Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] A Ressureição da Fênix - O Retorno de Jean Grey (a que vale!)

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] A Ressureição da Fênix - O Retorno de Jean Grey (a que vale!)

    Primeiro tópico no layout novo. Vamos ver se tudo corre bem...



    Quando estranhos eventos começam a ocorrer por todo o mundo, Kitty Pryde, o Velho Logan e Ciclope lideram equipes ao redor do globo à caça de eventos ligados à Fênix. Enquanto isso, uma jovem chamada Jean começa a enlouquecer em sua pacata vida suburbana. Pesadelos e devaneios se derramam no mundo e revelam as rachaduras em sua realidade. Jean precisa escapar. Os X-Men precisam deter o ciclo de morte que a Fênix traz consigo. E seus mundos estão prestes a colidir. violentamente!

    Formato: 17 x 26 cm
    Estrutura: 148 páginas
    Tipo de Capa: Cartão
    Lombada: Quadrada

    Tipo de Produto: Revista
    Segmentos: Comics
    Marcas: Marvel
    Check-List: Março/2019
    Número de páginas: 148
    Lombada/Encadernação: Quadrada
    Tipo de capa: Cartão
    Uma boa edição. O título já te entrega o que a mini se propõe mas a construção da trama por parte do Rosenberg ficou interessante. O roteirista usa bem a cronologia atual de forma que mesmo quem não anda acompanhando - como eu - consegue entender a história muito bem, ainda que sejam usados elementos como X-novinhos e Velho Logan (no caso do último, dá pra ver que o autor queria muito ter usado a versão que vale).

    Um dos destaques foi o "confronto" da Jean com a Fênix. Apesar dos desenhos não ajudarem em algumas partes- as "caras e bocas" da Fênix ficaram caricatas, a ideia geral foi muito boa e Rosenberg a conduziu muito bem. Sabemos que não é o fim do bromance dessas duas porque são gibis mas se acabasse aqui, até que eu não reclamaria.

    A equipe artística é regular mas no geral entregam um trabalho aceitável.

    Enfim, uma boa edição. Fico feliz com o retorno da Jean (que vale) pois é uma personagem pela qual tenho muito apreço.

  • #2
    A história é meio lenta, mas lendo assim em encadernado não incomoda tanto.
    O Rosenberg mostra que manja muito dos mutantes nessa mini.

    A história começa em Annandale-On-Hudson, que é onde a Jean manifestou os poderes pela primeira vez:




























    E que a Rachel relembra que era onde a família dela morava (antes de todos serem assassinados em End of Greys).
    Depois as manifestações que a equipe vai investigar acontecem em 3 lugares marcantes para a Jean:


    No clube do Inferno, onde ela traiu os X-men sob influência do Mestre Mental:



























    No Monte São Francisco, onde a equipe Dourada enfrentou os Acólitos e a Jean derrotou o Seamus Mellencamp, que inclusive aparece na história:






























    E no Polo Norte, onde ela transportou o Wolverine em Endsong, e ele tentou matá-la :










































    Também aparece Jamaica Bay (onde ela foi trocada pela Fênix e ficou no casulo), Genosha e Esgotos de Nova York (E de Extinção e Massacre de Mutantes) e Terra Selvagem (que não me recordo de ser importante pra Jean).

    Fora as várias participações de personagens mortos no domo da Fênix no Novo México (outro lugar marcante pra ela):


















    Annie Richards, Seamus Mellencamp, Wolverine (original), Banshee (que é um zumbi atualmente), os pais da Jean, Ciclope, Jamie Madrox, Pássaro Trovejante, Teleporter, Kwannon, Darwin, Ícarus, Feral, Tier, Lobinho, Tag (não lembro do nome em português), Sway, Rusty Collins, Sophie Cuckoo, Onnyx, Decompositor, Vulcan, Washout.

    Estranho é o Magneto aparecer no domo, o personagem não está morto, então não faz sentido ser ele conversando com a Jean na lanchonete.
    O roteirismo de não ter nenhum telepata disponível pro Cable usar a Cérebra me incomoda.
    E também não gosto do espaço dado para o Velho Logan, mas compensaram com o final entre a Jean e o Scott que é realmente o amor da vida dela.
    De resto é bem agradável.

    Na arte o Yu manda muito bem na primeira edição, Pacheco e Bennet também.
    O Rosanas acho mais fraquinho, mas não compromete.
    Já na última edição o Yu tá fraco, mas o Bennet segurou as pontas.

    Comment


    • #3
      Rosenberg começa aí a pavementar seu caminho nos mutantes.

      Depois vem Madrox, New Mutants e UXM com ele provando que tem tudo para ser o melhor escritor X desde o Mestre Carey.
      “Back like lateral passin'
      With that motherfuckin' gladiator manner of rappin'
      As an addict I let percocets and xannies relax me
      Fall back if your paddies is Maxi, please”

      Comment


      • #4
        gostei da mini série, cumpre o papel de devolver ao UM um dos pilares mutantes
        queria ter visto um pouco mais da cronologia e menos enrolação, mas é compreensível .
        agora que a panini anunciou X-men Red e black só falta ver como fica Extermínio para ai sim entrarmos na nova era dos X-men
        Cola no canal

        https://youtu.be/QgY0FsmBWtM

        Comment


        • #5
          eu, particularmente, preferia que ela ficasse morta pra sempre, mas lerei essa porra pela importância.

          Comment

          Working...
          X