Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[avaliação] Guardiões da Galáxia: Prelúdio Para Contagem Regressiva Infinita #01

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [avaliação] Guardiões da Galáxia: Prelúdio Para Contagem Regressiva Infinita #01

    Os Guardiões da Galáxia estão de volta ao espaço para a maior e mais esquisita de suas desventuras, começando com o roubo mais ousado que eles já realizaram! Senhor das Estrelas, Rocky e companhia fogem pelo espaço, com a Tropa Nova em seu encalço, enquanto se vêem metidos numa guerra entre Anciões do Universo! Tudo isso em meio a mistérios que pairam no ar: Por que Groot não consegue mais se regenerar? O que Gamora está procurando? Por que Drax parou de destruir? Uma nova era de aventuras cósmicas começou!




    Historia bem enrolada. Um capitulo inteiro pra Gamora perceber que precisa pegar a joia da alma. Outro capitulo inteiro só pro Quill escutar uma musica dos Beatles. Sobram 4 pra eles arrumarem confusão com o Grao-Mestre, o Colecionador e os Raptors.

    E me impressiona como a HQ está parecida com o cinema: a aparência do Colecionador, o Drax não entender ironias, o Groot bebê... pelo menos o escritor lembra-se de algumas questões do universo dos quadrinhos, como Adam Warlock, a filha de Mar-vell, Galactus, etc.

    Nota 7,5

  • #2
    Re: [avaliação] Guardiões da Galáxia: Prelúdio Para Contagem Regressiva Infinita #01

    Caras, gibi MUITO LEGAL E DIVERTIDO dos Guardiões, uma verdadeira feel good vibes que remete aos filmes do sucesso de critica e público da franquia. Gerry Duggan já tava ganhando moral comigo faz tempo ao escrever o divertido Uncanny Avengers na mais recente encarnação (que já se encerrou, inclusive...) do gibi dos Vingadores até a edição #20. Também é responsável por uma fase recente do Deadpool que não é uma bosta completa. É só uma bostinha.





    De cara a gente percebe que a abordagem do Duggan é mesmo APROXIMAR o grupo do que a gente vê nos filmes, porém aproveitando o que dá pra fazer com a mídia "quadrinhos" e não apenas querendo fazer uma cópia safada e sebosa dos filmes. Cada capítulo tem o nome de uma música famosa de gringo em inglês (exceto uma do quinto capítulo que foi uma que o namorado do Duggan cantou no ouvido dele enquanto comia o seu cu), e aqui e acolá a gente vê algumas letras de música sendo tocadas (no especial que abre, um trecho de Free Bird do Lynyrd Skynerd.





    Aqui a trama é um fiapo de história para se focar nas interações e na viagem do grupo: o Grão Mestre aparece, contrata os Guardiões para roubar um item da coleção do Colecionador. É isso. Ah, tem uma trama paralela envolvendo alguém misterioso que está atrás do grupo e outro alguém misterioso (ou talvez o mesmo, não tenho certeza agora) que está cultivando a espécie de Groot inteira para fazer algo que não vai prestar.





    Apesar do texto ser bom, e a trama melhorar consideravelmente a medida que passa, inserindo mais mistérios, verdade seja dita: o grande diferencial do gibi com certeza é sua arte FUDEROSA! Como se não bastasse o antigo desenhista da fase da identidade secreta revelada em Superman dos Novos 52, Aaron Kuder, que já faz mísera, ainda tem arte adicional no gibi de Frazer Irving, numa história de uma viagem espiritual da Gamora e Chris Samnee de uma história envolvendo as estripulias do Senhor das Estrelas (que constantemente é chamado pelo seu nome normal e fica sem máscara, como nos filmes).



    Lembram as fitas cassete? Pois é, não eram uma merda?



    Gibi simpático e divertido. Não ouso dizer que é imperdível, porque realmente não é. Mas no grau de publicações de heróis medíocres, Guardiões da Galáxia se sobressai trazendo uma arte soberba e um roteiro que não quer inventar a roda ou aparecer demais. É um gibi que mesmo comprando por excesso, não será uma má aquisição. Bom passatempo.



    tem o Baby Groot!


    Postado originalmente por Pip Ver Post
    Historia bem enrolada. Um capitulo inteiro pra Gamora perceber que precisa pegar a joia da alma. Outro capitulo inteiro só pro Quill escutar uma musica dos Beatles. Sobram 4 pra eles arrumarem confusão com o Grao-Mestre, o Colecionador e os Raptors.

    E me impressiona como a HQ está parecida com o cinema: a aparência do Colecionador, o Drax não entender ironias, o Groot bebê... pelo menos o escritor lembra-se de algumas questões do universo dos quadrinhos, como Adam Warlock, a filha de Mar-vell, Galactus, etc.

    Nota 7,5
    Olha, concordo que seja enrolada, arrastada até, mas achei bem divertido!

    Tem MUITA RAZÃO sobre a porra do gibi ficar muito ligada a imagem que os Guardiões tem dos filmes, mas porra, sinceramente? Tem como culpar os caras? Aliás, QUEM ERA GUARDIÕES ANTES DA PORRA DOS FILMES? Ninguém sequer sabia que existia.

    Voltando a falar sobre a trama, acho que o que conta é ficar curtindo a interação entre os personagens e a arte EXCELENTE de Aaron Kuder, o artista que a Marvel roubou da DC.

    Comment

    Working...
    X