Anúncio

Collapse
No announcement yet.

De leitor à colecionador: Avanço ou retrocesso?

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • De leitor à colecionador: Avanço ou retrocesso?

    Vendo os surtos nos tópicos da PIXEL Magazine fiquei pensando uma coisa, seriam os colecionadores de quadrinhos um dos fatores responsáveis pela pouca ousadia dos editores no Brasil e a elitização semprecrescente de nosso hobby?
    A Pixel se propõe a fazer algo nos moldes da antiga revista vertigo da Abril, publicando um material diferenciado mas de uma forma um tanto quanto livre, o resultado não foi perfeito mas foi no minimo interessante, a meu ver, realmente representa uma democratização deste tipo de material ao qual só estamos acostumados a acompanhar via Tps. Mas ai vai lá nego e reclama que não é lombada quadrada, que não esta desde o principio (ainda que isso não influencie no entendimento direto da historia), que deveriam continuar apostando em Tps, que a capa é feia...mas pouco ou nada comentam a respeito da qualidade das historias (sobretudo porque a maioria nem comprou a revista por conta destes aspectos, dando preferencia aos tps).
    È só reparar no espaço que aspectos técnicos de uma publicação ganham em um tópico em relação ao conteúdo do material. Seriam os colecionadores mais interessados na forma do que no conteúdo?
    Se não houvessem tantas exigências do publico os leitores mais gerais poderiam ter mais acesso ao material, por exemplo um almanacão Vertigo em pisa-brite poderia ser uma solução para todos os problemas, mas muito provavelmente não seria bem recebido.
    Entre o Aikewara

    http://www.flickr.com/photos/ocalheiros/

  • #2
    O Orly ja foi melhor!!! Agora ele leva em consideração o que os esperneantes do fórum falam.

    Eles ja estavam reclamando da pixel antes mesmo da editora ter lançado alguma coisa...
    Homem-Animal - Flesh and Blood
    Avaliação - Muito Boa

    Comment


    • #3
      Postado originalmente por Marcelo Areal
      O Orly ja foi melhor!!! Agora ele leva em consideração o que os esperneantes do fórum falam.

      Eles ja estavam reclamando da pixel antes mesmo da editora ter lançado alguma coisa...

      O problema é que eu acho que os editores também leva os reclamões do forum em conta antes de lançarem uma revista.
      Entre o Aikewara

      http://www.flickr.com/photos/ocalheiros/

      Comment


      • #4
        Re: De leitor à colecionador: Avanço ou retrocesso?

        Postado originalmente por Orly
        Vendo os surtos nos tópicos da PIXEL Magazine fiquei pensando uma coisa, seriam os colecionadores de quadrinhos um dos fatores responsáveis pela pouca ousadia dos editores no Brasil e a elitização semprecrescente de nosso hobby?
        A Pixel se propõe a fazer algo nos moldes da antiga revista vertigo da Abril, publicando um material diferenciado mas de uma forma um tanto quanto livre, o resultado não foi perfeito mas foi no minimo interessante, a meu ver, realmente representa uma democratização deste tipo de material ao qual só estamos acostumados a acompanhar via Tps. Mas ai vai lá nego e reclama que não é lombada quadrada, que não esta desde o principio (ainda que isso não influencie no entendimento direto da historia), que deveriam continuar apostando em Tps, que a capa é feia...mas pouco ou nada comentam a respeito da qualidade das historias (sobretudo porque a maioria nem comprou a revista por conta destes aspectos, dando preferencia aos tps).
        È só reparar no espaço que aspectos técnicos de uma publicação ganham em um tópico em relação ao conteúdo do material. Seriam os colecionadores mais interessados na forma do que no conteúdo?
        Se não houvessem tantas exigências do publico os leitores mais gerais poderiam ter mais acesso ao material, por exemplo um almanacão Vertigo em pisa-brite poderia ser uma solução para todos os problemas, mas muito provavelmente não seria bem recebido.
        Manda se fuderem e pronto!!!!
        [

        Comment


        • #5
          O que acontece é que as táticas editoriais andam muito frouxas.
          Publicar material elitizado é apenas atrair a atenção dos leitores igualmente elitizados e, consequentemente, mal acostumados.
          Esse tipo de leitor te mais poder aquisitivo e, portanto, reclama mais. Mas reclama exageradamente, reclama de bobagem pois ele é muito arrogante e acomodado.

