Anúncio

Collapse
No announcement yet.

DC na Baltimore CON - ELLIS carca no Didio DIKUNFORÇA!

Collapse
This topic is closed.
X
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • DC na Baltimore CON - ELLIS carca no Didio DIKUNFORÇA!

    Não achei o topico.. Logo...

    http://hqmaniacs.uol.com.br/principa..._noticia=12930

    Baltimore Con: criadores falam sobre seus projetos na DC


    A Baltimore Comic Con marcou o anúncio da volta de dois grandes criadores à DC Comics. O desenhista Scott Kollins e o roteirista Chuck Dixon estão retornando da Marvel e de trabalhos autorais na CrossGen e na Oni, respectivamente.

    Marcou também o anúncio de Peter Tomasi escrevendo mais duas séries, o anúncio da nova série do Vigilante e ainda o novo trabalho de Billy Tucci para a DC: Sgt. Rock.

    Kollins, que volta com um contrato de exclusividade, falou na convenção: “Eu tenho família, e contratos são ótimos para adicionar benefícios, principalmente ao preço de páginas. Estou contente pela oferta da DC. É mais confortável ter um contrato, me dá um senso a mais de fé da companhia em relação a minha arte, e o que podemos realizar juntos”.

    O desenhista disse que seu primeiro trabalho será em Countdown To Final Crisis #26, mas que espera o anúncio de um novo trabalho com Geoff Johns, com quem já trabalhou em The Flash. Além disso, ele fará algumas capas, como as variantes de Salvation Run.

    Kollins também contou que muito de sua saída da Marvel se deu porque a companhia não o estabilizou em um título: “Me diverti muito lá, mas eu prefiro uma casa estável, para construir grandes histórias e tentar adicionar algo à mitologia dos personagens”.

    O desenhista não confirmou, mas Geoff Johns disse misterioso em entrevista que um raio pode cair no mesmo lugar duas vezes, fazendo referência a passagem de ambos em The Flash.

    Já Dixon, que escreveu mais de 90 edições das quase 170 de Robin, volta ao título em janeiro. Freddie Willians continua na arte.

    O roteirista contou que quando deixou Robin pela primeira vez, a DC não o queria em nenhum outro título, e por isso, pediu demissão da editora. Agora, com sua volta, ele se diz revigorado: “eu precisava de uma pausa. Escrever as três edições que compõe meu primeiro arco foi assustador. Lembrei tudo que eu amava no personagem, novas idéias vieram como um rio”.

    Analisando as mudanças no personagem desde sua saída, o autor disse que acredita que Tim Drake está mais maduro por conta de todas as mortes que o rodearam, mas também mais próximo do Batman, pela adoção.

    E revelou suas intenções: “o primeiro arco introduz uma nova garota em Robin. Sua aparição leverá a uma revelação que, eu prometo, será chocante para os fãs do personagem. Ele terá mais problemas com a polícia de Gotham. Adam Becheen trabalhou o conceito muito bem, e vou continuá-lo. Alguns velhos vilões vão voltar nos primeiros arcos”.

    Já Peter Tomasi, bem como Chuck Dixon, começa em Nightwing em janeiro. Ele contou as espectativas de sua passagem no título: “Acho que o título precisa ser feito com uma história de super-herói. Quero que faça parte da DC, e não apenas seja um cantinho escuro da editora. Acho que é um personagem que se encaixa em qualquer temática”.

    Tomasi também revelou quem cuidará da arte do título. Rags Morales e o veterano Mike Barr serão respectivamente desenhista e arte-finalista de sua passagem pelas histórias do Asa Noturna.

    Passando para Green Lantern Corps, o roteirista contou que assume o título já em novembro, e até dezembro, conta os últimos capítulos de Sinestro Corps War na revista, para só depois começar um novo arco.

    Em relação aos membros da Tropa, Tomasi contou que haverá algumas adições, inclusive Kyle Rayner, mas que Kilowog, Guy Gardner, Salaak e Arisia continuarão na formação principal. Patrick Gleason continuará como artista do título.

    Marv Wolfman não falou sobre Vigilante, mas o editor Michael Siglain fez as honras e comentou a nova série, que começa em 2008 e ainda não tem artista definido.

    “Sabemos muito pouco sobre o personagem. Ele é um homem misterioso que apareceu em Nova Iorque, mas os motivos dele e quem ele é, só vamos descobrir nesta nova série”.

