Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO]Lendas do Universo DC: Novos Titãs Vol. 4

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO]Lendas do Universo DC: Novos Titãs Vol. 4



    O quarto volume de Novos Titãs – Lendas do Universo DC: George Pérez avança na inesquecível fase capitaneada por Pérez e Marv Wolfman e apresenta a origem detalhada dos novos integrantes da equipe: Cyborg, Estelar, Mutano e Ravena. Prepare-se para revelações surpreendentes sobre esses heróis tão marcantes.
    Histórias originais

    Tales of The New Teen Titans 1-4
    The New Teen Titans 19-20

    Detalhes da edição

    Dezembro/2018
    Encadernado
    17 x 26 cm
    164 páginas
    Papel Offset
    Capa Cartão
    Lombada Quadrada

    Distribuição e vendas

    Periodicidade Eventual
    Distribuição Nacional
    Vendas: Bancas e comic shops
    R$ 25,90
    Antes de mais nada, quero dizer que a leitura fluiu bem melhor aqui. Pelo menos a impressão que eu tive é que o texto saiu mais enxuto em todas as edições.

    Foi uma boa edição bacana. As histórias de origem foram uma adição interessante e deu pra perceber pequenas alterações que o Wolfman fez em relação ao pouco que havia sido comentado sobre elas nas primeiras edições. A do Cyborg foi uma das mais interessantes.

    A história do Wally West escrevendo para os pais ficou bacana também e acaba explicando porque ele continuou com o grupo mesmo tendo várias dúvidas quanto ao seu papel como herói.

    Os desenhos do Perez estavam ótimos como sempre.

    Na edição da Panini vi poucos erros de revisão. Acho que no máximo um artigo junto à palavra mas se teve mais alguma coisa, passou batido.

    Enfim, boa edição. Agora é esperar os 8 volumes prometidos e torcer pra Panini não cortar nada

  • #2
    Mais um bom volume desta coleção. O destaque são as histórias de origem de Cyborg, Ravena, Mutano e Estelar.

    A que me chamou mais atenção foi a do Cyborg. Muito interessante sua trajetória, começando como um moleque superprotegido, passando por um adolescente problemático e o acidente que mudou sua vida, até se encontrar como herói e refazer as pazes com o pai.

    E é curioso ver como a linguagem dos quadrinhos mudou nesses anos. Olha quanta coisa acontece nas vinte e poucas páginas da origem do Cyborg, e a gente não tem a sensação de que foi corrido nem nada. Se fossem pra contar essa história hoje, era um arco de, no mínimo, seis partes.

    A história com o Doutor Luz foi a mais fraquinha pra mim. Estilo "vilão da semana", com uma ameaça meio aleatória e uma participação apagada do Gavião Negro. Acho que podiam, pelo menos, ter dado mais destaque ao Gavião.

    A história do Wally escrevendo uma carta pros pais também é simples, mas muito interessante, por mergulhar nas motivações do personagem, que, desde a primeira edição, tem demonstrado muitas dúvidas sobre seu papel nos Titãs. A mudança do foco narrativo também deu um charme especial à trama.

    A arte do Pérez continua nada menos que espetacular.

    Comment

    Working...
    X