Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Guerra Civil II #4 - PUNCH A NAZI TODAY!

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Guerra Civil II #4 - PUNCH A NAZI TODAY!




    O Homem-Aranha Miles Morales é confrontado por seus colegas após a revelação trazida pela última previsão de Ulysses e, Steve Rogers, um dos principais afetados pela visão do inumano, toma uma decisão que pode não agradar a Capitã Marvel! E ainda: Demolidor, na figura do advogado Matt Murdock, participa do julgamento do Gavião Arqueiro para que Clint Barton tenha um julgamento justo. Nick Fury encontra uma velha conhecida durante sua empreitada para deter a Hidra!

    (Civil War II 6, Civil War II: Choosing Sides 4 (III), Civil War II: The Accused 1)



    Minissérie mensal
    Formato 17x26 cm
    68 páginas
    Papel LWC
    Capa Cartão, Lombada Canoa
    R$ 13,00
    Distribuição Nacional
    -------------------------------------------


    Guerra Civil II: rapaz, eu leio esse gibi e me impressiono com a capacidade do Bendis. A capacidade de um auteur de gibi tem em conseguir TRADUZIR pros quadrinhos esse Termnoil das efervescências do mundo moderno. O Bendis conseguiu, cara. VEJAM BEM, prum gibi que foi publicado ANO PASSADO, no auge do discurso "anti-Trump", quando nem mesmo as discussões que gerariam conflitos entre apoiadores e detratores do presidente eleito trariam, o Bendis já trouxe de bandeja o tipo de conflito que iria se iniciar. Das minorias revoltadas por terem sua voz calada enquanto um bando de insensíveis e declaradamente racistas assumiriam o poder executivo. Isso é claro, INSPIROU O FAMOSO "PUNCH A NAZI" que começou justamente NO MÊS POSTERIOR A PUBLICAÇÃO DESTE GIBI, quando o supremacista de direita levou um safanão na Austrália. Mermaum, se Bendis não é visionário e agregador de cultura, tal como foi o Alan Moore com seu V de Vingança devido a vender um bilhonão de máscaras, eu não sei mais o que é.







    Eu já poderia parar a avaliação por aqui depois dessa clara e incontestável comprovação de genialidade do auteur, mas só a título de informação, uma cisma ocorre entre os grupos, cada um vai pro seu lado depois de trocarem acusações após terem visto a visão do Ulysses e os heróis tem aquele momento de calmaria antes da tempestade para descobrir qual será o próximo passo a seguir. Carol consegue apoio de suas amigas, mulheres que são marginalizadas, sofrem preconceito por serem fêmeas de outros fantasiados brancos hetéros cis normativos e machocanalhas estupradores, e também apoio do Peter Quill porque ele é gatinho.



    You go girl


    A discussão também irrompe entre as fileiras do Homem de Ferro e Capitão América, que não acreditam na visão determinista e preventiva da Carol. A edição foi mais um meio termo (não a toa se situa na edição #6 americana) para os heróis, um "intervalo" para a história tomar o seu segundo folego ao final. O gancho mostra Miles querendo provar que é preciso PUNCH A NAZI TODAY, apesar de todo mundo ficar contra. Arte bem boa de David Marquez que é até prejudicada pelas cores escuras de Justin Ponsor.



    PUNCH A NAZI TODAY!


    Nick Fury Cotista: continuando a trama da SHIELD ter sido invadida, Nick Fury Axé Bahia invade a SHIELD e luta contra a Viúva Negra. Será que nesta parte sem texto e sem troca de palavras ou olhares entre Nick e Tasha, a Viúva já percebeu que o Nick está na verdade agindo para o bem? A história pode estar rumando pra ser uma grande bosta, mas ao menos temos um artista de verdade aqui.





    O Acusado: trata-se de uma história one-shot onde é mostrado todo o processo do julgamento do Clint Barton Gavião Paulixteiro Safado. Apesar de já sabermos o resultado desde a última edição, foi bem interessante mostrar o Murdock como acusação contra o Gaviotário (mesmo o assassinato ter ocorrido em Utah, sei lá como que foi tudo feito em Nova York) e querendo um julgamento """""""""""""""""""""""""""""justo"""""""""""""""" """.



    O juri teve pena de um branquinho burguesinho de olhos azuis com dinheiro sobrando e prayboy. É verdade o que dizem, o pobre tem desejo de se tornar rico para poder ter as mesmas regalias, ignorando que as mesmas leis deviam se aplicar a todos



    A história mostra que a defesa toma no cu toda hora que tenta eximir a culpa do Gavião de ter feito, com a tese de que o Gavião não agiu diferente de alguém que atira para matar em outra pessoa que considere um perigo aos demais, enquanto a acusação trabalha com a ideia de que Clint foi lá com esta intenção. Murdock, como Demolidor, descobre que estão tentando PASSAR UMA LEI DE REGISTRO NOVAMENTE, o que seria uma BENÇÃO considerando o estágio das coisas. Murdock, adevogado safado e inescrupuloso como é, enxerga isso como uma ameaça ao seu estilo de vida, e trabalha para que o julgamento do Barton não vire um exemplo.





