Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Esquadrão Suicida Renascimento #5: prelúdio para Liga da Justiça vs. Esquadrão Suicida

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Esquadrão Suicida Renascimento #5: prelúdio para Liga da Justiça vs. Esquadrão Suicida




    Sem tempo de se recuperar das consequências desencadeadas pelo terrível Cofre Negro e o General Zod, a Força-Tarefa X já tem que encarar agora ninguém menos que a Liga da Justiça!


    (Suicide Squad 8-9)

    Revista tradicional
    17 x 26 cm
    52 páginas
    Papel LWC
    Capa Couché, Lombada Canoa (Grampeada)
    R$ 7,50
    Distribuição Nacional
    ----------------------------------------


    Quando até mesmo a sinopse da editora do gibi é preguiçosa em explicar o conteúdo, é porque o negócio já desandou mesmo....





    Na conclusão do último SHANANIGAN do Esquadrão, onde vimos na última edição que por conta do portal Cofre Negro as pessoas em Belle Reve ficaram loucas, Arlequina, Flag, Amanda Waller e a coadjuvante que é o contato com o governo, fazem de tudo pra acabar com a loucura. Entrementes, Hack, que também não foi afetada, descobre que o Capitão Bumerangue tá preso nos computadores...







    Com a Magia de volta ao jogo, as coisas começam a se desenhar pra uma solução. O grande "conflito" da história é fazer com que o General Zod seja posto de volta no "Brega Hole" que foi criado, o Cofre Negro. É claro que no meio do caminho o Zod desperta.





    Porém apenas para ser detido pelo espírito do Capitão Bumerangue, que foi baixado como um vírus pela eletricidade para o corpo do Zod, que perto do Cofre Negro fez com que o corpo do Bumerangue se materializasse enquanto o Zod foi nocauteado. Uau. Esse gibi não me cansa de surpreender. E eu pensando que o mais incrível fosse transferir vírus de computador por eletricidade, ele me mostra que é possível um espírito criar um corpo porque mandou outro pra um buraco negro.





    Esse Esquadrão é bom mesmo, hein? E a grande ironia do gibi é que NENHUM membro do Esquadrão morreu na missão, já que o Capitão Lixorangue voltou dos mortos. Porra, tô rindo até agora com essa merda. Na arte, Jim Leexo mostra como todo seu talento depurou ao longo dos anos. Impressionante.





    Bônus:



    História back-up: aqui temos como foi a introdução da Nevasca no Esquadrão Suicida. Ela é vista com a equipe no começo de Liga da Justiça vs. Esquadrão Suicida #1. É só uma história dela entrando Belle Reve e conhecendo os membros do Esquadrão, nada digno de nota. Na verdade, o que mais impressiona é o bostão do Guiseppe Camuncoli, um dos piores desenhistas que o Homem-Aranha já teve aqui no gibi, e o pior de tudo, apresentando uma PUTA DUMA ARTE BACANA! É claro que ser finalizado pelo Francesco Mattinna não tem nada a ver com isso. Seja quem for o responsável, conseguiu transformar um artista de merda em algo que pode até ser promissor.




    Na história seguinte temos um one-shot (eu acho, e se não for eu quero que se foda porque eu desço desse trem é agora) mostrando que houve uma equipe ANTES do Esquadrão Suicida atual, a "Força Tarefa X - 0". Nela é mostrada uma missão e os integrantes da equipe em sua primeira, e como diz o título, última missão.





    A equipe é formada por membros BEM poderosos, como o Lobo e o Dr. Polaris. A missão deles consiste em ir num paíseco do Pacífico pra impedir que o ditardozinho do lugar tenha uma frota de armas de destruição em massa super-humanas. Ao chegar lá descobrem como são criados os superseres e a verdade por trás da criação e poderio dos seres.





    Só que uma vez em posso do poder que faz com que se crie meta-humanos, alguns membros da equipe tem uma ideia muito diferente sobre o que fazer com ele. Ficam gananciosos e através de um SHANANIGAN, as coisas não andam bem como planejado. Por incrível que pareça uma história BOA do Esquadrão Suicida, e melhor ainda: foi a história mais violente, porradeira, esculachada e com aquele clima de "não confie em ninguém" que o gibi já teve até agora. Foi preciso que o porra do Robin Williams, que escreveu o excelente Unfollow - 140 Tipos e o bem bom A Reazela - Mestres da Guerra se unisse com seu boy, Si Spurrier, pra fazer uma história que preste do Esquadrão.





    Ao final do gibi, essa mesma equipe de paspalhos foram os mesmos libertados no começo de Liga da Justiça vs. Esquadrão Suicida #1. Pronto, taí a ligação com a revista. É importante ler para entender o gibi? Não. Mas não se perde nada, principalmente pra quem JÁ ACOMPANHA o gibi, não recomendaria comprar o gibi apenas para ler a história, contudo. Basta saber que a equipe deu ruim por conta deles mesmos. A arte de Riley Rossmo é feinha, mas tem uma estilização legal.






    Porém esse gibi não me engana mais, e aqui encerro de comprar essa porra.
Working...
X