Anúncio

Collapse
No announcement yet.

JUDAS - A MAXISSÉRIE EM 16 VOLUMES

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • JUDAS - A MAXISSÉRIE EM 16 VOLUMES

    Acabo de adquirir a maxissérie JUDAS da Bonelli por R$ 50,00. Até agora só li os dois primeiros volumes, mas o material parece ser de ótima qualidade. Trata-se de um ex-bandido - Alan Scott - que se tornou um agente da Pinkerton. Faz o estilo meio sombrio e nada româtntico (espanca uma ladra/assassina/prostituta no vol. 1).


    Alguém no fórum tem mais informações sobre série? Gostaria de trocar impressões, mas cuidado com spoilers, por favor.
    "Mães, tendes em vossas mãos a salvação do mundo". Léon Tolstoi

    "Só as mães são felizes."

  • #2
    Alan Scott
    Não conheço a série, mas o protagonista tem nome de MASKARADDU.

    Comment


    • #3
      Tenho alguns números aleatórios, essa série eu quero fechar em visitas a sebos, nunca pagando mais que 3 reais por cada edição. Quando eu fechar eu leio tudo de uma vez só.
      ùltima Leitura: Razoável
      sigpic
      Mister No #6 (RECORD)

      http://www.tumblr.com/blog/ultimaleitura

      Comment


      • #4
        Lanterna Clovis Bornai?

        Comment


        • #5
          Tenho vontade de ler. Uma vez achei a série completa, o cara fazia para mim por 45. Mas estava sem grana...
          MInto, foi outra série, A História do Oeste. Ainda bem que não comprei pois ele não foi terminada...

          Se não gostar depois de ler eu compro por 50.
          Não ganhei nada....

          Comment


          • #6
            # 1 Calibre .45. Alan Scott recebe a missão de proteger uma remessa de cem mil dólares a ser transportada num trem da Iron Montain Railroad. Mas durante a viagem Judas comete uma "falha" e os bandidos conseguem assaltar o trem e levar o dinheiro. Constrangido, Judas desce do vagão e parte no encalço dos ladrões. Vai acompanhado por outro agente da Pinkerton, Henry Wicher, que também estava protegendo o dinheiro, embora Judas diga que sempre prefere trabalhar sozinho. Henry Wicher também não queria a missão. Numa hora, ele diz a Judas que nenhum agente da Pinkerton gostava dele. No transcorrer da caçada aos bandidos do trem, no entanto, vai surgindo uma amizadade e um respeito mútuo. Até o final trágico.

            # 2 O Justiceiro. Um jovem, Jim Taylor, filho de um senador e proprietário de uma grande companhia ferroviária, some em companhia de um amigo, a quem sabe-se mais tarde era um assaltante do bando de Dakota. No dia seguinte, um dos trens da companhia que levava cinqüenta mil dólares é assaltado. Jim Taylor, que nunca mais retorna, é acusado de fazer parte do bando de Dakota, que apesar do apelido é um homem branco. Judas é contratado para caçar Jim Taylor, mas no meio dessa caçada, ele acaba trombando com o bando de Dakota que havia acabado de praticar outro assalto e estava em fuga. Outro final trágico.


            Cavaleiro de Rohan,

            O nome é Alan Scott, mesmo.


            Goyo,

            Você já tentou a www.rika.com.br? Se aqui em Manaus eu consegui a coleção completa, aí pelo Sudeste deve ser muito mais fácil.
            "Mães, tendes em vossas mãos a salvação do mundo". Léon Tolstoi

            "Só as mães são felizes."

            Comment


            • #7
              Eu tenho a primeira, e só.
              Seu Cuca é eu!

              Comment


              • #8
                Eu tenho a coleção completa, mas tá na pilha de leitura, sem perspectiva de realização do seu propósito.
                "Uma das pessoas menos agradáveis do MBB." - SJWscott

                Comment


                • #9
                  Postado originalmente por Destro
                  Lanterna Clovis Bornai?
                  É Lanterna-Liberace, Clóvis Bornai é o Gavião negro.
                  Blame it on the Bossa Nova.

                  Comment


                  • #10
                    Postado originalmente por Evandro
                    Goyo,

                    Você já tentou a www.rika.com.br? Se aqui em Manaus eu consegui a coleção completa, aí pelo Sudeste deve ser muito mais fácil.
                    Não vale buscar online não, até porque é um material relativamente fácil de se achar por aí. O difícil, sim, é achar a coleção toda num lugar só. Mas não tenho pressa. Tenho na cateira uma tabelinha com os números que me faltam, por isso quando esbarro por aí com essas revistas, é mole saber quais me faltam, e geralmente custam no máximo 2 reais.
                    ùltima Leitura: Razoável
                    sigpic
                    Mister No #6 (RECORD)

                    http://www.tumblr.com/blog/ultimaleitura

                    Comment


                    • #11
                      Plágio do Tio Lanterna?

                      Comment


                      • #12
                        Postado originalmente por RED SON GOU
                        Plágio do Tio Lanterna?
                        Não, não. Era um western produzido lá pelos anos 80, bem divertido realmente. Eu gostava.

                        Outro que eu gostava era um produzido no Brasil chamado Chet. Acho que era o Watson Portela que desenhava. Pegava carona nos fumetti, mas tinha personalidade.
                        sigpic

                        Comment


                        • #13
                          Postado originalmente por Lucius Theremin
                          Outro que eu gostava era um produzido no Brasil chamado Chet. Acho que era o Watson Portela que desenhava. Pegava carona nos fumetti, mas tinha personalidade. [/b]
                          Era o Portela sim. Recentemente reli as histórias do Chet que sairam nos primórdios da revista do Ken Parker (ed. Vecchi). A arte do Portela até que não comprometia, mas o roteiro era bem fraco. Nunca cheguei a comprar o título próprio do personagem...

                          Comment


                          • #14
                            Postado originalmente por Muddy
                            Era o Portela sim. Recentemente reli as histórias do Chet que sairam nos primórdios da revista do Ken Parker (ed. Vecchi). A arte do Portela até que não comprometia, mas o roteiro era bem fraco. Nunca cheguei a comprar o título próprio do personagem...
                            Bem, eu li várias edições do Chet há uns 15 anos em edições adquiridas em sebos... Então minha lembrança dos roteiros pode estar comprometida. Acho que Chet foi publicado bem antes, na época do Ken Parker da Vecchi mesmo.
                            sigpic

                            Comment


                            • #15
                              Postado originalmente por Lucius Theremin
                              Bem, eu li várias edições do Chet há uns 15 anos em edições adquiridas em sebos... Então minha lembrança dos roteiros pode estar comprometida.
                              Ou então os roteiros melhoraram da época da participação na revista do Ken Parker para a do título próprio...
                              Postado originalmente por Lucius Theremin
                              Acho que Chet foi publicado bem antes, na época do Ken Parker da Vecchi mesmo.
                              Foi publicado nos quatro ou cinco primeiros números do KP da Vecchi. Eram umas 20 páginas ao final de cada edição.

                              Na história um bandido mata a mulher de Chet, que estava grávida e ele vai atrás de vingança...

                              Acho que serviu de "piloto" para a revista solo do personagem...

                              Comment

                              Working...
                              X