Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Lanternas Verdes #13: até que tá legal

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Lanternas Verdes #13: até que tá legal




    Lanternas Verdes: Simon e Jessica voltam à Terra para pôr em prática tudo que aprenderam em Mogo. Hal Jordan e a Tropa dos Lanternas Verdes: a ameaça de Sarko parecia ser a última pedra no caminho entre a união entre as tropas, mas algumas coisas não são tão simples assim…


    (Green Lanterns 25-26, Hal Jordan and the Green Lantern Corps 23-24)


    Revista tradicional
    17 x 26 cm
    100 páginas
    Papel LWC
    Capa Couché, Lombada Canoa (Grampeada)
    R$ 14,00
    Distribuição Nacional
    ------------------------------------


    Comprei esse gibi unicamente por conta de um grupo de whatsapp da minha região de colecionadores da DC que estava elogiando MUITO as histórias dos Lanternas Verdes, aí resolvi conferir pra ver se tava bom mesmo ou se era conversinha. Eu tava afastado dos Lanternas desde o fim da fase Johns ainda nos Novos 52 porque eu já tava SATURADO DE LANTERNAS E CORES desde o final de A Noite Mais Densa. Eu acompanhei o gibi, mas até hoje não li. Voltava ocasionalmente (a última que li foi aquela que os Lanternas enfrentam os Novos Deuses) e apesar de legalzinha, não me convenceu. Porém agora parece que o gibi voltou a "respirar" com uma dinâmica muito boa.





    Em Lanternas Verdes Simon Baz e Jessica já tem desenvolvidos a sua amizade e acompanham um Guardião do Universo metido a diferentaum até um mausoléu de Lanternas, o Cofre das Sombras. Lá é onde estão as tumbas dos primeiros Lanternas e o Guardião Rami investiga um caso apenas para libertar o primeiro Lanterna Verde, Volthoom. A luta é federal, o gibi ainda é entrecortado mostrando quem seriam os primeiros Lanternas a serem chamados para a Tropa e ainda tem uma arte FUDEROSA de Robson Rocha. Faz MÍSERA o rapaz.




    A parte seguinte não é tão bem desenhada, mas pelo menos é bem escrita. Narra a história de Volthoom e o início da amizade e depois desavença entre Voltoom e Rami e a criação dos anéis dos Lanternas Verdes. A arte é de Ronan Cliquete, que é bem funcional, competente. Mas o roteiro que elogio é de ninguém menos que SAM HUMPHRIES :shoc: , fiquei chocado em elogiar e até gostar da história dum sujeito que jurei nunca mais ler um gibi na vida, desde Vingadores I.A. e um dos principais motivos que me vi afastado do título. Impressionante.





    Já em Hal Jordan e a Tropa dos Lanternas Verdes temos uma aventura interessantíssima onde as DUAS TROPAS PRINCIPAIS, Verdes e Amarelos, estão unidas, trabalhando juntas, prenderam um mercenário assassino serial, Bolphunga, e que diz que tem provas de um assassinato que aconteceu entre membros da tropa (deve ter sido o cliffhanger da edição anterior). Daí então a história se torna um interessante thriller policial, onde Guy Gardner e Arkillus são incumbidos de agir juntos para reaver as tais provas.




    Entrementes, Soranik e Kyle se estranham no refeitório (eu pensei o quanto deve ser foda de arranjar comidas diferentes para as mais diferentes raças do universo) até a Soranik descobrir uma inconveniente verdade sobre um tal de Sarko, que morreu lutando em edições anteriores. Quando Soranik e Hal Jordan e John Stewart descobrem a verdade sobre os segredos escondidos, a casa cai.





    Eu achei esse gibi MUITO DO CARALHO! Que história FODA. Sério mesmo, se você estava afastado de Lanterna e gosta dos personagens, talvez esse seja o gibi pra voltar a ler, porque ambos os títulos estão muito bons. A história de Venditti (Vendido ) flui como água. Fazia tempo que não lia uma história tão boa e cativante dos Lanternas Verdes.





    O único "porém" da edição é a CAPA que SPOILEIA VIOLENTAMENTE o conteúdo de um dos mistérios da revista. Puta que me pariu... . Em defesa eu só posso pensar na BAIXA QUALIDADE DAS CAPAS das séries dos Lanternas, que geralmente são umas bostas desinteressantes mesmos cheias de verde que mais confundem do que ajudam. Eu só comprei esse gibi mesmo por causa da arte interna, porque as capas são horríveis, e sim, até mesmo as do Ethan Van Sciver, que como capista só pode confiar na qualidade de sua arte ao invés de uma boa ideia pra uma capa boa. A arte interna, é do Van Sciver também, o que é um ótimo atrativo porque aí o negócio é bom.





    Enfim, gibi da porra mesmo. Pretendo até ir atrás da edição anterior e certamente vou comprar a próxima pra ver como termina. Só espero não continuar muito porque tô em contenção de gastos e comprar gibi hoje em dia tá foda. Não adianta nada parar de comprar uma mensal pra começar a comprar outra. Se você tem dinheiro e gosta dos Lanternas, o gibi vale muito a pena. No miolo tem um poster bem merda, mas é um plus editorial.



  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] Lanternas Verdes #13: até que tá legal



    belissima arte

    Comment

    Working...
    X