Anúncio

Collapse
No announcement yet.

O dread já sabia: DCepção??

Collapse
This topic is closed.
X
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • O dread já sabia: DCepção??

    Do Universo HQ:

    Leitores e mídia debatem o declínio da DC Comics

    Por Marcus Ramone (28/08/07)

    É de se questionar se, pelo menos em sua história mais recente, a DC Comics esteve em tão flagrante berlinda diante de leitores e críticos especializados em quadrinhos, da forma como se encontra atualmente. E tal fato não se restringe apenas aos Estados Unidos, mas acontece também em outros países nos quais os títulos da editora são publicados.

    Mas são os norte-americanos que demonstram sua insatisfação de maneira mais veemente. Um dos últimos "ataques" à DC partiu de um artigo escrito por Valerie D'Orazio no blog Occasional Superheroine. O texto repercutiu tanto que foi tema de matéria e debates em sites renomados como Newsarama e Comic Book Resources, entre outros.

    Opiniões contra e a favor de seus comentários estão rendendo na internet as mais acaloradas discussões que, para o bem ou para o mal, estão fazendo da DC o assunto da vez no mercado editorial dos Estados Unidos.

    D'Orazio, que já trabalhou como assistente na edição de títulos como Liga da Justiça e Crise de Identidade para aquela editora, enumerou diversos tópicos que explicariam o que aponta como o ocaso da DC Comics, que já vinha cometendo erros e culminou esse declínio com a maxissérie semanal Countdown.

    No final das contas, tudo se converge para um único "culpado": o editor-executivo Dan Didio, que em uma recente entrevista ao Newsarama afirmou não se preocupar com o que dizem sobre ele na internet.

    A articulista começa disparando que "a DC não é a Marvel", acusando a editora de copiar as características dos personagens de sua maior rival.

    "O segredo do sucesso da Marvel é que suas criações são, essencialmente, párias, aberrações, estranhos e desgarrados. Que tipo melhor de personagens para atrair os adolescentes?", diz D'Orazio. "Por sua vez, as sérias falhas de personalidade impostas a alguns personagens da DC no regime de Didio - como os sociopatas assassinos Maxwell Lord e Superboy; a Supergirl nada boazinha; o estuprador Dr. Luz; a antiética e cruel Dra. Leslie Thompkins e a Liga da Justiça amoral - foram sobrepostas, adicionadas artificialmente, desnecessárias".

    Para a articulista, todos os últimos grandes eventos dos quadrinhos da DC foram preparados sob os motes "Eles (os super-heróis) jamais serão os mesmos e tudo que você sabe é falso". D'Orazio aproveita para tecer mais das execrações que estão se tornando comuns para a série Countdown, além de comentar que é inexplicável que a editora do Super-Homem esteja caminhando para o lançamento de uma nova e desnecessária Crise.

    Nesse ponto, o crossover da Marvel Guerra Civil, que poderia ser apontado como similar à prática da DC de emendar sagas épicas imediatamente uma após a outra, é elogiado pelo fato de que levou a eventos autocontidos e restritos ao universo de seus respectivos protagonistas, como World War Hulk e Iniciativa, diferente das citadas Crises e, claro, Countdown, com muitos tie-ins e spin-offs.

    "Olhando uma recente lista de lançamentos da DC, notei que a maioria dos títulos é relacionada a Countdown", escreveu D'Orazio. "Meu Deus! Isso é como se a Marvel decidisse fazer de 75% de suas HQs um spin-off de Dinastia M".

    Em todos os tópicos abordados pela ex-funcionária da DC, o editor Dan Didio não escapa de acusações de incompetência. Desde a falta de projetos inovadores (os selos Minx - direcionado ao público jovem feminino - e Zuda Comics - de quadrinhos online - não seriam projetos de sua autoria) até as equivocadas seqüências de Crise nas Infinitas Terras, nenhuma realização da gestão de Didio foi poupada de desdém (o que, de certa forma, é injusto, pois há de se aceitar que a maxissérie 52 logrou sucesso de público e crítica).