    Siglain contou que a nova série se inicia com um assassinato, e quando o herói vai investigá-lo, descobre que há um traidor entre os heróis da DC. “Todo mundo vai aparecer na série! Todos são suspeitos. Por que o Vigilante apareceu em Nightwing? O Asa Noturna – ou qualquer outro membro da Bat-família – está envolvido nessa conspiração? E os Titãs? A Sociedade da Justiça? Alguém de 52? Todo mundo é suspeito”.

    Billy Tucci também não falou de sua nova série na DC, Sgt. Rock, mas seu editor, Mike Marts, sim.

    Marts contou que a série foi idéia do próprio Tucci, que a apresentou para Dan DiDio. O editor-chefe gostou e logo pôs o criador de Shi para trabalhar.

    “Billy contará uma história ambientada na Segunda Guerra Mundial, mas que tem muito a ver com o que o mundo passa hoje, em 2007. Raramente vi um criador se dedicar tanto a um personagem e a uma história quanto ele”, disse o editor.
    http://hqmaniacs.uol.com.br/principa..._noticia=12928

    Baltimore Con: DC vem com poucas novidades


    Atenção! Esta notícia contém informações sobre histórias ainda não lançadas no Brasil.

    Depois das grandes convenções – San Diego Comic Con e Wizard World Chicago – a DC Comics foi à Baltimore Comic Con armada com menos novidades.

    No sábado aconteceu o primeiro painel da editora, intitulado DC Nation. Estavam presentes o editor-chefe Dan DiDio, a recém-promovida ao cargo de coordenadora executiva sênior Jann Jones, o vice-presidente de vendas Bob Wayne, o editor assistente Adam Schlagman e um novo membro da editora, Ian Sattler, contratado para a posição de editor de histórias. Além destes, estavam os criadores Ron Marz, Kurt Busiek, Sean McKeever, Jimmy Palmiotti e Jim Starlin.

    O começo do painel serviu para esclarecer uma confusão que há muito tempo estava na cabeça dos fãs. Ninguém sabia se o grupo de Donna Troy, Jason Todd, Kyle Rayner, Ryan Choi e Monitor Bob se chamaria Challengers from Beyond ou Challengers of Unknown. Ron Marz confirma: Challengers Beyond the Unknown. Ou, em bom português, Desafiadores Além do Desconhecido. Confuso?

    Já Didio tratou de afirmar que nenhuma série atual da DC Comics se passa em outra Terra além da Nova Terra, surgida na Crise Infinita. Sean McKeever também contou que seu primeiro arco em Teen Titans, intitulado Titans Tomorrow, mostra versões futuras dos Titãs da Nova Terra.

    Porém, o editor-chefe contou que os leitores verão a Sociedade da Justiça da Terra-2 em algum momento próximo. Ele também afirmou que Daniel Acuña não fica nos desenhos de The Flash por muito tempo. Não falou quem o substituirá.

    Kurt Busiek contou que Carlos Pacheco deixa Superman na edição #668, o final do grande arco Camelot Falls. Também contou que ele e Geoff Johns já estão preparando a história comemorativa de 70 anos do personagem, no ano que vem. Ele disse que haverá um crossover entre Action Comics e Superman.

    Jim Starlin contou que está planejando mais histórias com temáticas cósmicas após Death of the New Gods, e que há relação com Mystery in the Space.

    O painel pontuou o fim da passagem de Grant Morrison e Frank Quietly em All-Star Superman. Após a décima segunda edição, a equipe sai do título, que passará a contar histórias sem continuidade com diversos criadores, uma equipe criativa por edição.

    O editor-chefe contou que após The Ressurection of Ra´s al Ghul, Chuck Dixon toma o lugar de Adam Beechen em Robin. Dixon é conhecido principalmente por sua extensa passagem em Bat-títulos ao longo de sua carreira.

    DiDio confirmou uma segunda minissérie do Space Ghost, bem como uma de Jonny Quest.

    Em relação a nova fase da Liga da Justiça, o editor confirmou que Dwayne McDuffie levará o personagem Nuclear para o grupo. Já o Asa Noturna pode entrar em outra equipe agora que saiu dos Renegados.

    DiDio disse que pela primeira vez pode dizer com certeza que não há planos para Barry Allen.

    O ex-editor Peter Tomasi já tem um segundo trabalho na editora. Ele, que está escrevendo Black Adam: The Dark Age, assume os roteiros de Nightwing após a saída de Marv Wolfman.

    Outra dúvida dos fãs foi esclarecida por DiDio. O editor foi questionado por um fã se o final de Sete Soldados da Vitória seria relacionado ou com Death of the New Gods ou Final Crisis: “alguns elementos do final de Sete Soldados serão explorados no início de Final Crisis”.

