Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Superman do Jurgens/Ordway/Stern/Simonson

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • #76
    Arde muito em alguns o fato de que A DO BYRNE! É A QUE VALE!

    Foda, BYRNE! vai enterrar mais uma "origem definitiva" do Super em dois anos, no máximo.
    Amigos, confiram SUPER-EGO, a história de um psicólogo de super-heróis escrita e desenhada por mim, toda segunda no http://www.sequentialink.com/?comic=super-ego-page-1.

    Comment


    • #77
      Postado originalmente por Zed
      Arde muito em alguns o fato de que A DO BYRNE! É A QUE VALE!

      ƒoda, BYRNE! vai enterrar mais uma "origem definitiva" do Super em dois anos, no máximo.
      A do Byrne é a melhor.

      Comment


      • #78
        Se o Byrne não escreveu "nehuma história do Superman" em sua fase e Superman é o que veio antes e depois, só posso dizer uma coisa: BYRNE>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> >>>>>>>>>>>>SUPERMAN.

        ENQUANTO A TRÉGUA NÃO VEM!!!

        Comment


        • #79
          Acho q é mais sensato se admitirmos q cada uma das versões agrada um tipo de leitor, q no final das contas ñ existe o Superman definitivo, mas sim versões alternativas q habitam as terras paralelas e q a DC foca durante um período E, de uma vez por todas, reconhecer q assim como o da era de ouro existia na Terra 2 e o da era de prata existia na Terra 1, o Superman de 1986 existiu na Terra Byrne, porq o BYRNEBYRNEBYRNE é tão fodão q tem um universo do multiverso DC c/ o nome dele.
          AS AVENTURAS DE DÃOZINHO NO LIMBO DOS GIBIS BISONHOS (OU NÃO)!!!

          http://gibiruim.blogspot.com.br/

          Comment


          • #80
            ESTE é o mundo BYRNE!, amigo. Nós só vivemos nele.
            Amigos, confiram SUPER-EGO, a história de um psicólogo de super-heróis escrita e desenhada por mim, toda segunda no http://www.sequentialink.com/?comic=super-ego-page-1.

            Comment


            • #81
              Postado originalmente por Nicholas Fury
              Superman do Byrne foi a única, ÚNICA vez que valeu a pena ler o personagem.

              Ele era um excelente repórter, e não um imbecil de quem todo mundo tirava sarro.

              Ele era um cara que conseguiu fazer com que a Lois se apaixonasse pelo CLARK KENT, e não pelo Superman.

              Ele era um personagem, e não uma caricatura. Era um HERÓI, e não um BABACA.

              ...

              Quanto a nós, continua o que sempre foi e sempre vai ser:

              A DO BYRNE É A QUE VALE!!!!
              O resumo da coisa é esse mesmo. Tirando o Superman All Star do Morison, a única vez que eu vi o Superman valer a pena foi d Byrne.
              As outras versões não me agradam. Quando o Loeb fez aquela "releitura" do Super, pensei: 'como podem ferrarem aquilo que está bom?'
              Taí, é o que eu penso do Super até hoje.
              Um puta potencial desperdiçado.
              O mundo só faz sentido quando você o força a fazer.

              Comment


              • #82
                Era ação, mostro da senana e soap opera, mas a mitologia e os valores do personagem estavam ausentes. Então o Superman do Byrne nunca existiu porque Byrne nunca escreveu Superman. Simples assim. Era um Byrrneman ou Bestamen, apesar de ter qualidade.
                Ausentes?Apagou todos elementos da era de ouro de e prata?Não acho não,tirou muito coisa e adicionou outras,mas o Mxyzptlk continuava o mesmo,ele manteve a Lori Lemaris,não mudou porcaria nenhuma no Planeta Diário além da Lois (Perry e Olsen eram os mesmos),o Super apesar de mais humano era ainda um escoteiro,etc

                E ele ainda usou um Superboy,Krypto e três criminosos da zona fantasma que mesmo sendo de outro universo eram também Kryptonianos,último sobrevivente sei

                Acho q é mais sensato se admitirmos q cada uma das versões agrada um tipo de leitor, q no final das contas ñ existe o Superman definitivo, mas sim versões alternativas q habitam as terras paralelas e q a DC foca durante um período E, de uma vez por todas, reconhecer q assim como o da era de ouro existia na Terra 2 e o da era de prata existia na Terra 1, o Superman de 1986 existiu na Terra Byrne, porq o BYRNEBYRNEBYRNE é tão fodão q tem um universo do multiverso DC c/ o nome dele.
                Sim,mas isso o ideal seria considerar que as histórias principais dele existiram desde a Action Comics 1 original,e não Man of Steel 1 ou o novo reboot agora..