    Sempre voltando a Countdown, o texto afirma que o tie-in Arena, anunciado há algumas semanas, é uma tentativa desesperada de salvar as vendas da série principal.

    Ainda de acordo com o artigo, essas e outras razões ali destrinchadas, como o atraso no lançamento de algumas edições, vêm contribuindo para a queda nas vendas dos títulos da DC, que estariam quase duas vezes menores que as da Marvel.

    Embora muitos possam entender, erroneamente ou não, que Valerie D'Orazio tenha algum despeito pela empresa na qual já trabalhou e está se valendo de um momento conturbado da editora para detratá-la, várias de suas abordagens merecem, no mínimo, o benefício da análise isenta.

    Trazendo esses fatos para a realidade brasileira, vale mencionar a Panini Comics, que sem dúvida alguma irá lançar por aqui esse material que a DC ora publica nos Estados Unidos e é alvo de tantas queixas. Fica, então, a pergunta: as vendas, no Brasil, refletirão esse insucesso que está acontecendo lá fora?

    Afinal, os leitores brasileiros já se encontram cientes do que vem por aí, graças não apenas às propagandas negativas que chegam com rapidez dos Estados Unidos, mas também à facilidade de leitura dos originais dessas HQs na internet.
    Eu nem li tudo, só postei aqui pra semear a discórdia!
    ùltima Leitura: Razoável
    sigpic
    Mister No #6 (RECORD)

    http://www.tumblr.com/blog/ultimaleitura

  • #2
    "Como é bom ser loucooooooo!"

    Comment


    • #3
      Humm... nada de novo, na verdade. Até o fiduma sabia disso

      http://twitter.com/adailtonba2

      Comment


      • #4
        Re: O já sabia: DCepção??

        Para a articulista, todos os últimos grandes eventos dos quadrinhos da DC foram preparados sob os motes "Eles (os super-heróis) jamais serão os mesmos e tudo que você sabe é falso". D'Orazio aproveita para tecer mais das execrações que estão se tornando comuns para a série Countdown, além de comentar que é inexplicável que a editora do Super-Homem esteja caminhando para o lançamento de uma nova e desnecessária Crise.
        Eis o problema.
        É um erro imaginar que o horror está indissoluvelmente associado à escuridão, ao silêncio e à solidão.
        (H. P. Lovecraft)

        Sabedoria não tem limites.

        Comment


        • #5
          O problema é Countdown. A DC deveria botar mais gás nela. Sei-la. Tipo, 52 era boa porque era uma coisa mais auto-contida. Bastava ler 52 que você aprendia toda a historia e saberia tudo. O unico spin-off foi uma coisa que não posso dizer porque é spoiler, mas foram apenas 4 edições. Não tinha tie-ins de 52. Alem do mais, 52 tinha um capista otimo, que era o JG Jones, quatro escritores geniais, que eram o Johns, o Morrison, o Waid e o Rucka, alem de uma equipe otima nos desenhos. Countdown parece estar abandonada no desleixe. SÒ AGORA que chamaram o JG Jones pra fazer capas boas, alem disso, parece que fica rodando os escritores. 52 tava num caminho perfeito - sem tie-ins, com bons escritores, bons desenhistas, bom capista e por ai vai. O que o Didio tem que fazer é cortar tudo que é tie-in e deixar Countdown mais... alto contida.
          Postado originalmente por Oz Jordan
          eu sempre considerei o ajax negão, só q um negão verde. em vista de q os marcianos do caralhø lá eram brancos e verdes, o verde é o negro espacial.

          Comment


          • #6
            Postado originalmente por ultraboy
            pedofilia ???
            Isso é só uma brincadeira ...

            Comment


            • #7
              já tem esse tópico aqui:

              http://www.mbbforum.com/mbb/viewtopic.php?t=10335

              80-82-83-87-92-09

              Comment

              Working...
              X