Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] - Mulher-Maravilha Renascimento #14

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] - Mulher-Maravilha Renascimento #14



    Com a questão do seu passado em Themyscira finalmente encerrada (e não sem muita luta e lágrimas), tudo muda na vida da Mulher-Maravilha! Descubra para onde ruma agora a maior heroína do Universo DC.

    68 páginas, R$ 7,50

    (Wonder Woman 26-27, Wonder Woman Annual 1 II e III)
    Sinceramente, não sei por que comprei esse gibi. Desconfio de que ele veio preso junto a algum outro item da lista de compras. Devo ter sido traído pela “vermice” e pelo fato de a Mulher-Maravilha ser uma das minhas personagens favoritas. Essa é a única explicação. Afinal, trata-se de uma edição sabidamente tapa-buraco, entre o “adeus” de Greg Rucka e o “olá” de James Robinson. E vejam só que surpresa: me fodi coió nessa. Porque é ruim, mesmo prum arco história tapa-buraco. Trama sem pé nem cabeça, com uma vilã genérica e um desfecho do tipo PORQUE SIM. Mas vamos por partes.

    A primeira parte do arco é, com alguma boa vontade, ok. Temos Diana participando de missões da ONU e interagindo com pessoas da organização. Tem também cenas em flashback da infância da Mulher-Maravilha, que a gente imagina que vá servir para alguma coisa. Tipo, não é nada demais, mas também não ofende. Vale, ao menos, o benefício da dúvida.

    Já a segunda (e – Amém! – última) parte do arco ofende sim. E muito. De repente, não mais que de repente, é revelado que a sonsa da médica da ONU passou descobriu que o DNA da Mulher-Maravilha pode ser a chave para a cura de sua doença. Assim, a médica rouba uma amostra do sangue de Diana e injeta o DNA da amazona em si mesma. E o que acontece? A médica vira uma Mulher-Hulk genérica louca da vida com nojinho de super-heróis, e parte para cima de Diana.

    Completando o pacote, depois de uma luta que dura dois segundos, temos uma típica conclusão PORQUE SIM. A médica ficou fortona por causa do DNA da Mulher-Maravilha (ou seja, a médica sofreu uma alteração genética), mas Diana reverte a parada com seu Laço da Verdade, porque a mutação era uma mentira. Sério, o laço da Mulher-Maravilha agora é capaz de desfazer alterações genéticas mentirosas. Parabéns, Sra. “roteirista” Shea Fontana.

    Ah! Lembra das cenas em flashback mostrando a infância de Diana? Pois é. No final das contas, não servem pra porra nenhuma, já que elas simplesmente não se conectam com os eventos do presente. Ou seja, serviu apenas ocupar espaço.

    Este arco deveria ser usado em aulas de roteiro, como exemplo de como NÃO escrever um roteiro de quadrinhos.

    Pra completar, os desenhos de Mirka Andolfo são sem graça ao extremo.

    Depois, temos duas histórias curtas, oriundas do anual da heroína. As histórias seguem aquele esquema que estamos cansados de ver: escritores e artistas convidados criam pequenos contos com a personagem. Na primeira história, Diana vai até a Markóvia, impedir que o governo local execute o Tubarão Rei. Na segunda, a Mulher-Maravilha tenta ajudar um amigo, vítima de uma maldição.

    Dentro de sua simplicidade e limitações, essas duas histórias conseguem melhores que o arco principal, além de contarem com uma arte muito mais interessante.

    No final das contas, é o que acaba salvando a edição.

  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] - Mulher-Maravilha Renascimento #14

    também comprei esse gibi, e pior, com TODA A FASE do Rucka atrasada pra ler aqui na pilha. Eu acho que queria ler algo "rápido e descompromissado" da personagem pra depois partir pra leitura hardcore da fase do Rucka inteira. Eu só comprei esse gibi porque eu vi no final um caloroso "fim" e pensei que a história dali não iria mais adiante, e que podia parar mesmo que fosse ruim (por alívio, foi isso mesmo, mas fiquei tenso com o "a seguir" ao final da história e quando percebi que aquele final pertencia as histórias curtas do anual). Concordo com tudo que o amigo disse: a primeira parte é até minimamente competente, apesar de água com açúcar até o talo. Tem até aquela cena de filme americano que "se a personagem tosse, é porque está com alguma doença incurável"






    De fato, TODO o flashback da Diana guardando a sua boneca (talvez a autora achou que teria alguma ligação porque a Diana mais tarde encontraria uma criança brincando no casório da irmã da Etta ) não tem relevância nenhuma ao tema da história, e até mesmo a abertura com Diana enfrentando um skinhead num campo de refugiados não tem nada a ver com o tema da história. Ah, a ligação com a história da boneca da Diana talvez seja porque no presente ela retira uma boneca de uma muçulmana das chamas?


    a ligação com a boneca


    Já a segunda parte o Cabral descreve com maestria:


    Postado originalmente por Cabral Ver Post

    Já a segunda (e – Amém! – última) parte do arco ofende sim. E muito. De repente, não mais que de repente, é revelado que a sonsa da médica da ONU passou descobriu que o DNA da Mulher-Maravilha pode ser a chave para a cura de sua doença. Assim, a médica rouba uma amostra do sangue de Diana e injeta o DNA da amazona em si mesma. E o que acontece? A médica vira uma Mulher-Hulk genérica louca da vida com nojinho de super-heróis, e parte para cima de Diana.

