Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)



    Tex Gold vol. 1

    O Profeta Indígena

    Roteiro de Claudio Nizzi e desenhos de Corrado Mastantuono

    Nesta edição...

    Manitary é um jovem profeta indígena que, "guiado" pelo Grande Espírito, quer reacender o orgulho dos Hualpais. Tomado por esse sonho impossível, ele desencadeia um inferno, reunindo em um único exército todas as tribos do deserto, a fim de derrotar e expulsar para sempre os homens brancos das terras do sudoeste, que outrora pertenceram aos nativos. Mas, em seu caminho, Manitary encontra Tex Willer e seus pards, decididos a tudo para impedir que uma suposta profecia maluca se transforme em uma carnificina inútil...
    E assim começa a cavalgada de Tex pela editora Salvat, quem diria... uma legião de Texmaníacos tem caçado o seu exemplar como se tivesse nas jazidas da Califórnia na grande corrida do ouro do séc. XIX. A editora optou por continuar trazendo os álbuns da série Gigante que a Mythos acabou cancelando após o décimo segundo volume. Esse álbum compila o vigésimo primeiro dos Texone italianos e traz uma aventura assinada pelo veterano Claudio Nizzi e pelo desenhista Corrado Mastantuono.

    Essa é uma aventura básica do Tex, Nizzi já estava há muito tempo escrevendo para o personagem e o filão já meio que começava a esgotar, de maneira nenhuma é uma aventura fraca, mas tem algumas soluções um pouco fáceis, como a captura do Manitary e o desfecho final. A coleção Texone é uma celebração aos grandes desenhistas da nona arte, tanto da Bonelli quanto os convidados especiais.

    Mastantuono já é bastante conhecido na Itália por seu trabalho na Disney e por sua brilhante passagem na série de Horror Western Mágico Vento, tornando-se posteriormente capista da mesma, e pra mim a sua arte é o ponto alto da edição, tendo se formado em escolas que trabalhavam com cinematografia, as suas tomadas de câmera são de tirar o fôlego, às vezes partindo de uma visão aérea, ou de baixo pra cima e até mesmo em excelentes panorâmicas, o traço do cara faz valer cada tempo de leitura.

    Apesar de básico, o roteiro tem grandes momentos, como as cenas em que o Manitary tem suas visões, o confronto dos Hualpais com uma caravana de mineiros enquanto só da tempo do Tex presenciar o final da grandiosa carnificina, o embate de Tex com dois pumas gigantes ou o ótimo tiroteio no barco dos traficantes de armas. História redondinha mas que poderia ter um final ainda mais épico, depois daqueles discursos todos do Manitary, no fim não passava de um fanfarrão com sonhos de glória.

    As cores são excelentes, não sobrepujam a arte, apenas a complementa de forma eficaz e no caso da arte do Mastantuono combina muito bem, tornando tudo muito elegante e com um certo aspecto de quadrinho clássico.

    A edição no aspecto gráfico está impecável e acompanha um belíssimo pôster desenhado pelo Claudio Villa, o mais bonito até agora lançado nas coleções da Salvat e por 9,90 tá praticamente dado. Uma grande iniciativa da Salvat para deleite de novos e velhos Texianos e amantes de um ótimo quadrinho de aventura.







    Last edited by Mountain Man; 01-11-2017, 09:15 PM.
    “Quando quero relaxar leio ensaios de Engels. Quando quero algo mais sério, leio Corto Maltese.” Umberto Eco.

  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

    Tex Gold Vol. 1: O Profeta Indígena

    O profeta indígena conta a história de um índio hualpai, que tem uma visão profética de que o sol vai sumir (eclipse) e que ele (Manitary) deve reunir toda a tribo dos Hualpais e seguir deixando um rastro de destruição por onde passa, até expulsar os caras-pálidas de todo o território americano. Manitary fica muito tocado por isso e passa a inflamar os índios da aldeia, que acreditam-no após um eclipse acontecer no céu. Com toda essa influência adquirida, os índios sob o comando de Manitary passam a tocar o terror em todo o norte do Arizona... e para solucionar isso, só o nosso grande Tex e seus amigos para tentar controlar esse maluco antes que seja tarde demais.

    Essa história saiu aqui na Tex Gigante, e esta edição está muito bem acabada, bem luxuosa. Talvez seja a melhor coleção da Salvat tanto em conteúdo quanto em produto. É um gibi muito foda. Grandes momentos de ação frenética, aliada a momentos de tensão em pontos chaves da história. Parece que o gibi não tem aquela ânsia de concluir, deixando que vivamos o momento e sintamos a emoção que a trama de um fumetti de Tex proporciona. Roteirista Claudio Nizzi muito bom, como sempre. E arte do Corrado Mastantuono que é espetacular, ele aparentemente trabalhava na Disney e foi convidado pra fazer algumas coisas na Sergio Bonelli Editore, inclusive este álbum em 2007. A colorização que deram ficou muito bem feita, não me incomodou em nenhum momento. Gibizaço. Excelente esse grande início da Tex Gold!

    Comment


    • #3
      Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

      O legal é o rompimento do maniqueísmo que por mais que a forma como o Manitary queira executar seu plano seja algo bastante cruel, ele também não deixa de ter razão mediante as atrocidades do branco contra os indígenas. O fato dele
      Spoiler!
      achei uma decisão bastante acertada. Acho que mais umas 50 páginas a história teria ficado nota 10.

      Mas o bom aqui é que Tex nunca decepciona, você encerra a leitura e fecha o livro satisfeito sabendo que o dinheiro foi bem gasto. Vamos para a do Kubert.
      Last edited by Mountain Man; 04-11-2017, 12:23 AM.
      “Quando quero relaxar leio ensaios de Engels. Quando quero algo mais sério, leio Corto Maltese.” Umberto Eco.

      Comment


      • #4
        Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

        Espero conseguir encontrar por aqui.
        Malemá só vejo da Salvat por aqui os da Marvel. Asterix virou lenda, tomara que Tex também não vire.
        Konshu não é meu Deus!

        Comment


        • #5
          Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

          Ótima edição.

          Enviado de meu SM-G955U1 usando Tapatalk

          Comment


          • #6
            Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

            os desenhos são ótimos....mas a historia é fraquinha de dar dó....com um desfecho digno de quem não sabia como acabar a historia.

            vale os 9,90, sobretudo pela bela edição e arte que é cabulosa

            Comment


            • #7
              Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

              A edição é espetacular. Vale os 9,90 numa boa.

              Comment


              • #8
                Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

                Ótima história com desenhos e cores incríveis, Salvat começou muito bem essa coleção.

                Comment


                • #9
                  Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

                  Também achei uma boa escolha, dá pra agradar os novatos e os veteranos.
                  “Quando quero relaxar leio ensaios de Engels. Quando quero algo mais sério, leio Corto Maltese.” Umberto Eco.

                  Comment


                  • #10
                    Re: [AVALIAÇÃO] Tex Gold vol. 1 O Profeta Indígena (Salvat)

                    Postado originalmente por Aragorn Ver Post
                    os desenhos são ótimos....mas a historia é fraquinha de dar dó....com um desfecho digno de quem não sabia como acabar a historia.
                    Sim, também achei isso

                    E tem um que outro erro de tradução, um que outro erro de diagramação no poster e até deixaram passar um "da tex"
                    ​-

                    Comment

                    Working...
                    X