    Um fã questionou DiDio sobre o atual status de Desolation Jones. O editor, sem saber o que dizer, afirmou que “Ellis não vai terminar, porque é exclusivo da Marvel”. O britânico, que diversas vezes mostrou seu descontentamento com a editora, respondeu em comunicado:

    “Aparentemente, DiDio disse que acreditava que a série não continuaria devido à minha exclusividade com a Marvel. E eu já disse, ela só está em um hiato. Isso acontece quando você coloca um holofote em um cara que não acompanha o dia-a-dia da Wildstorm, ou que não tem razão nenhuma para saber do meu contrato com a Marvel. Didio tem muitos poderes, alguns deles muito nojentos para mencionar em público, mas telepatia não é um deles.”

    E continuou: “Desolation Jones foi pausado por vários motivos, um deles é a minha vontade de ter um número suficiente de páginas para transformá-la em mensal após o número nove. Meu acordo com a Marvel não me proíbe de continuar a série. A outra razão pela qual eu sei que Jones continua é porque a própria DC está envolvida nas negociações de adaptar a série para outra mídia, a qual eu não vou discutir ainda. Outra coisa que o pobre Dan não poderia saber”.

    Ferozmente, Warren Ellis terminou: “Então, da próxima vez que vocês verem DiDio sentado triste no lobby de alguma convenção pensando em por que ninguém o ama e não conseguindo entender porque lindas garotas devem morrer... dêem a ele um abraço. Digam a ele que tudo vai ficar bem. Façam isso por mim”.

    O editor contou que o Besouro Azul da Terra-26 será usado em Countdown: Arena. Esta é a Terra do Capitão Cenoura, e para encerrar o painel, contou que George Pérez está envolvido em um grande projeto que será lançado em 2008.

    No segundo painel da editora – DC Universe – que aconteceu no domingo, foram dadas mais novidades do que no sábado.

    Desta vez, Dan DiDio, Bob Wayne e Jann Jones estavam com os criadores Mark Waid, Jim Shooter, Jim Calafiore, Cully Hamner, Billy Tucci e Sergio Aragonés.

    Os dois últimos nomes citados acima foram sensação logo no começo do painel, já que DiDio anunciou Billy Tucci como co-roteirista e desenhista da minissérie Sgt. Rock and the Lost Battalion, e Aragonés como novo roteirista de Spirit.

    Jim Shooter, que volta à Legião depois de 30 anos, contou que fará um arco em dezesseis partes, mas que ele será construído em cima de pequenas histórias. “Os dois grandes vilões do arco são Geoff Johns e Brad Meltzer, que estão roubando a Legião”, brincou.

    Billy Tucci, que trabalhará no roteiro de Sgt. Rock com o roteirista e diretor de cinema John Milius, disse que é o projeto que ele sempre sonhou fazer, e que Milius provavelmente é a única pessoa mais fánatica em relação à Segunda Guerra Mundial do que ele.

    Jann Jones contou que os Grandiosos, grupo criado por Grant Morrison, ganhará uma série em dez partes em 2008, mas não anunciou a equipe criativa do título.

    Já Dan DiDio confirmou que a DC fará uma terceira série semanal após Countdown, e que ela será escrita diferentemente da atual e de 52. O editor também anunciou outro trabalho para Peter Tomasi além de Nightwing: Green Lantern Corps.

    Dois grandes nomes que já trabalharam em Batman vão voltar para uma minissérie. Doug Moench e Kelley Jones são a equipe por trás de Batman: The Unseen.

    O veterano John Severin será o desenhista de Bat Lash, história de faroeste escrita por Sergio Aragonés.

    Para encerrar o painel, Didio contou que Marv Wolfman deixa Nightwing para escrever a nova série do Vigilante. Quando um fã perguntou se haveria uma nova série do Gavião Negro, Bob Wayne encerrou bruscamente a participação da DC Comics na Baltimore Comic Con.
    ELLIS É FODA!

  • #2

    http://www.mbbforum.com/mbb/viewtopi...t=24&start=625
    O que importa na verdade não são os quadrinhos que você lê, ou sua editora favorita. Na verdade nada disso importa.... Leia, e tenha base pra argumentar...
    Leitura sempre o fará evoluir.

    Comment


    • #3
      Postado originalmente por Puyol Zombie
      Realmente, Renard já tinha postado uma dessas matérias do HQManiac no tópico DC Spoilers.

      Vou mover uns posts para lá e postar a outra matéria para a discussão não ficar em 2 tópicos.

      Comment

      Working...
      X