Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[AVALIAÇÃO] Justiceiro #4: NOVA FASE! ESCRITO POR UMA MOLHER! O GIBI QUE MATOU STEVE DILLON!

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [AVALIAÇÃO] Justiceiro #4: NOVA FASE! ESCRITO POR UMA MOLHER! O GIBI QUE MATOU STEVE DILLON!



    Há uma nova droga experimental nas ruas, capaz de transformar pessoas comuns em soldados enraivecidos, e os agentes Ortiz e Henderson da agência norte-americana de combate a entorpecentes querem desbaratar a misteriosa facção conhecida como Condor, responsável pela disseminação do narcótico. O problema é que as atividades criminosas da quadrilha também chamaram atenção do Justiceiro, colocando-o em confronto direto com ambos os grupos.

    (Punisher 1-6)

    Publicação eventual
    Formato 17 x 26 cm
    128+4 páginas
    Lombada quadrada
    Capa cartão, miolo LWC
    R$ 21,00
    Distribuição nacional
    -----------------------------------------


    Quando esse gibi foi anunciado, após o fim de Guerras Secretas, eu estive um pouco com o pé atrás porque quem iria ESCREVER a parada era a Becky Cloonan. E a Becky Cloonan, exceto por ser uma ótima desenhista, não é conhecida mais por porra nenhuma. Aliás, é conhecida sim. É conhecida por ser uma putinha relaxada desses gêmeos caras de pau da cena indie dos quadrinhos nacionais. Becky Cloonan é uma delicinha, e deixa transparecer que parte de seu marketing e sucesso é devido ao estilo despojado. Ninguém dá muita bola pra você se é um gordo meio bêbado desenhando, mas se você é ruivinha, branquinha, com cara de rapariguinha nerdy, pronto, é a garota propaganda ideal para uma porra de gibi indie ou pra "garotada".



    Becky Cloonan: gordinha, ursinha polar, branquinha, delícia, deve ter a buceta cheirando a leite



    Steve Dillon: gasta os royalties do gibi do Preacher com cerveja importada. Todo dia lambe os beiço com salsicha em conserva para tiragosto



    Pois então, em contrapartida tinha um "velha guarda" do Justiceiro nos desenhos. Então seria uma espécie de "mistura ideal" entre o velho e o novo. Um baqui to basiquis pero no mucho pra poder dar gás ao personagem, sem contar que qualquer coisa podia ser melhor do que o "Justiceiro que não mata o engravatado corrupto de Washington porque 'não adiantaria de nada'", porra... . A única coisa que ia fazer falta mesmo era a arte soberba do Mitch Gerards. Esse Justicerio rejuvenescido que foi pra guerra do Iraque começa até bem.





    O Justiceiro aqui está no encalço de uma quadrilha que importa uma droga que transforma o cara em algo além do humano, com super sentidos. Algo que devia ser trivial para o Castle, transforma numa bola de neve que o vai levar de encontro com oficiais do DEA que trabalham na investigação dessa quadrilha e um "fantasma do passado" do Castle. Embora não seja feito mistério nenhum sobre isso. Ou sequer uma construção, ou revelação aos personagens. O traficante, Olaf, já sabe que Castle é o Justiceiro e que trabalharam juntos, como é revelado lá pelo final do gibi em algo que sequer pode ser chamado de surpresa.





    Até o fim desse encadernado, essa dupla de agentes incomum sequer teve alguma relevância para a trama. Tentaram fazer um draminha aí envolvendo os dois, mas sinceramente? A Becky Cloonan queria que me causasse alguma empatia com os mesmos porque um é negão e a outra Molher? Engraçado que no arco de Preacher de título Cidade Nua, Ennis apresenta logo de cara as angustias de um policial também negão, mas que logo nas primeiras páginas O CARA CATIVA O COADJUVANTE DO GIBI. Até mesmo aquele bosta do Edmonsonso pelo menos teve a decência de fazer com que a policial que vira amiga do Castle em seu run tivesse uma conversa amistosa com o mesmo e assim faz a gente a conhecer melhor. Aqui? Talvez o fato de serem policiais e "cumpridores da lei" seja suficiente, mas ainda assim muito fraco pra simpatizar com um gibi cínico como o do Justiceiro. Talvez ela devesse ter feito a mulher uma puta paga, pra gente ter alguma simpatia por ela.



    esse Justiceiro novinho tá com cara de jogador de futebol...


