Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[Avaliação] iZombie | volume 3 | A sete palmos e subindo

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [Avaliação] iZombie | volume 3 | A sete palmos e subindo

    IZOMBIE VOL. 3: A SETE PALMOS E SUBINDO

    164 páginas em papel LWC e capa cartão
    R$ 22,90, reunindo as edições originais iZombie #13 a 18 (e um pedacinho da 19)



    Gwen é uma zumbi (das boazinhas). Quando se alimenta do cérebro dos cadáveres do cemitério no qual trabalha, ela também absorve as memórias deles. Resolver os mistérios, corrigir os erros e cumprir os últimos desejos dos falecidos é o jeitinho dela de agradecer pelo jantar. Mas Amon, um amigo imortal, deu a real pra Gwen: ou começa a se alimentar dos vivos, ou sua vida (ou coisa parecida) corre grande perigo…

    Mas ela não é a única zumbi sobre – ou sob – a cidade. Bem abaixo dos inferninhos e lanchonetes de Eugene, Oregon, se espalha um labirinto infinito de catacumbas repletas de desmortos famintos por carne humana. Quando Ellie, a amiga fantasma, e Spot, o terrieromem, se perdem pelos túneis fervilhantes de zumbis, apenas o namorado caçador de monstros de Gwen é capaz de ajudar. Mas isso pode colocar em risco a identidade secreta dela, além de colocar todos na mira de um esquadrão secreto do governo!

    O roteirista Chris Roberson (Superman, CINDERELA) e o artista Michael Allred (Wednesday Comics, Madman) dão continuidade à série best-seller do New York Times com iZOMBIE, A SETE PALMOS E SUBINDO – uma saga que o fará chafurdar na mitologia de monstros!
    Prezados,

    neste volume a história "cresce" de fato. Deixa de lado o clima 'intimista' e quase indie dos volumes anteriores e chega naquela parte em que o exército começa a perseguir o ET no filme do Spielberg.

    Continua divertido, mas confesso que estava gostando mais do approach anterior.

    Os Presidefuntos parecem ser OK.

    A "origem" de Gwen ganha novos detalhes - e bem interessantes. Talvez seja o melhor da edição.

    Continua sendo uma série MUITO legal. Já vou começar o último volume, espero que termine de maneira formidável.

    O que acharam do volume 3?

    abs
    Inscreva-se na ALMANACÃO, minha newsletter sobre quadrinhos > http://eepurl.com/b3_M4v

  • #2
    Re: [Avaliação] iZombie | volume 3 | A sete palmos e subindo

    Plot com presidefuntos achei meio besta.

    Mas curti a parte do ataque zumbi (principalmente por conta da página com o mapinha, sensacional demais ).

    O namorado finalmente descobrindo que ela é zumbi e ela tendo que se explicar foi legal também.

    A edição que mais gostei foi a 18, com a origem dos agentes lá.

    Vamos ver como fecha... Até agora nada tão memorável, mas diverte. Volume 4 é parrudão!

    Comment


    • #3
      Re: [Avaliação] iZombie | volume 3 | A sete palmos e subindo

      Depois do troféu vou ler essa porra!

      Comment


      • #4
        Re: [Avaliação] iZombie | volume 3 | A sete palmos e subindo

        Li esta edição e partilho da opinião do Chico Barney que a série ficou "diferente" em seu ritmo, diferente dos dois primeiros encadernados onde os problemas eram solucionados mais naturalmente e gradativamente a Gwen descobria mais sobre si. Neste aqui, além de finalizar com um gancho para o próximo encadernado, deixando tudo inconclusivo, ainda muda o foco, dos pensamentos das pessoas dos cérebros que a Gwen come para solucionar algum "problema", para uma invasão simples e direta dos zumbis a cidade. Essa mudança de foco se faz sentir logo nas primeiras páginas, onde é mostrada a resolução de um problema pela Gwen e seus amigos que fi COMPLETAMENTE off panel.





        Chamados para uma festa de aniversário, nossos heróis descobrem mais sobre a adversária de Amon, Galateia, e o que ela estaria planejando. Ao final da edição, o ataque de zumbis sem mente ocorre na cidade. É a partir deste capítulo que ao final de cada edição também temos algumas histórias dos Presidenfuntos. Aparentemente, são mentes de presidentes que ocuparam corpos para continuar sobrevivendo. Uns como zumbi, outros como espíritos e outros como licantropos. O conceito é engraçado por si só, e ainda vemos que eles querem evitar uma galerinha aí de fazer um negócio não muito legal.




