Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Mulher Maravilha #23 - ATAQUE ÀS AMAZONAS - parte final

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Mulher Maravilha #23 - ATAQUE ÀS AMAZONAS - parte final




    É hora da verdade na batalha contra Darkseid. Revelado o plano do senhor de Apokolips, toda Themyscira e as amazonas correm um terrível risco. Diana e Jasão enfrentam o tirano cara a cara na conclusão de Ataque às Amazonas!


    (Wonder-Woman 44-45)


    Revista mensal
    17 x 26 cm
    52 páginas
    Papel LWC
    Capa Couché
    Lombada Canoa (Grampeada)
    R$ 7,50
    Distribuição nacional

    ---------------------------------------


    Conclusão do arco de histórias Ataque às Amazonas da última edição e que se iniciou na edição #21. O final é aquilo que se podia esperar... , uma luta genérica entre Mulher Maravilha e Darkseid, Jasão tentando se achar ali no meio, Cálice invadindo a Ilha Paraíso e os marines do Steve Trevor dando uma canseira em parademônioas E As Fúrias Femininas.






    Minha maior crítica quanto a história é que a luta poderia ser melhor coreografada. Quando digo isso, quero dizer que o roteiro tem que EXPLICAR como é que um bando de soldados conseguem parar as Fúrias e os Parademônios que no geral são À PROVA DE BALAS. Já fizeram isso na última edição e aqui parece que não foi diferente. Por quê? Porque sim, apenas aceite.







    Aí a luta continua com a Cálice invadindo Themyscira e transformando algumas das amazonas em parademônios (?!?!?!) , aparentemente esse era o grande plano de Darkseid, transformar um monte de mulher gostosa em umas barangas. Aí pra completar, na última parte, o Robinson ME ENFIA UMA PORRA DE NARRAÇÃO EM OFF DO PUTO DO STEVE TREVOR E SUAS REMINISCÊNCIAS SOBRE O COMBATE, DIANA E O JASÃO. Pelo menos o Robinson não exagera nisso. Darkseid é derrotado graças ao poder do amor e Cálice é derrotada graças ao poder de uma safanada na cabeça.




    Darkseid é abjeto, mas mesmo assim a Mulher Maravilha o quer derrotar com o poder do amor. Eu não tenho essa sorte




    Cara, o gibi é menos ruim do que fiz parecer, mas por favor, né? É uma historinha bem mequetrefe e pouco inspirada, e por isso não me gera maiores arroubos de arrombadia: o que esperar de algo que já tava meio capenga? Eu até achei bem interessante a história da Cisne de Prata, mas esta aqui o Robinson tava claramente de má vontade. Emanuela Lupacchino faz um serviço satisfatório na arte, mas nada extraordinário, e a arte adicional de Ray McCarthy e Marco Santucci tentam dar alguma dignidade ao gibi.





    Cálice derrotada pelo poder do distúrbio de desatenção e falta de foco.



    O gibi termina mostrando que Cálice acaba numa prisão erótica junto com Ares e um ser desconhecido aparece na Terra e a chamada para a próxima saga, Os Deuses Sombrios. Eu não estou tão interessado assim, então encerro assim minha inserção nos gibis da Mulher Maravilha, que já foram melhores. Volto agora na entre-safra entre escritores supostamente de peso - tem uns desenhistas interessantes - e talvez para acompanhar o trabalho da G Willow Wilson.





    Last edited by Pato_Osborn_Olsen; 23-04-2019, 12:05 PM.
Working...
X