Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra




    Por muitos séculos, famílias reais governaram o mundo. O direito divino deles de comandarem o povo manifestou-se não por meio de coroas e tronos, mas também na forma de fantásticos e mortíferos superpoderes contra os quais exército mortal algum seria capaz de fazer frente.

    Então vieram as revoluções. Democracia, indústria e comunismo se espalham pelo globo, a força do crescimento deixa a realeza insegura e uma nova geração de governantes faz votos de nunca usar os poderes em batalha outra vez.

    Enquanto a Segunda Guerra se desenrola e os bombardeios assolam Londres, Leningrado e Pearl Harbor, esses votos são testados até o limite – e provocados pelas ações dos mimados herdeiros do rei da Inglaterra, os gigantes adormecidos ao redor do mundo começam a se mexer.

    Apetites insaciáveis. Desejos proibidos. Rivalidades fraternas. O toque da loucura. Tudo que se teme sobre esses monarcas é verdade – e em A REALEZA – MESTRES DA GUERRA a equipe criativa formada por ROB WILLIAMS, SIMON COLEBY, GARY ERSKINE e J.D. METTLER traz para você a empolgante e pungente história de seu derradeiro conflito.


    (The Royals – Masters of War 1 a 6)


    Encadernado
    Periodicidade Eventual
    17 x 26 cm
    148 páginas
    Papel LWC
    Capa Cartão
    Lombada Quadrada
    Distribuição setorizada para bancas, nacional para lojas e bancas especializadas em HQs.
    R$ 22,90
    -----------------------------------------


    Muito além da lombada, é o que pode ser dito sobre este gibi! Apesar do erro crasso cometido pela Panini de trocar as letras na lombada (e pelo que pude verificar em uma primeira leitura, pra quem está preocupado em ler o gibi, foi apenas esse erro mesmo), esse A Realeza é uma ótima história e muito bem desenhada. Difícil não gostar da arte fotográfica de Simon Coleby, ajudado demasiadamente por Gary Erskine nos três últimos capítulos. No gibi aparecem figuras históricas, como o Churchil, por exemplo, que parecem que foram retiradas de uma foto.





    O gibi é algo que já foi explorado em quadrinhos e outras mídias, uma espécie de "Segunda Guerra Alternativa", mas aqui com a ideia peculiar que membros de famílias reais (e ao longo do gibi vemos que não só as da Europa), que tem o "sangue azul", tem superpoderes! É uma premissa simples, mas que gera toda uma gama de acontecimentos. A estrutura da ideia é bem parecido com o que acontece pelo recentemente lançado do mesmo autor, Robin Williams, o seu Unfollow: 140 Tipos. Uma premissa simples que dependendo da ação dos personagens toma medidas gigantescas.






    Aqui o protagonista e que faz girar a roda toda é o príncipe Henry (o loirinho, claro), que após ver as consequências do Bombardeio a Londres decide tomar uma posição diferente que sua linhagem assumiu perante os horrores do mundo. Engraçado perceber que provavelmente os acontecimentos históricos do gibi teriam as mesmas consequências que tiveram no mundo real se o Henry não interviesse. Em outras palavras, se o personagem principal não tivesse feito nada, tudo ocorreria na medida do normal.





    Daí então é só tiro, porrada e bomba, mas com aquele arcabouço que faz qualquer um que se interesse por quadrinhos e Segunda Guerra gostar muito. Uma das coisas mais interessantes do gibi certamente é a mudança estratégica dos aliados, os Estados Unidos, querendo "imitar" o sucesso da intervenção do Príncipe Henry. O gibi também não deixa de ter sua dose de sacanagem, muito graças ao outro príncipe mais velho, beberrão e comedor, Arthur. Um segundo capítulo tenso desencadeia a guerra de uma maneira totalmente diferente.





    Olha, o gibi é bem divertido. Não é uma coisa assim "nooooossa, que gibi imperdível, que história fantástica e inesquecível", mas é muito legal. O melhor fica para a relação entre os irmãos Arthur, Henry e Rose, a princesa. Travers é um agente da inteligência mostrado logo no começo, mas ao invés de servir como olhos do leitor comum, vira só um coadjuvante facilitador pro príncipe Henry. O plot twist do clímax não é tão interessante quando no mesmo capítulo o autor usou do mesmo artifício (não comentarei para evitar spoilers), mas o gibi tem um final diferente do esperado que até que compensa.