          Mas aí que está, se a editora prefere atender esse típo de público, é natural que só encontre reclamação desse pessoalzinho mais chato.

          Também não nos esqueçamos que pra muita, muita gente mesmo, quadrinhos é só matéria de ostentação.
          Neguinho compra pra se sentir bem, pra preencher vazio sentimental, enfim, ele compra pra tudo:menos pra ler.
          Portanto, ler, se divertir e compartilhar o barato do gibi com os amigos, como acontecia com a gente na nossa infância, isso não acontece mais.

          Lembre-se que quando éramos pequenos, a gente lia Heróis da TV cagado, mal impresso, zoado, mas delirava com o que lia.
          A qualidade gráfica pouco ou quase nada importava pois o barato era a história

          Porém, com o fim dos gibis populares e coletânias, com o encerramento das grandes tiragens e com o surgimento da "distribuição setorizada", o leitor comum sumiu.
          E entrou no lugar o colecionador, o cara que compra não pra ler.
          Mas pra ostentar.

          Isso é muito triste.
          "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

          Comment


          • #6
            Postado originalmente por BK
            ...Também não nos esqueçamos que pra muita, muita gente mesmo, quadrinhos é só matéria de ostentação.
            Neguinho compra pra se sentir bem, pra preencher vazio sentimental, enfim, ele compra pra tudo:menos pra ler.
            Portanto, ler, se divertir e compartilhar o barato do gibi com os amigos, como acontecia com a gente na nossa infância, isso não acontece mais.

            Lembre-se que quando éramos pequenos, a gente lia Heróis da TV cagado, mal impresso, zoado, mas delirava com o que lia.
            A qualidade gráfica pouco ou quase nada importava pois o barato era a história

            Porém, com o fim dos gibis populares e coletânias, com o encerramento das grandes tiragens e com o surgimento da "distribuição setorizada", o leitor comum sumiu.
            E entrou no lugar o colecionador, o cara que compra não pra ler.
            Mas pra ostentar.

            Isso é muito triste.

            Concordo. Muito triste. E chato.
            Fraudes na urna eletrônica. É possível uma democracia assim?
            http://www.youtube.com/watch?v=0CFFogJqeKU

            Comment


            • #7
              Também concordo com o BK. E digo mais, na época do formatinho a gente era muito mais feliz.

              Comment


              • #8
                Postado originalmente por Rampage L
                Também concordo com o BK. E digo mais, na época do formatinho a gente era muito mais feliz.
                A última vez que tu comprou um gibi ainda tinha que ver o código na tabela, você não conta.
                Blame it on the Bossa Nova.

                Comment


                • #9
                  Postado originalmente por Live Wire
                  A última vez que tu comprou um gibi ainda tinha que ver o código na tabela, você não conta.
                  Nunca deixei de comprar quadrinhos. Mas não tenho vergonha de admitir que na época do formatinho era muito melhor. Melhores preços, melhores mixes, melhor distribuição, melhor tudo....

                  Quem prefere do jeito que é hoje é porque nunca viveu a era de ouro dos quadrinhos aqui no Brasil.

                  Comment


                  • #10
                    Anos de analfabeto fazendo merda, e agora a culpa é do leitor...

                    E na época do formatinho ERA UMA MERDA
                    https://www.facebook.com/DiarioPratico/
                    http://diariopratico.blogspot.com/

                    Comment


                    • #11
                      Postado originalmente por Rampage L
                      Postado originalmente por Live Wire
                      A última vez que tu comprou um gibi ainda tinha que ver o código na tabela, você não conta.
                      Nunca deixei de comprar quadrinhos. Mas não tenho vergonha de admitir que na época do formatinho era muito melhor. Melhores preços, melhores mixes, melhor distribuição, melhor tudo....

                      Quem prefere do jeito que é hoje é porque nunca viveu a era de ouro dos quadrinhos aqui no Brasil.
                      Era de ouro...Falou...Vamos analisar item a item o que tu citou como "muito melhor que hoje em dia".