    Olha, por incrível que pareça esta foi uma história BEM BOA. Bem convincente e você fica realmente investido pelos personagens. Engraçado que os heróis, na figura do Murdock, enxergam a Lei de Registro como se fosse a causa da briga que ocorreu na primeira Guerra Civil, quando na verdade a única coisa que eclodiu o conflito foram OS PRÓPRIOS HERÓIS! Uma história bem roteirizada e escrita por, vejam só, Marc Guggenheim, guardadas as devidas proporções. Quem ficam a cargo da arte são Ramon Bachs e Garry Brown que não são nenhum primor ou achado da indústria, mas o tom sério e traços duros complementam o clima de "Pedi Mais Um", de série ou filme de tribunal que a história exige. Uma boa surpresa.



  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] Guerra Civil II #4 - PUNCH A NAZI TODAY!

    Guerra Civil: Que punheta de pau mole esse capítulo! Ok, é um capítulo de transição, mas é totalmente desinteressante. Um monte de gente conversando pra cá, outro monte de gente conversando pra lá, e não acontece porra nenhuma! Pelo menos, mais alguns heróis perceberam que a posição da Carol se tornou insustentável, e pulam fora do barco.

    A arte do David Marquéz continua impecável! Melhor coisa da série, sem dúvida.

    Nick Jr.: Continua aquela coisa: uma história batida (Shield foi infiltrada de novozzzzzzzzzzzzz), que não tem nada a ver com Guerra Civil e belos desenhos.

    Postado originalmente por Pato_Osborn_Olsen Ver Post
    Nick Fury Cotista: continuando a trama da SHIELD ter sido invadida, Nick Fury Axé Bahia invade a SHIELD e luta contra a Viúva Negra. Será que nesta parte sem texto e sem troca de palavras ou olhares entre Nick e Tasha, a Viúva já percebeu que o Nick está na verdade agindo para o bem?
    Como assim "será?" Este trecho da luta deixa claro que Nick aproveitou um golpe para cochichar algo no ouvido da Natasha.

    Spoiler!


    E a forma como ela olha para os agentes da Shield, logo em seguida, deixa claro que a Viúva percebeu que tem algo errado com eles.

    O Acusado: Essa história foi interessante mesmo. Achei bacana a ideia de um grupo político manipular o julgamento de Clint, para baixar uma nova Lei de Registro de Super-Humanos. Só achei meio foda o modo como o Demolidor descobre a treta. Ele invade o escritório da Stanzler diz que pode "controlar Murdock". Sutileza, zero. Comodidade, dez. Apesar disso, é uma história legal.

    Comment


    • #3
      Re: [AVALIAÇÃO] Guerra Civil II #4 - PUNCH A NAZI TODAY!

      Postado originalmente por Cabral Ver Post
      Guerra Civil: Que punheta de pau mole esse capítulo! Ok, é um capítulo de transição, mas é totalmente desinteressante. Um monte de gente conversando pra cá, outro monte de gente conversando pra lá, e não acontece porra nenhuma! Pelo menos, mais alguns heróis perceberam que a posição da Carol se tornou insustentável, e pulam fora do barco.
      Fica mais interessante quando se nota todas as nuances e alegorias do roteiro do Bendis

      Postado originalmente por Cabral Ver Post
      Nick Jr.: Continua aquela coisa: uma história batida (Shield foi infiltrada de novozzzzzzzzzzzzz), que não tem nada a ver com Guerra Civil e belos desenhos.



      Como assim "será?" Este trecho da luta deixa claro que Nick aproveitou um golpe para cochichar algo no ouvido da Natasha.

      Spoiler!


      E a forma como ela olha para os agentes da Shield, logo em seguida, deixa claro que a Viúva percebeu que tem algo errado com eles.
      Eu percebi os olhares, mas não entendi por essa cena aí acima como se Nick houvesse falado algo pra Natasha não.


      Postado originalmente por Cabral Ver Post
      O Acusado: Essa história foi interessante mesmo. Achei bacana a ideia de um grupo político manipular o julgamento de Clint, para baixar uma nova Lei de Registro de Super-Humanos. Só achei meio foda o modo como o Demolidor descobre a treta. Ele invade o escritório da Stanzler diz que pode "controlar Murdock". Sutileza, zero. Comodidade, dez. Apesar disso, é uma história legal.
      Mas esse é o modus operandi dos heróis Marvel, um bando de hipócritas. O Demolidor é um dos mais coitados no meio, mas faz de tudo pra manter o status quo. Vamos combinar que um juri nem precisaria ser manipulado em condenar alguém que atirou pra matar, o problema é que esse alguém era o Hulk...


      Na própria história é mostrado porque tem que haver uma lei de registro: Murdock a seu bel prazer invade o escritório da juíza para """""""""""""""investigar"""""""""" melhor o caso. Eu não acho que o Guggehein tenha sido tão inteligente a ponto de perceber isso.

      Comment


      • #4
        Re: [AVALIAÇÃO] Guerra Civil II #4 - PUNCH A NAZI TODAY!

        Postado originalmente por Pato_Osborn_Olsen Ver Post
        Fica mais interessante quando se nota todas as nuances e alegorias do roteiro do Bendis
        O senhor claramente está de deboche. E eu não respondo a deboches.

        Comment

        Working...
        X