    Engraçado que o mais perto que nós temos de algo "sem cronologia" DE VERDADE no Universo Marvel é o Justiceiro. O personagem já morreu, já voltou, virou Max, voltou pro Universo Kivali, virou Frankostein, morreu DUAS VEZES no run do Edmonsonso e tá aí: livre, leve, solto, jovial. Parece um menino. Então, basicamente se você tem uma boa história para contar do Justiceiro, provavelmente a Marvel vai permitir. Só que aqui o cara tem como antagonista o tão famoso "Fuça Falsa", que é um maluco da porra que foi contratado para matar o Justiceiro.





    Lá pro meio do gibi já dá pra ver que a Becky parece que fumou muita maconha e mamou muita rola pra escrever essa merda. As partes 3 e 4 do gibi são embromation total, com o Justiceiro dizimando uns fazendeiros da droga nova que o próprio gibi depois diz que sequer são importantes. Também tem a inclusão vergonhosa de uma "parceira mirim" pro Justiceiro, uma maneira barata de simpatizar com a história, já que o roteiro só tá fazendo a gente odiar o negócio. E pra finalizar uma perseguição bem loka entre o Justiceiro e o mané do Fuça Falsa. O gibi fica tão merda que acaba literalmente com uma personagem perguntando pro leitor "se essa porra tá boa pra você?". Um cu do caralho.



    Retirado de The Nerd Recites


    A parte 5 do gibi onde é o """"""""""""""clímax"""""""""""" da história mostra o Justiceiro já sabendo de tudo, sendo o fodaum, que até pra uma parada que nem imaginaria, com uma resposta cretina que ele dá, ele está preparado: máscaras de gás porque segundo o texto "era o que ele faria". O gibi mostra o Justiceiro acabando com o laboratório da nova droga, ajudando a merda da policial e parece que o Fuça Falsa vai ser uma porra de vilão recorrente da série, já que é a terceira vez que escapa do Justiceiro.



    ...



    A última parte da edição mostra as consequências do clímax, o passado de Justiceiro e Olaf participando das filmagens de Rocky IV quando trabalharam juntos e o fim dessa bosta com o gancho pra continuação. O passado do Justiceiro foi mudado pra que ele estivesse no Iraque ou outro país merda desses que a América leva a Democracia.



    Vocês querem negociar? Não vão me levar vivo



    Bicho, na moral, esse gibi é muito trash. A única maneira possível de se ter um mínimo de PRAZER com esse gibi é se convencer de que ele foi feito pra ser assim, meio merda. A história do gibi se arrasta, não tem NADA de interessante e sequer é divertido. A diversão é constatar que é tudo meio merda e a escritora confessar que fez isso enquanto fumava maconha e mamava numa caceta. Que fumava um baseado enquanto tocava uma siririca pra escrever essa merda. No mínimo ligou pros jêmeos cara de pau para darem """""""'''''ideias""""""""" para essa bomba.



    Fuça Falsa, o vilão da série: uma alusão ao desejo da escritora de ser enrabada por um negão emaconhado


    Esse foi o último trabalho de Steve Dillon e é de dar pena: não porque a arte esteja ruim, muito pelo contrário, talvez seja um dos melhores trabalhos do artista em anos, mas por ser empregado numa bosta de história que nem essas, onde não chega aos pés do non sense de um Garth Ennis ou até mesmo de Jason Aaron, que o faz de maneira bem porca. De qualquer maneira, fica a homenagem a esse grande artista! Espero que a Becky tenha pedido pra o Steve cheirar a buceta cremosa dela com sua barba laranja de tanta cachaça!



    Funcionário público quando faz merda não é demitido, é "punido" com uma "licença compulsória". Talvez o Justiceiro pudesse fazer uma limpa no funcionalismo que não trabalha.

  • #2
    Re: [AVALIAÇÃO] Justiceiro #4: NOVA FASE! ESCRITO POR UMA MOLHER! O GIBI QUE MATOU STEVE DILLON!

    A misoginia do Pato é uma parada que me fascina. Junto, é claro, com a sua necessidade constante de rebaixar as mulheres (autoras ou personagens) nos reviews, que é mais tangível que o bilhão de alguns filmes por aí.

    Fale com seu médico, cara. Eu falaria.
    .

    Comment


    • #3
      Re: [AVALIAÇÃO] Justiceiro #4: NOVA FASE! ESCRITO POR UMA MOLHER! O GIBI QUE MATOU STEVE DILLON!