    A história das famílias reais poderosas - em quadrinhos. Pode colocar isso na prova de História sim


    A Reazela é um gibi bem divertido e bacana, mas sinceramente não é algo imperdível. Não é dinheiro jogado fora, mas também não recomendo alguém gastar suas últimas economias nela. Mas definitivamente é um gibi que vale a conferida. Eu gostei bastante, principalmente o final. Parece que tem outras séries dessa mesma história publicada, mas a rigor é uma história fechada. Qualquer futura publicação de continuação é um possível caça-níquel. A arte também é um desbunde. Como dito, Simon Coleby faz uma excelente arte, mas com a arte-final de Erskine o gibi fica ainda mais sensacional. Bom gibi.



  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

    Depois de Suicidas e Xerife da Babilônia, parei com esse material novo da Vertigo!

    Agora é só completar o que falta (ZDM, Vampiro Americano e o volume 1 de Transmetropolitan) e esperar pelo lançamento de Escalpo!
    Lacre não dá lucro

    Comment


    • #3
      Re: [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

      conceito ruim, banal e clichê

      conheço esse papo de "não é o melhor gibi do mundo, mas vale a conferida". É quando o gibi é ruim e o cara não quer admitir que jogou dinheiro no lixo. Fiz muito com Superman

      Comment


      • #4
        Re: [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

        Dan Jurgens te comeu e não ligou no dia seguinte, né?

        Se foi não isso, desculpa, mas tá parecendo.
        Postado originalmente por Leandro Azeredo
        O legal do MBB é isso... sempre que você acha que essa m€rda chegou no fundo do poço, aparece um filha da pu†a com uma pá e começa a cavar!
        sigpic

        "Trate bem seu cliente"

        Comment


        • #5
          Re: [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

          Postado originalmente por Geninho Ver Post
          Depois de Suicidas e Xerife da Babilônia, parei com esse material novo da Vertigo!

          Agora é só completar o que falta (ZDM, Vampiro Americano e o volume 1 de Transmetropolitan) e esperar pelo lançamento de Escalpo!
          Suicidas ainda não conferi (mas está aqui na pilha). Pô, Xerife da Babilônia é legal pacas...

          Postado originalmente por FLUFFY Ver Post
          conceito ruim, banal e clichê

          conheço esse papo de "não é o melhor gibi do mundo, mas vale a conferida". É quando o gibi é ruim e o cara não quer admitir que jogou dinheiro no lixo. Fiz muito com Superman


          eu achei o gibi de boa. Uma leitura bacaninha, mas gaste apenas se tiver dinheiro.

          Minha única critica é que podia ter mais nudez

          Comment


          • #6
            Re: [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

            Achei esse gibi do caralho. eu diria que pra quem gosta de Jupiters Legacy, do Millar, aqui em A Reazela temos um jupiters legacy ambientada na WWII.
            Muito divertido o conceito dos supers, o porque deles terem poderes e como cada familia real tem suas características. Zoaram legal com os americanos, mas ficou legal também, me deu vontade de ver um spinoff dessa série se passando em outras guerras, só pra eu poder ver como seriam as outras familias reais. Achei uma mais legal que a outra. Só na Rússia que eu senti falta de um membro da reazela que fosse mais clichê, invés daquele monstrão poderia ser um maluco de sobretudo grosso de inverno com barba estilo Rasputin e um super poder de gelo igual do Elijah Snow de Planetary, seria animal.
            No mais, final bem surpreendente, eu não imagiana que o membro infiltrado fosse aquele que é revelado no fim da história.
            Gibizão nota 8,7.
            Vendo e compro alguns quadrinhos, quer ver a lista? É só clicar http://www.mbbforum.com/mbb/showthre...48#post4071048

            Comment


            • #7
              Re: [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

              um pouco atrasado, mas... no geral, me empolguei pelo tema, mas não fizeram nem algo mais épico em relação à história que poderiam desenvolver, nem algo intimista, pela escolha das poucas edições... ficando no meio termo, acredito que eles entregaram um meio nada...heheheh...

              Comment


              • #8
                Re: [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

                Apesar da cagada da Panini com a lombada errada, vale a pena pegar isso numa Black Friday ou numa PromoBug do TIO Saraiva ?
                Para o Alto... e Avante !!!

                Comment


                • #9
                  Re: [AVALIAÇÃO] A REAZELA, quer dizer... A Realeza - Mestres da Guerra

                  Postado originalmente por 4fantasticos Ver Post
                  Apesar da cagada da Panini com a lombada errada, vale a pena pegar isso numa Black Friday ou numa PromoBug do TIO Saraiva ?
                  É uma história que é divertida. Eu achei boa e que valeu o dinheiro gasto. Se você conseguir por menos do que o preço de capa, então melhor ainda

                  Comment

                  Working...
                  X