        Depois de uma emocionante partida de Skeeball, Amon se encontra com a Gwen e eles tem uma conversa sobre os planos de Galateia. Scott cai no fundo do poço e se vê cercado de zumbis, enquanto o avô de Scott tenta conciliar sua nova vida como Detetive Chimps. Quando a situação se aperta, Gwen pede ajuda a Horatio para resgatar seu amigo. Os Presidentos Mortos entram na jogada e Galateia está próxima de seu objetivo (eu acho).




        A série ficou frenética demais e não condizia com os seus primeiros capítulos onde parecia que só queria "curtir o momento" e deixar a história fluir tranquilamente. Aqui as coisas ficaram muito mais rápidas, com uma ajudinha da invasão zumbi básica. Não posso dizer que me agradou de todo, mas também não é ruim. Sem contar que era de se esperar que a série fosse caminhar para a sua conclusão em algum momento (ainda mais numa série tão curta).






        Apesar da mudança de ritmo e foco a série continua BEM DIVERTIDA! Gwen é simpática e esperta, e os coadjuvantes como Scott, Eleanor, o avô de Scott são as melhores coisas da série. Horatio é um pau no cu, mas é o boy magia que uma garota como Gwen precisa, e a trama envolvendo o irmão da Gwen, Gavin, vai ficando mais interessante também.




        Falar da arte do Allred é chover no molhado. Grande parte do clima leve e descontraído, apesar de por vezes ser muito dramática ou mostrar momentos pesados, é por conta da arte dele. Mesmo aqui onde a série mudou seu clima, sua arte continua a abrilhantar a série.




        A última parte é dedicada a origem dessa merda de personagem que é o Diógenes, um dos agentes da matança dos mortos-vivos que vive com cara de cu. É um dos personagens mais "bléh" da série, mas que pelo menos serviu para entendermos melhor qual seria o objetivo de alguns dos mortos-vivos que vivem nesse mundo da série. E também descobrimos quem é a mãe de um dos personagens. Esta parte é desenhada por Jay Stepehens, que depois de um HERNANDEZ na edição anterior, não vão conseguir superar tão fácil a história dedicada a um artista convidado. Pensei que esse Jay Stephens fosse um zé ninguém, mas o cara já trabalhou com animação, então possui certo sucesso. E seu desenho não é de todo mal. Um Darwyn Cook dos pobres.




        A série continua excelente! Lerei com gosto o seu final!

        Postado originalmente por Chico Barney Ver Post
        Prezados,

        neste volume a história "cresce" de fato. Deixa de lado o clima 'intimista' e quase indie dos volumes anteriores e chega naquela parte em que o exército começa a perseguir o ET no filme do Spielberg.

        Continua divertido, mas confesso que estava gostando mais do approach anterior.
        Orra, comigo aconteceu o mesmo. Nesta parte não diria NUNCA que a história "piorou", mas a mudança do foco e de ritmo foi justamente para trazer a série para o seu final. Enquanto na edição anterior o principal do encadernado foi a Gwen ter comido o cérebro da mãe de uma amiga e descobrir com isso que tem um irmão, aqui acontece uma porra doida de zumbis invadindo tudo, uma SEGUNDA FACÇÃO é apresentada, dos Presidentes Desmortos (uma ideia que pelo visto o Gerry Dungan roubou em Deadpool - Meus Queridos Presidentes), e QUIÇA HÁ UMA TERCEIRA, que quer se aproveitar dos recursos de Galateia. Ou seja, enquanto as coisas iam num ritmo descontraído, aqui tudo aconteceu ao mesmo tempo. Mais uma vez, longe de ser ruim, mas não posso dizer que me agradou totalmente.


        Postado originalmente por Oric Ver Post
        Plot com presidefuntos achei meio besta.

        Mas curti a parte do ataque zumbi (principalmente por conta da página com o mapinha, sensacional demais ).

        [...]

        A edição que mais gostei foi a 18, com a origem dos agentes lá.

        Vamos ver como fecha... Até agora nada tão memorável, mas diverte. Volume 4 é parrudão!
        O mapa ficou show de bola mesmo! Uma grata surpresa da edição



        Já eu achei a história da origem do negão meio "nhé". Porra, o personagem é tão bosta que ele mesmo se diz um clichê!

        O melhor mesmo são os "vampiros" que ele encontra com a parceira.

        Eu tô achando a série bem boa. Ainda uma das melhores publicadas ano passado.

        Comment

        Working...
        X