Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities




    Agindo como um dos grandes líderes criminosos de Gotham City, Bane emprega sua gangue para manter a ordem na cidade, impedindo que novos chefões ataquem os limites de seu império. Agora, uma ameaça externa deseja apoderar-se dos domínios do vilão. Para lidar com tamanha investida, O Homem que Quebrou o Morcego não terá outra alternativa senão lançar mão de uma inesperada aliança. No entanto, num imprevisível jogo de gato e rato, as consequências de seus novos alinhamentos podem mudar o panorama político da cidade para sempre.

    (Bane Conquest 1-6)

    Encadernado
    17 x 26 cm
    140 páginas
    Papel LWC
    Capa Cartão
    Lombada Quadrada
    R$ 21,90
    Distribuição Nacional
    ---------------------------


    Esse gibi é uma viagem no tempo de volta aos anos 90! Chuck Dixão escrevendo igual a um menino! Graham Nolan como se nunca tivesse deixado de desenhar o personagem (talvez só um pouquinho). Quem acompanhou sagas como A Queda do Morcego vai estranhar um pouco algumas mudanças, mas vai notar de cara o "estilo despojado" do Dixon dos velhos tempos, ao meu ver o mais dinâmico dos escritores do morcego da época. Em resumo, quem acompanha esse gibi vai encontrar diversão certa.




    A história é boa, mas é trash: se espera que seja algo mais sério ou até mesmo "cru", vá tirando o cavalinho da chuva. O que o leitor de Bane vai encontrar aqui é aquele clima aventuresco e bobildo dos gibis dos anos 90. Algo retardado, mas que diverte, como Um Maluco no Pedaço. Pra se ter uma ideia, o Zumbi, um dos capangas de Bane, virou uma espécie de Zumbi de fato. E é surreal a "parceria" que o Bane faz mais pra frente com um dos inimigos da história, assim como os inimigos que enfrenta.






    O gibi é bem legal e possui um ritmo frenético que não permite o leitor pensar muito. E isso é uma coisa boa. Leitores pau no cu podem não gostar. E eles estão errados. Gibizão. Percebi também que a história DESCONSIDERA fatos mais recentes da mensal do personagem mostrada em arcos como Eu sou Suicida (Batman Renascimento #6 -#8) e Eu Sou Bane (Batman Renascimento #10 -#12), mas Chuck Dixon está perdoado.



    diferente do Batman, Bane não é mangina


    Grahan Nolan está muito bom aqui. Diferente de suas últimas histórias, achei o estilo aqui mais parecido com o que fazia já no final dos anos 90, quando desenhava em sagas como Contágio e Legado do Demônio. Achei muito mais aprazível do que da última vez que vi o artista em ação, em Guerra no Arkham, ainda em Novos 52.




    budda budda budda

  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities

    Eu curti!

    Achei que iria ser uma porcaria mas no final me foi uma leitura bem agradável.

    É a famosa "tosqueira do bem"

    Enviado de meu G8341 usando o Tapatalk

    Comment


    • #3
      Re: [AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities

      Postado originalmente por Pato_Osborn_Olsen Ver Post


      diferente do Batman, Bane não é mangina

      Comment


      • #4
        Re: [AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities

        Nojinho desse recorte bucal da máscara.

        É Bane porra, não MUTCHA LUTCHA.

        Comment


        • #5
          Re: [AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities

          Postado originalmente por Stanislaw Ponte Preta Ver Post
          Nojinho desse recorte bucal da máscara.

          É Bane porra, não MUTCHA LUTCHA.


          também demorei pra me acostumar. Parece que no segundo volume ele já usa uma máscara que cobre o rosto inteiro.

          Comment


          • #6
            Re: [AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities

            é para diferenciar de onde ele copio....... inspirou

            Comment


            • #7
              Re: [AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities

              Postado originalmente por Stanislaw Ponte Preta Ver Post
              Nojinho desse recorte bucal da máscara.

              É Bane porra, não MUTCHA LUTCHA.
              odeio isso desde a versão do Bane na clássica série animada dos anos 90

              Comment


              • #8
                Re: [AVALIAÇÃO] Bane: A Conquista #1 - baqui to de ninities

                Tb não gosto dessa máscara com a boca à mostra, mas em relação ao roteiro, achei que Bane gerou uma leitura divertida e completamente descompromissada, com diversos miniarcos ao longo das 12 edições com o vilão cumprindo missões pelo mundo. E muitas delas com motivações bem rasas, apenas para dar Start a novos ciclos de tiros, porradas e bombas.

                É engraçado como a leitura dessa história é extremamente rápida, li os dois encadernados em menos de duas horas, e em muitos momentos me peguei pensando em filmes como os Mercenarios do Stalone e companhia. Uma trama que remete aos burucutus dos anos 80 e 90, mas com um pouco menos grafismos de violência. Pessoas morrem aos montes, mas sem nenhum impacto pra nenhum dos personagens.

                Comment

                Working...
                X