Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Os Vingadores #11: a volta da Vespa, a volta do Pym, o adeus a Novos Vingadores!

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Os Vingadores #11: a volta da Vespa, a volta do Pym, o adeus a Novos Vingadores!




    Existe uma nova Vespa no pedaço! Quem é ela?! Descubra ao lado dos Vingadores! Agora que teve sua vitalidade restaurada, o Capitão América assume um papel de comando ao lado dos Fabulosos Vingadores… bem a tempo de enfrentarem um novo desafio! Será que Wiccano, Hulkling e a Garota-Esquilo vão segurar a barra como os únicos Novos Vingadores que sobraram?

    (All-New All-Different Avengers 9, Free Comic Book Day Civil War II (II), New Avengers 11, Uncanny Avengers 9)


    Revista Tradicional
    Formato 17x26 cm
    76 páginas
    Papel LWC
    Capa Couché, Lombada Canoa
    R$ 9,40
    Distribuição Nacional
    ----------------------------------


    Vingadores: a nova Vespa! O gibi começa mostrando a nova Vespa em ação numa espécie de viagem ao centro do Androide parecida com a já clássica história de mesmo nome encontrada na mal fadada saga A Guerra Kree-Skrull. É só uma espécie de introdução da personagem, que veio se encontrar com o seu pai (sim, ela é filha do PRIMEIRO CASAMENTO do Pym, ou seje, Pym já era divorciado antes mesmo disso pegar mal nos gibis, praticamente um pioneiro do mal gosto), porém fica decepcionada ao descobrir dos acontecimentos mostrados em A Ira de Ultron.





    É só uma história introdutória, porém vai se revelar como algo que ocorre durante a história dos Vingadores propriamente ditos. Achei a personagem simpática, e uma boa repaginação, já que a Janet Van Dyne prefere passar os seus dias como puta safada. Arte do Alan Davis sempre fenomenal.





    O gibi propriamente dos Vingadores começam com o putão do Jarvis raspando as crecas do GALPÃO DOS VINGADORES, porém do nada são atacados por uma energia misteriosa. A pequena Vespa nova logo se apresenta, aí quem convive com a Vespa regularmente sabe que ela é uma puta safada e nem dá muita bola, mas é o Jarvis quem dá um ataque de pelanca, como se estivessem manchando o grande legado da personagem que deu pro Magneto pra se safar. A Vespa nunca foi tão choramingada desde Invasão Secreta.



    Jarvis pistola porque mancharam a reputação da pobre e inabalável Vespa que é uma puta


    Aí então coisas estranhas acontecem e descobrem que se trata de um SHANANIGAN temporal implantado pelo Kang desde suas últimas estripulias com os Vingadores. Olha, a história é beeeeeeem comunzona e parece que o Waid não quer criar grandes conflitos para antes do conflito maior que vem aí, Guerra Civil II. Uma atitude inteligente. Porém o gibi é bem bacana e divertido. Eu realmente tô gostando dessa leitura leve e descompromissada sem parecer mongol dos Vingadores, que é o mal que sofre justamente os outros dois títulos da linha. A resolução disso já foi mostrada na história anterior a essa! Arte muito boa como de praxe do Mahmud Asrar.





    Fabulosos Vingadores: Vampira vai de encontro ao Gambit (parem de mostrar o Gambit...) para avisar que o Caveira Vermelha tá a solta e quase entra pros Vingadores nessa. O resto da edição é dedicada a volta do Pym dos mortos, que se sacrificou em A Ira de Ultron (eu realmente preciso ler esse gibi..., vou tentar fazer no feriadão), mas que desde a edição #6 dos Vingadores já estava revelado estar vivo e bem.



    Gambit quase entra pros Vingadores nessa cena


    Este número foi só de reações mesmo a volta do Pym. Ele mostra que está ligado ao Ultron e que dessa vez não vai dar merda. Sei... . É o começo de um arco e quando a grande surpresa é algo que já foi mostrado em edições anteriores, qual a grande surpresa? Na arte, Pepe Larraz faz um excelente trabalho, lembrando até um Stuart Immonen, mas sem ser cópia.



    Isso não vai dar problema não, amiguinho, pode confiar



    Novos Vingadores: na esteira dos acontecimentos da edição anterior, onde Beto mandou toda sua equipe da IMA para uma dimensão compacta, e da edição #9 onde os dissidentes da equipe (na verdade, eles apenas não concordaram com o rumo da missão numa votação nominal rápida ), aqui são mostrados a repercussão desses eventos praqueles que ficaram pra trás.





    Enquanto Billy e Teddy vão falar com a "mãe" de Billy sobre coisas abstratas e que não possuem ligação aparente, acompanhamos uma sequência de backlash desses Novos Vingadores na mídia e o Gavião Arqueiro e a Soprano em mais um bate e volta naquelas de "você traiu a galera." - "É, mas não é bem assim. Veja até o final desta edição" - aí eu "hein, como assim, porra?" - tem uma briga com um bostel qualquer e é revelado que Beto está reunindo os NOVOS Novos Vingadores, com a mesma equipe.




    Pra coroar esse retorno triunfal, a volta de Gerardo Sandoval!



    CONTINUA EM AVANTE, VINGADORES #10, QUE EU DEIXEI DE ACOMPANHAR (ainda pretendo ler e avaliar as edições anteriores, contudo). Isso marca o fim dos Novos Vingadores neste gibi. Agora teremos MAIS HISTÓRIAS de Fabulosos Vingadores e Vingadores, o que é bom porque estão defasados (todas as edições desse mês constam de Julho do ano passado, sendo que o gibi é de Setembro). Bicho, esses Novos Vingadores eu considerava até melhor do que o Fabulosos Vingadores - na verdade era uma competição acirrada para saber qual equipe é a mais antipática. Só que pelo menos o Al Ewing parecia que sabia pra onde estava indo. Esta edição foi UMA MERDA, ainda mais contando a quantidade de plot twits duplos carpados que o gibi tem.






    Essa porra todinha que o Al Ewing fez foi do nada a lugar nenhum! Quer dizer que antes ele estava numa Ilha da IMA que as outras nações e principalmente a SHIELD andavam suspeitando. Agora eles estão sekretos y skondidos aos olhos de todos e a SHIELD COM CERTEZA não acredita neles, mas de alguma forma estão mais unidos do que nunca, porque o Gavião que era da SHIELD, mas que já havia abandonado a SHIELD, agora está com eles em definitivo, e a Soprano não é traidora afinal de contas. Só que ninguém esperava que ela fosse traidora até trair, mas não foi algo inesperado, foi algo simplesmente tirado do cu. Esse gibi é assim, é algo tirado do cu.





    E a trama do Reed Richards Ultimate? Pois é. E a trama. Essa série não é de toda ruim, mas precisaria ter mais foco, mais coisas que investissem a atenção do leitor ao invés de o aborrecer. Vai timbora, miséra. E ainda por cima com esse artista fantástico que é o Gerardo Sandoval. Pelo menos no quesito arte, este gibi só ganhava quando o Ryan Stegman não fazia umas nojeiras na história. Agora o gibi vai ter sempre uma arte apresentável.



    Wanda bebendo um copo com nada lembra os bons tempos do Rob Liefeld

  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] Os Vingadores #11: a volta da Vespa, a volta do Pym, o adeus a Novos Vingadores!

    como é que esse desenhista tem emprego?

    Comment

    Working...
    X