Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO/REVIEW/RESENHA] ROMARIA - O nosso Nausicaa

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO/REVIEW/RESENHA] ROMARIA - O nosso Nausicaa



    Formato: 18,5 x 26 cm
    Páginas: 96
    Editora: independente
    Idioma: Português
    País de Origem: Brasil

    Durante a maior seca que o sertão já viveu, pessoas abandonaram suas vilas em busca de água. Rios que traziam vida para a população agora não passam de marcas na terra, cicatrizes de um mundo passado. E é nesse mundo que vive Délia, uma garota inspirada por contos heroicos que deixa sua casa para trazer a água de volta para sua casa.
    Originalmente um projeto que saiu pelo Catarse, Romaria é uma HQ de Jun Sugiyama com arte Alexandre Carvalho e que foi muito bem sucedida no site de financiamento coletivo.

    A história é um mix do fantástico da cultura japonesa com forte influência de Zelda e Nausicaa com o Nordeste brasileiro, e a mistura....não deu lá muito certo. Délia, a personagem principal, é extremamente carismática e você acaba torcendo por ela o gibi inteiro, mas a história em si é algo que não vingou. A mistura do tempero japonês com o nordestino, shoyu com dendê, não foi lá muito bem sucedida.

    Mas em compensação a arte, é um desbunde. Com forte influência de Hayao Miyazaki e Moebius, Alexandre Carvalho é o verdadeiro SHOW do gibi.















    Como eu perdi a campanha na época, consegui comprar no site da UGRA
    Last edited by matheus 90; 09-08-2018, 12:50 AM.


    Postado originalmente por Gesuis
    Eu, um cara com certo conhecimento e bagagem, que é ligado em música nem sabia que um deles tinha morrido, de tão relevante que eles são.
    Comentando sobre os Beastie Boys


    www.twitter.com/matheuslaneri

    Siga-me!

  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO/REVIEW/RESENHA] ROMARIA - O nosso Nausicaa

    Nossa que arte foda, não conhecia. Correrei atrás.

    Comment


    • #3
      Re: [AVALIAÇÃO/REVIEW/RESENHA] ROMARIA - O nosso Nausicaa

      Arte sensacional.
      “Quando quero relaxar leio ensaios de Engels. Quando quero algo mais sério, leio Corto Maltese.” Umberto Eco.

      Comment

      Working...
      X