                      - Edição: Formatinho xexelento, colorização meia-boca(estúdio Art&Comics FEDE), papel vagabundo, sumiço de personagens e textos, muitas vezes com cortes e alterações BIZARRAS. Lembra da linha Diet DC?

                      - Melhores Preços: isso vale até o começo dos anos 90, depois superfaturou tudo. E mesmo na "época áurea" se voce pensar que tava levando muitas vezes material Mal-editado, fica caro SIM senhor.

                      - Mixes: E as várias histórias que ficaram sem começo e sem final, porque a Abril trocava títulos dos mixes com quem troca de cueca? E as coisas que nunca saíram porque os editores "não gostaram". Mais uma vez: lembra da linha Diet DC?

                      - Melhor Distribuição: A única coisa que realmente prestava.

                      Postado originalmente por Pratico
                      E na época do formatinho ERA UMA MERDA
                      Resumindo, seria isso.
                      Blame it on the Bossa Nova.

                      Comment


                      • #12
                        Postado originalmente por Pratico
                        E na época do formatinho ERA UMA MERDA
                        Mas era uma merda que fedia menos, e que não pesava tanto no bolso quanto as merdas que saem nos dias de hoje. Hoje temos um monte de merda impressa com papel de luxo e lombada quadrada, e isso é uma coisa que ninguém merece. Mas se for merda por merda, era melhor na época do formatinho.

                        Comment


                        • #13
                          Postado originalmente por Rampage L
                          Postado originalmente por Pratico
                          E na época do formatinho ERA UMA MERDA
                          Mas era uma merda que fedia menos, e que não pesava tanto no bolso quanto as merdas que saem nos dias de hoje. Hoje temos um monte de merda impressa com papel de luxo e lombada quadrada, e isso é uma coisa que ninguém merece. Mas se for merda por merda, era melhor na época do formatinho.
                          Mas era exatamente por ser uma merda que o formatinho era legal, porra!
                          Porque quem lia gibi na época não era boyzinho afetado ou esnobe metidinho que comprava gibi importado nos aeroportos ou nas raríssimas bancas de comics.
                          Era leitor comum, carinha como eu, você, ou seja, pessoas normais que estudavam, jogavam bola na rua ou zoavam com a molecada.
                          Éramos todos "crianças" e não estávamos preocupados com colecionar nada.

                          Sim, até que colecionávamos, apesar da péssima qualidade da impressão.
                          Mas o barato era aquele monte de história. Algumas ruins, outras ótimas e assim a gente se divertia pra caramba.

                          O que rola hoje é que o pior do pior do formatinho é vendido como se fosse luxo ou para "colecionador", exatamente atendendo aquele leitor chato pra caralho que ficava desmontando gibi só pra separar as histórias "boas" das "ruins" e colecionar.

                          Perde-se tempo com coisas que não importam, tipo o papel cuchê, a capa pisa-brite, o hot-stamping, o plástico da embalagem mas história e, principalmente, VARIEDADE, não tem importância.

                          Sem contar que com pouco dinheiro tínhamos histórias pra caramba. Hoje, gasta-se uma fortuna com histórias muito da meia-boca...

                          E perde-se aquela imensa quantidade de quadrinhos que estão lá mofando nas gavetas das editoras, que soltam tudo na base do pinga-pinga e sempre a preços elevados exatamente pra atender uma fatia insignificante de leitores, renegando uma imensa massa de leitores que não apenas não tem grana como SABEM valorizar seu dinheiro não comprando um gibi que até ontem custava centavos.

                          O Rampage está coberto de razão: o formatinho era uma merda mas fedia menos.
                          "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

                          Comment


                          • #14
                            Postado originalmente por Rampage L
                            Também concordo com o BK. E digo mais, na época do formatinho a gente era muito mais feliz.

                            Isso foi deveras engraçado!
                            Marveloser é um bicho todo burro!

                            Comment


                            • #15
                              Postado originalmente por RENARD
                              Postado originalmente por Rampage L
                              Também concordo com o BK. E digo mais, na época do formatinho a gente era muito mais feliz.

                              Isso foi deveras engraçado!
                              Não fala assim
                              O Rampage vai ficar depressivo e começar a escrever sobre a infância sofrida...

                              http://twitter.com/adailtonba2

                              Comment

                              Working...
                              X