Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Guerra Civil II #6 - A ALEGORIA DO COMEÇO DA ERA TRUMP! O SOM E A FÚRIA!

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Guerra Civil II #6 - A ALEGORIA DO COMEÇO DA ERA TRUMP! O SOM E A FÚRIA!




    A última batalha entre a Capitã Marvel e o Homem de Ferro é travada em Washington tendo o Capitão América e o Homem-Aranha como testemunhas! A despeito da tentativa desesperada dos Inumanos de interromperem o combate, o futuro já está mais do que selado, e ele pode não ser dos melhores! E ainda: Tropa Alfa; Misty Knight e Coleen Wing; a conclusão da missão de Nick Fury!


    (Civil War II 8, Civil War II: Choosing Sides 5 I-II, Civil War II: Choosing Sides 6 (III))


    Minissérie mensal
    Formato 17x26 cm
    68 páginas
    Papel LWC
    Capa Cartão, Lombada Canoa
    R$ 13,00
    Distribuição Nacional
    -------------------------------------------


    Guerra Civil II: é chegada a hora do ultimate shodown entre Capitã Marvel e Homem de Ferro! O Homem de Ferro, representando a FORÇA CONTRA A MUDANÇA, o ATIVISMO CEGO e a defesa das LIBERDADES CIVIS E DIREITOS HUMANOS A TODO CUSTO contra a Carol Danvers, a Capitã Marvel, representando o IDEAL DA PROTEÇÃO E VIGILÂNCIA, a TRUCULÊNCIA, o "agir antes de pensar" e o "prevenir pra não remediar", mesmo que usando de preconceitos e adivinhações para interceptar o inimigo. Ambos lutam pelo que acreditam, num espetáculo de SOM E FÚRIA que vai deixar o leitor embasbacado ( )





    Enquanto Tony representa a insatisfação dos derrotados, que injuriados com o resultado querem atormentar as estruturas das instituições, Carol representa o "já é". Acabou. Vai ter sopa grátis mais não. Em meio a luta os demais heróis nada podem fazer. Não é uma "guerra" em seu sentido mais estrito, mas sim em seu sentido mais amplo, uma guerra de posições, de abordagens, de ideologias. Uma guerra que é encorporada por cada um dos lados em Tony e Carol e assim se chocam pro espetáculo. BRAVO, BENDIS, BRAVO.





    Após a luta, Ulysses sai do seu transe e revela futuros, possíveis ou imaginários, que vão ocorrer no universo Marvel. As passagens são feitas por outros artistas, como Alan Davis, Esad Ribic e Lenil Francis Yu. Ao final da história, lembram que o Ulysses queria tirar uma lasquinha da amiga de faculdade dele que não queria dar pra ele? Pois então, ao final a entidade Eternidade aparece e diz que Ulysses é de uma raça especial de donzelos, que por conta disso ele foi chamado pra se unir ao cosmo, ou algo assim.



    O catupiry saindo em formas de tentáculo da cabeça do rapaz



    Ao final do gibi, Tony Stark está na merda assim como todos os Social Justice Warriros se encontram nos Estados Unidos atualmente. Isso vai abrir as consequências pra que no gibi dela tenhamos a Riri Williams usando o manto do Homem de Ferro e o Dr. Destino se tornando OUTRO Homem de Ferro na mensal dele. Arte bem boa de David Marquez durante toda a minissérie (aliás, por que a Panini INSISTE em chamar de "edição especial" cada edição que saiu da mini?) e dos demais envolvidos nas imagens preview.





    É mostrado um panorama geral do Universo Marvel e a Carol Danvers ganha um cargo público. A verdade é que essa Guerra Civil II trouxe mais verdades do que os leitores estão acostumados a ler. A fala do presidente é enigmática ao final do título: "agora o seu prêmio". É tudo que importa, " o pirão é pouco e o meu feijão primeiro". Agora diga aí se isso não é uma crítica social foda lacrou valeu?



    no final do gibi, Trump dá um cargo de confiança a Carol Danvers para apaziguar a comunidade lésbica



    Bônus:






    Retirado de Bleeding Cool



    Nick Fury Cotista: essa porra só serviu pra deixar o Nick Fury negão pra escanteio e de ALGUMA FORMA dizer que "é esse o Nick Fury agora, apenas aceite", ele literalmente fala isso ao final da edição. Quem diria que o Canibal virou ghost writter na Marvel? Não deu pra entender muito bem se o Nick Negão vai ser foragido ou se ele volta pra SHIELD. Declan Shalvey fez uma história merda e ganhou uns trocados com essas páginas estáticas.






    Tropa Alfa: a Tropa Alfa vai falar com o primeiro ministro Trudeu, agora que Trump é o novo presidente dos Estados Unidos, os caras querem que o presidente do Canadá seja o líder mundial do Universo Marvel..., aí mostra Tony lutando boxe contra Trudeu numa amizade que dura anos e que fazem isso sempre as sextas-feiras, ah, vai tomar no cu...






    Misty Knight & Collen Wing: outra cotista do caralho. A Misty Knigth fala CLARAMENTE que não vai cumprir porra nenhuma, mas se der o cheque ela aceita. Nem história isso aqui tem, era melhor terem publicado capas variantes...






    Bem, podia ter sido pior... podiam ter publicado isto:






    Enfim, feliz que acabou porque aí não preciso dar mais 13 reais por mês nessa mini cara que só a porra e que fez pouco ou nenhum sentido.

  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] Guerra Civil II #6 - A ALEGORIA DO COMEÇO DA ERA TRUMP! O SOM E A FÚRIA!

    O desenvolvimento de toda Guerra Civil II é falho, mas tá longe do desastre que falaram na internet. Parece que a trama se estendeu muito além do planejado, com uma uma sucessão de acontecimentos pseudo-impactantes que se perdem em uma narrativa com belas cenas de batalha, mas um debate dissolvido e esvaziado. A premissa poderia ser interessante, mas o Bendis não conseguiu sustentar os argumentos de nenhum dos dois lados.

    Felizmente a minha leitura de uma pancada só não foi tão cansativa, a barriga no roteiro é inegável, mas ao ler tudo de uma só vez, e não ao longo de seis meses (oito nos EUA), a digestão foi mais satisfatória.

    Comment

    Working...
    X