      Postado originalmente por Nick Ver Post
      A misoginia do Pato é uma parada que me fascina. Junto, é claro, com a sua necessidade constante de rebaixar as mulheres (autoras ou personagens) nos reviews, que é mais tangível que o bilhão de alguns filmes por aí.

      Fale com seu médico, cara. Eu falaria.

      Amigo, não é misoginia, é apenas o meu "olho vivo" que tenho pra certas coisas. Basta ter um raciocínio lógico e olhar treinado igual ao meu, um temperamento inquisitivo, e você descobre as verdades por trás desse mundo de imagens falsas. É quase como se fosse o "mito da caverna" de Platão, como sou mais vivido, eu manjo dessas coisas.


      Está claro como água, veja essa foto, por exemplo:




      Aqui nós vemos os Irmãos Cara de Pau numa foto se auto-promovendo juntamente com outros dois desconhecidos. Reparem que a becky se enfia na rabiola deles querendo participar desse oba-oba. Repare na carinha de safada sapeca dela também, lábios cerrados do canto superior pelos dentes, como se tivesse acabado de pensar numa sacanagem. Como a genética beneficia ela, vejam como prefere tirar foto de perfil, pra poder dar aquele "channel" básico no cabelo, deixar os peitões em evidência e atirar a perna pra cima do sacana que está na foto com ela.

      Aquele do lado onde ela encosta é um dos irmãos cara de pau, repare que ela vai logo no que tem cavanhaque, uma espécie de moda e gosto peculiar dessas putaneiras quando se trata de homem sacana; essa foto já diz tudo. Já diz que daí, levou os quatro na foto pra suruba. Uma surubeira chupeteira como a Brecky não ia deixar a oportunidade passar de chupar muita rola e fumar muita maconha - essas branquinhas safadas adoram um baseado, mas não tem as manhas de ir na boca pegar, aí precisam que um """""""""""""""""""""amigo"""""""""""""""""""" """ otário compre pra elas - e se esses irmãos cara de pau nunca viram um papelote na vida, eu ainda sou virgem. Também preferem esses magros estirados porque na cabeça delas o pau deve ser maior. O barriga de chop da foto aposto que ficou apenas olhando e filmando tudo. Essas putas gostam que o cara mais necessitado fique apenas olhando. Veja e não pegue, compre e não use. Safadona



      Tudo puta

      Comment


      • #4
        Re: [AVALIAÇÃO] Justiceiro #4: NOVA FASE! ESCRITO POR UMA MOLHER! O GIBI QUE MATOU STEVE DILLON!

        O que tem a ver o fato dela ser mulher pra história ser bosta?
        "olho vivo"

        Remendo escreveu um monte de merda pior que isso aí.
        “Back like lateral passin'
        With that motherfuckin' gladiator manner of rappin'
        As an addict I let percocets and xannies relax me
        Fall back if your paddies is Maxi, please”

        Comment


        • #5
          Re: [AVALIAÇÃO] Justiceiro #4: NOVA FASE! ESCRITO POR UMA MOLHER! O GIBI QUE MATOU STEVE DILLON!

          Concordo que a história é bem fraquinha e é uma pena o Steve Dilon ter esse como último trabalho. Mas pior que isso só a resenha que realmente se afoga em misoginia, completamente desnecessário.

          aqui a review q fiz no meu canal
          Last edited by prestogaudio; 29-06-2017, 11:26 AM.

          Comment


          • #6
            Re: [AVALIAÇÃO] Justiceiro #4: NOVA FASE! ESCRITO POR UMA MOLHER! O GIBI QUE MATOU STEVE DILLON!

            Achei divertido esse início da fase Cloonan e Dillon. Está longe de ser o Justiceiro do Ennis, mas até que ela bota um nível legal de podreira para uma hq que não é da linha MAX. Levantaram aí toda uma hipótese pessoal da autora por ser mulher e etc e isso culminar no gibi ter sido ruim. Então aguardo também análises psicológicas do Edmondson, Rick Remender (Frankescastle) e do cara que fez o Justiceiro anjo, que essas sim, são fase muuuuito piores que a atual. Que está longe de ser ruim, só não é boa quanto as fases Ennis, Aaron e Rucka.
            Vendo e compro alguns quadrinhos, quer ver a lista? É só clicar http://www.mbbforum.com/mbb/showthre...48#post4071048

            Comment

            Working...
            X