Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica



    DIVA SATÄNICA é uma lenda urbana, ninguém ao certo sabe o que ela é. Uma mulher com poderes sobrenaturais? Uma Vampira? Alguns a chamam de Medusa, outros de A Rainha do Mal ou apenas A Dama de Preto para os puristas. Talvez em algum lugar, alguém tenha desenvolvido uma teoria de como essa lenda se encaixa no universo de Stephen King. Mas o que se sabe é: Ela é real, ninguém sai de sua Mansão com vida e ela é muito, muito difícil de achar.

    Porque as pessoas continuam a procurando, porque vão ao seu encontro? Simples. Em troca de sua vida, ela promete a melhor noite de prazeres que você jamais poderia ter.

    Ao longo das páginas, acompanhamos Jonathan, um pacato trabalhador sem muita perspectiva de vida e com um vício destrutivo. Por conta de encontros casuais (ou seriam sobrenaturais?), sem ligação nenhuma a não ser puro destino ou azar, acaba conhecendo a lenda urbana de DIVA SATÄNICA, despertando um novo propósito para si.
    Mais recente empreitada do ilustrador Bräo no mundo dos quadrinhos, que ganhou vida através de financiamento coletivo, no Catarse. E trata-se de uma boa HQ.

    O roteiro de Bräo é simples, mas muito competente e, sobretudo, envolvente. A história prende a atenção desde o início, e dificilmente o leitor vai largá-la antes do final. O texto conciso e a narrativa ágil ajudam nesse quesito, pois o roteiro vai direto ao ponto, sem perder tempo com voltas desnecessárias.

    Em poucas páginas, temos um retrato da merda que é a vida do protagonista, Jonathan (certeza que o cara é MBBista), e o porquê de ele procurar a Diva Satânica. A caracterização do personagem, aliás, merece destaque. Jonathan é uma figura patética, que soa perturbadoramente familiar e desperta tanto pena quanto repulsa.

    Talvez Bräo tenha pesado a mão nas auto-homenagens. Suas obras anteriores (Bad Women Volumes 1 e 2 e Cornücópia) são vistas na estante do Jonathan. Depois, a policial folheia um volume de Bad Women. E ainda tem a sequência em que o protagonista tenta vender sua edição autografada de Cornücópia no sebo (essa parte é bem divertida). Nada contra o autor se auto-homenagear, mas penso que um pouco de sutileza não faria mal.

    A exemplo de Cornücópia, há sequências sanguinolentas e de sexo explícito, que podem chocar quem não conhece o trabalho do cara. Eu, particularmente, achei foda!

    A arte, misturando aquarela, guache e pastel é um negócio lindo! Em tempos de tantos degradês e efeitos digitais, uma arte predominantemente manual (como é o caso) faz muito bem aos olhos.

    Os extras trazem esboços, amostras de roteiro e do processo de produção da HQ.

    Uma boa HQ, enfim. Achei melhor que Cornücópia, inclusive.

    Algumas imagens:

    Spoiler!

  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

    Pensei em financiar, não deu.
    Onde compro?

    Comment


    • #3
      Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

      Não tinha lido Cornucópia, mas gostei bastante da Diva Satãnica, essa história de terror me lembrou a ambientação e ritmo narrativo das produções B dos anos 90. O mal que se perpetua pelos desejos humanos, a luxuria exacerbada. A revista é rápida e deve agradar os fãs de um terror que mistura o psicológico (a vida do protagonista por si só é um filme de terror) com o gore (um demônio que se alimenta do sangue extraído durante o sexo com suas vítimas). E essa arte aquarelada e realista, mas majoritariamente colorizada em tons que beiram o cinza e o azul ampliam o cenário de desesperança. Vale a leitura.

      Comment


      • #4
        Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

        Postado originalmente por PRINCIPE ROBÔ IV Ver Post
        Pensei em financiar, não deu.
        Onde compro?
        acabei de ver que esgotou na loja da Ugra, mas vc deve conseguir entrando em contato direto com o autor (Brão).

        Comment


        • #5
          Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

          Vício em pornografia é um tema interessante que deveria ser mais discutido, mas essa HQ é bem mais-ou-menozinha. O "texto conciso e a narrativa ágil que vão direto ao ponto", pra mim é nada: o cara é um merda, ouve uns rumores (muito repetitivos), faz um merchan, encontra ela e morre. A cena de morte é até legal, mas... Não me provocou. "Ambientação opressiva" de filmes dos anos 90... Sei não.

          Aproveitei e peguei o Cornucópia também, que é só uma longa cena de orgia, mas que é muito mais interessante. É legal que o traço em Diva seja pintado, mas a arte é bem aquém da de Cornucópia, onde o Bräo encarnou claramente uma mistura de Moebius com Howard Chaykin em Black Kiss. Inclusive, a estrutura de Cornucópia é exatamente a mesma de Garras de Anjo do Moebius/Jodô: com uma imagem grande nas páginas ímpares e uma pequena nas pares, e as duas contando narrativas paralelas. No caso do Bräo, com uma "história" mais consistente e sem loucuras e ainda fazendo uma jogadinha narrativa no final. Isso sim é interessante.

          Mas ainda assim é só uma orgia, pelo conteúdo mesmo nenhuma das duas vale o preço (R$40 e R$50, acho), a menos que você queira prestigiar o artista.





          LIVE FAST. LOVE HARD. DIE WITH YOUR MASK ON.

          Comment


          • #6
            Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

            então é uma merda?

            Comment


            • #7
              Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

              Não, é só mais ou menos. Cornucópia é legal.

              Na verdade, considerando que são edições muito caprichadas, com ótimo papel, capas bonitas, não vi nenhum erro de português, trabalho profissional mesmo, bem melhor do que muita editora grande, vale o preço sim. Fui babaca em dizer que não. Só a história que é fraca. É competente, mas sem boas ideias.

              Diva também mostra a vida triste do Jonathan e ele usando Tor (um detalhe legal), são coisas que não se vê por ai.
              LIVE FAST. LOVE HARD. DIE WITH YOUR MASK ON.

              Comment


              • #8
                Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

                Arte maravilhosa, fodaça, história escabrosa demais pro meu gosto.

                Esse Brao é BRhuehue? Nunca ouvi falar. Já desenhou pras editoras internacionais ou é indie?

                Comment


                • #9
                  Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

                  Postado originalmente por Stanislaw Ponte Preta Ver Post
                  Arte maravilhosa, fodaça, história escabrosa demais pro meu gosto.

                  Esse Brao é BRhuehue? Nunca ouvi falar. Já desenhou pras editoras internacionais ou é indie?
                  Segundo o Canibal, é um ex-aluno dele. (Cuidado pra não engasgar enquanto gargalha).

                  Comment


                  • #10
                    Re: [AVALIAÇÃO] - Diva Satânica

                    Aluno da cadeira HISTORIA DAS BRUTAS GUERREIRAS NO TRANSMEDIA DO SÉCULO XX eu até acreditaria.

                    De desenho não.

                    Comment

                    Working...
                    X