Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Os Vingadores #13 - até que foi bom

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Os Vingadores #13 - até que foi bom




    Não levou muito tempo para que Hank Pym se voltasse contra os Fabulosos Vingadores! E conforme a ira de Ultron cai sobre os heróis, um último recurso é colocado em prática! Os Novíssimos e Diferentes Vingadores não estão dispostos a deixar o Homem-Aranha para trás, nas garras do Aniquilador!


    (All-New All-Different Avengers 12, Uncanny Avengers 11-12)


    Revista Tradicional
    Formato 17x26 cm
    76 páginas
    Papel LWC
    Capa Couché, Lombada Canoa
    R$ 9,40
    Distribuição Nacional
    -----------------------------------


    Fabulosos Vingadores: conclusão da trama do Ultron-Pym que veio do espaço da edição anterior, e olha..., puta gibizinho do caralho esse, hein? Após o Pym ter sido revelado como sendo o Ultron (ou não?) rola um quebra pau geral envolvendo vários Vingadores, até o Visão aparece pra ajudar.





    A luta chega a ser tão emocionante que até o destino do Deapool não deixa de dramático. Gerry Duggan sempre achei um escritor inexpressivo pra caralho, mas neste arco ele tá de parabéns. Fez uma das melhores histórias dos Vingadores da atualidade. Esses escritores viajam demais na ideia do Grant Morrison de que "não deixe a cronologia te atrapalhar", mas se esquecem que a cronologia é amiga deles. Esta história se baseia totalmente na graphic novel A Ira de Ultron, que nem li ainda, mas os contornos gerais dá pra entender mesmo sem ter lido: Pym morreu lá. Aqui ele volta como Ultron. Um exemplo crasso de como fazer uma história com cronologia, mas sem atrapalhar o narrativa.






    Após a luta frenética contra o Pym/Ultron, numa jogada inteligente e um jogo de palavras do roteiro, os Vingadores fazem o que precisam fazer pra dar cabo da ameaça. História simplesmente do caralho. Um dos quebras mais sensacionais que já vi contra o Ultron. Parabéns ao Duggan e ao Pepe Larraz, que faz mísera na arte e não deixa a peteca cair.






    Os Deslumbrados Vingadores: também concluindo o arco que começou nas duas edições anteriores, os Vingadores Deslumbrados após deixar o Aranha pretinho se fudendo contra o Aniquilador sozinho, fazem uma espécie de "teleket entre dimensões", com os Vingadores revezando nos braceletes quânticos para lutar contra o Aniquilador. Bem legal.





    A parte anterior foi uma chatice, mas essa até que foi legal. Os Vingadores Deslumbrados usam de astúcia e trabalho em equipe para derrotar o Aniquilador e melar seus planos. O SHANANIGAN ao final foi muito bom. Tão bom quanto o da história dos Fabulosos Vingadores. Ao final de tudo, o arco não serviu pra porra nenhuma, porque o pai do Sam não foi encontrado. Mas isso é assunto pra outra saga.



    essa parte foi bem


    Enquanto isso na Terra, as garotas Vespas arrumam tempo para shopar. Lembram da Playboy da Ticiane e Helô Pinheiro, filha com a mãe? As duas são bem gostosas, mas não dá pra imaginar muito mãe e filha se pegando porque é muito errado isso. Comer ao mesmo tempo e mandar as suas se beijarem ou chuparem o seu pau. Janet e Nadia? A primeira é a segunda esposa do Hank Pym e a Nadia filha do primeiro casamento do Pym. Então botar as duas pra fazer aquele sexo lésbico gostoso não dá em nada. Só dizendo. Arte muito boa de Mahmud Asrar.



    Comprar roupas juntas, jantar em restaurante e depois passar glacê na tabaca uma da outra enquanto se chupam


    A edição do gibi está boa, só ficou de fora a capa original de Uncanny Avengers #12, mas é reproduzida na contra-capa do gibi. Ainda vem um mini-poster no meio da revista, bem legal, dessa vez com uma arte decente, diferente da edição passada, do Capitão América.
Working...
X