, da DC, mas também a lamentável série Dinastia M, da própria Marvel.

    Mas há um lado ruim em uma série ser tão fascinante: ela acaba chamando a atenção da imprensa. Lá fora, Civil War já acabou. E muito de seu enredo foi entregue aos leitores brasileiros via jornais, revistas, sites de notícia e programas de TV.

    Nem chega a ser spoiler comentar que o Homem-Aranha vai revelar sua identidade secreta ou que o Capitão América vai ser assassinado no final - são matérias que foram publicadas com destaque em jornais brasileiros.

    Não é por acaso que a minissérie ultrapassou com louvor as barreiras do mercado de quadrinhos. Não é de hoje que Mark Millar é um fabricante de notícias fabuloso. Promove a si mesmo e a seus títulos como poucos quadrinhistas o fizeram.

    Mas, ainda bem, vai além disso, e se revela um roteirista talentosíssimo. Um dos últimos integrantes da invasão britânica a desembarcar no mercado norte-americano, foi parceiro de Grant Morrison em séries como Aztek e destaque em The Authority (publicado no Brasil pela Pixel).

    Mas foi na Marvel, especialmente em Os Supremos (cuja segunda temporada se encerra neste mês em Marvel Millennium) que deu vazão a seu lado mais pop, tornando-se, ao lado de Brian Michael Bendis, um dos principais roteiristas da "Casa das Idéias".

    Millar constrói uma série envolvente não só pelas grandes idéias, mas também pelos detalhes. Mesmo com tantos pontos-chave revelados, a história se sustenta muito bem.

    Os diálogos são cuidadosos, espirituosos e energéticos. A história tem consistência: é baseada no papel mitológico de cada personagem dentro da Marvel. Por isso, funciona. E tem tudo para se tornar canônica, ainda mais com a belíssima arte de McNiven, clássica e elegante, que só melhora com as cores de Morry Hollowell.
    Qual é a melhor na opinião de vocês?
    0
    GUERRA CIVIL
    0%
    0
    CRISE DE IDENTIDADE
    0%
    0

  • #2
    manda pro tópico de cross amiche. pasta errada.

    Comment


    • #3
      As duas são boas.. mas IC teve um final muito broxante, enquanto Guerra Civil soube manter um bom ritmo.

      na dúvida leia as duas e se divirta

      Comment


      • #4
        Postado originalmente por Mutuna
        As duas são boas.. mas IC teve um final muito broxante, enquanto Guerra Civil soube manter um bom ritmo.

        na dúvida leia as duas e se divirta
        jah eu achei o final de CW broxante...

        o final de Ic eu curti... as explicações foram boas jah q jean loring jah tinha aquele passado psicótico e talz...

        mas gosto das duas séries.como vc disse,na dúvida leia as duas e se divirta!

        Comment


        • #5
          Bem, Guerra Civil acabou de passar na metade. Pelo menos pra mim, que sou um leitor honesto e direito que só lê o que paga pra ler.

          Fica difícil comparar sem ter visto tudo, já que dizem que a saga Marvel tem um final broxante.

          Agora, eu tenho gostado mais de Guerra Civil até agora, é um tipo de história que faz mais meu estilo.

          De qualquer forma, Crise de Identidade é a melhor coisa que foi publicada na DC nos últimos vários anos depois de ASS.

          Comment


          • #6
            Postado originalmente por FLUFFY
            Bem, Guerra Civil acabou de passar na metade. Pelo menos pra mim, que sou um leitor honesto e direito que só lê o que paga pra ler.

            Fica difícil comparar sem ter visto tudo, já que dizem que a saga Marvel tem um final broxante.
            Agora, eu tenho gostado mais de Guerra Civil até agora, é um tipo de história que faz mais meu estilo.

            De qualquer forma, Crise de Identidade é a melhor coisa que foi publicada na DC nos últimos vários anos depois de ASS.
            Eu já diria que o final de verdade pra saga acontece em outra revista...

            Comment


            • #7
              Guerra Civil vêm sendo mais legal. Mas Crise de Identidade é sensacional também, pena que foderam tudo depois.

              Comment


              • #8
                Dificil decidir.
                Postado originalmente por Oz Jordan
                eu sempre considerei o ajax negão, só q um negão verde. em vista de q os marcianos do caralhø lá eram brancos e verdes, o verde é o negro espacial.

                Comment


                • #9
                  Eu diria q as duas empatam em qualidades de roteiros

                  Mais como CI tem capas q são um cu, e desenhos bem mais ou menos do Morales, CW ganha essa, por causa da arte.

                  Comment


                  • #10
                    Postado originalmente por Destro Malak
                    Eu diria q as duas empatam em qualidades de roteiros

                    Mais como CI tem capas q são um cu, e desenhos bem mais ou menos do Morales, CW ganha essa, por causa da arte.
                    isso eh verdade.

                    CW soh tem as variantes cu...

                    as outras são fodásticas!!!

                    Comment


                    • #11
                      GUERRA CIVIL É MELHOR !!!

                      Comment


                      • #12
                        CRISE DE IDENTIDADE É MELHOR !!!

                        BOSTIL TIL TIL!!!

                        Comment


                        • #13
                          É mas na edição 4 a capa do Turner tava beeeeeeeem melhor:


                          McNiven


                          Turner

                          Comment


                          • #14
                            Postado originalmente por Norman Osborn
                            Postado originalmente por FLUFFY
                            Bem, Guerra Civil acabou de passar na metade. Pelo menos pra mim, que sou um leitor honesto e direito que só lê o que paga pra ler.

                            Fica difícil comparar sem ter visto tudo, já que dizem que a saga Marvel tem um final broxante.
                            Agora, eu tenho gostado mais de Guerra Civil até agora, é um tipo de história que faz mais meu estilo.

                            De qualquer forma, Crise de Identidade é a melhor coisa que foi publicada na DC nos últimos vários anos depois de ASS.
                            Eu já diria que o final de verdade pra saga acontece em outra revista...
                            Exato!
                            O que salvou Civil War (que é uma excelente saga, mas que não teve um final à altura) foi o que o Brubaker fez no Capitão.
                            Obviamente que, no contexto geral, Civil War foi melhor aproveitada no Universo Marvel em sua conseqüências {que ainda se fazem sentir (lá ele!)} do que a Crise de Identidade que foi bem amarrada mas que corre o risco de sumir do mapa na Crise Final.
                            Duas grande sagas mas com propósitos distintos.
                            A comparação mais justa seria entre Civil War e Crise Infinita com vantagem para a Marvel, principalmente na repercussão das duas.
                            Fala Bandana
                            Site: www.falabandana.com
                            Twitter: http://www.twitter.com/falabandana
                            Facebook: http://www.facebook.com/falabandana

                            Comment


                            • #15
                              Guerra Civil ganha sem preparação!

                              Comment

                              Working...
                              X