    Completando o pacote, depois de uma luta que dura dois segundos, temos uma típica conclusão PORQUE SIM. A médica ficou fortona por causa do DNA da Mulher-Maravilha (ou seja, a médica sofreu uma alteração genética), mas Diana reverte a parada com seu Laço da Verdade, porque a mutação era uma mentira. Sério, o laço da Mulher-Maravilha agora é capaz de desfazer alterações genéticas mentirosas. Parabéns, Sra. “roteirista” Shea Fontana.

    Além da ciência louca de que "misturar DNA com sangue vai dar uma mutação genética na hora" não fosse suficiente, nos temos o Laço Mágico da Mulher Maravilha QUEBRANDO CADEIAS DE DNA PORQUE SÃO MENTIROSAS. Numa perspectiva fantástica, a última é até mais concebível que a primeira já é que é pura imaginação, mas a ciência que de alguma maneira devia ser respaldada com um mínimo de realidade, acha que se você misturar DNA da Mulher Maravilha no seu sangue, você vira a FRANCHONA MARAVILHA.



    eu não sei se mame nesse peitinho ou se encoste minha cabeça pra me dar colo


    Eu cheguei a pensar por um momento que essa história não acabaria nesta edição, o que foi um alívio ao saber que a autora só colocou um gancho maroto pra um otário continuar comprando. O pior é que de uma maneira tosca, o gibi até que tem seu charme. A "caçada" a Mulher Maravilha certamente não é mais importante do que a caçada a dinheiro pra pagar uma pizza. A arte de Mirka Andolgo é simpática, se fosse pra desenhar mangá de mulherzinha.



    o laço mágico que quebra cadeias de DNA, pense nas possibilidades de fraudar exames de paternidade


    Também como dito pelo Cabral, não é que as histórias curtas sejam excepcionais, mas por fazerem tão pouco, não ofendem muito. Na verdade, eu achei a do Tubarão Tigre meio nada a ver quando a Diana PROTEGE ALGUÉM DAS BALAS USANDO OS BRACELETES, já que eles não são como um escudo que envolvem todos a sua volta. Arte bem boa de Claire Roe.





    A última história, apesar de bem simplória, é bem legal, mostrando a honra do guerreiro e com uma arte pintada de Stephanie Hans






    Enquanto o gibi da Mulher Maravilha tiver essas histórias curtas que comecem e encerrem na mesma edição, mesmo sendo porcas, talvez até continue comprando o gibi pela tosquice. Poucas capas originais no miolo e uma surpresa é que o gibi tem mais páginas e continuou com o mesmo preço, vejam só. Consegui terminar uma avaliação sem chamar a autora da história de put...

    Comment


    • #3
      Re: [AVALIAÇÃO] - Mulher-Maravilha Renascimento #14

      Postado originalmente por Pato_Osborn_Olsen Ver Post
      [emoji38] [emoji38] [emoji38] também comprei esse gibi, e pior, com TODA A FASE do Rucka atrasada pra ler aqui na pilha.
      Eu te entendo, amigo. Também tô com praticamente toda a fase do Rucka esperando na pilha de leitura. [emoji38]

      Enviado de meu SM-G531BT usando o Tapatalk

      Comment


      • #4
        Re: [AVALIAÇÃO] - Mulher-Maravilha Renascimento #14

        Amigo, se você achou a história da médica doidona na segunda parte ruim, espere até as próximas edições onde rola a forçada de barra da MM relacionar o pessoal que quer o roubar o DNA dela com... o que as pessoas falam sobre ela na internet

        Comment


        • #5
          Re: [AVALIAÇÃO] - Mulher-Maravilha Renascimento #14

          Postado originalmente por Spider-Phoenix Ver Post
          Amigo, se você achou a história da médica doidona na segunda parte ruim, espere até as próximas edições onde rola a forçada de barra da MM relacionar o pessoal que quer o roubar o DNA dela com... o que as pessoas falam sobre ela na internet
          Que isso

          Parece muito interessante... Mas não vou esperar isso, não, amigo. Tô desembarcando aqui mesmo.

          Comment


          • #6
            Re: [AVALIAÇÃO] - Mulher-Maravilha Renascimento #14

            Esse arco é horroroso.

            Um filler da pior qualidade.
            “Back like lateral passin'
            With that motherfuckin' gladiator manner of rappin'
            As an addict I let percocets and xannies relax me
            Fall back if your paddies is Maxi, please”

            Comment


            • #7
              Re: [AVALIAÇÃO] - Mulher-Maravilha Renascimento #14

              Putz, essa segunda fase Rucka já não é aquele molejo todo, e os caras me compram justo essa edição?

              Li a gringa quando saiu. Arrisco dizer que é O PIOR FILLER já escrito numa revista DC. Ruim com vontade.

              Pato PTzista aceitar uma edição dessas e maldizer Red Hood é GOSTO ESTRAGADO que chama.

              Comment

              Working...
              X