                Tipo ele começa com o vigilante da era de ouro com poderes limitados e enfrentava criminosos normais no início e um ou outro cientista louco,fica mais forte,começam a aparecer toda a mitologia dele com Kandor,Brainaic,Supergirl,etc;na Crise a Supergirl morre,depois Luthor vira empresário,Super fica mais humano (descobre que os pais adotivos não morreram).No futuro,e apenas no futuro seria Superboy com a Legião-com eles apagando da mente dele sua estadia lá,etc

                Não sei porque até hoje não adotaram isso.

                O resumo da coisa é esse mesmo. Tirando o Superman All Star do Morison, a única vez que eu vi o Superman valer a pena foi d Byrne.
                Questão de opinião.O Super de Reino do Amanhã é bom,o de Red Son também,o de Identidade Secreta idem.

                E outras boas fases o personagem já teve também,a que sucedeu o Byrne com Pérez,Jurgens,etc pelo menos até Retorno foi igualmente boa;Rucka no primeiro run fez um arco digno em Adventures of Superman;Johns e Busiek também produziram boas histórias como Camelot Falls,Last Son,Super e Legião,e Brainiac.

                Se for voltar lá atrás as histórias originais do Sigel e Shushter emboras primárias,eram extremamentes divertidas com um Super sem coré coré;mesmo a era de prata teve material interessante de 58 a 64 (depois ficou uma bosta por anos) com toda a mitologia do personagem se construindo-e mesmo com muitas histórias bobas teve algumas das melhoras histórias do personagem já feitas como Retorno a Krypton (não a do Loeb)e Morte secreta do Superman-ambas escritas pelo próprio Jerry Siegel.

                Mesmo a era de bronze teve muita coisa legal.Deve existir um Superman? do Maggin embora muito datada hoje,tinha uma ótima premissa;o personagem teve uma boas histórias no finalzinho do anos 70 com ótimos desenhos do José Garcia López;nos anos 80 DCComics presents apresentou muita coisa legal como o primeiro confronto com o Mongul;e bem tem as histórias do Alan Moore.

                O Superman não se resume ao Byrne,embora ele tenha produzido uma das melhores fases do personagem.

                Aliás que merda de fãs são vocês que nem citam Mundo de Krypton,esse sim o melhor trabalho d Byrne no personagem,na qual ele mostra como a Krypton carnavalesca se transformou naquela sociedade fria e sem graça, tudo com os ótimos desenhos do Mignola.
                Hiring Geoff means defecating on the past & future of your franchise in exchange for a few good arcs.

                Comment


                • #83
                  Byrne não acho apenas ruim. Eu ignoro, sequer me dou ao trabalho mais de falar mal com caps ligado como fazia em tempos de maior paixão no teclado.

                  É como se simplesmente não existisse. Irrelevante.

                  Comment


                  • #84
                    Postado originalmente por FLUFFY
                    Byrne não acho apenas ruim. Eu ignoro, sequer me dou ao trabalho mais de falar mal com caps ligado como fazia em tempos de maior paixão no teclado.

                    É como se simplesmente não existisse. Irrelevante.
                    Tá confundindo com o Waid, abigo.

                    Comment


                    • #85
                      Mundo de Krypton é realmente uma ótima história e o ponto alto da origem do Byrneman. A nova leitura sobre Lois Lane também foi competente. Fora isso, não se salva muita coisa - apesar das boas histórias, como já disse.
                      "Você dará às pessoas um ideal pelo qual lutar. Elas irão correr atrás de você, elas irão tropeçar, elas irão cair. Mas com o tempo, elas irão se juntar a você no sol".

                      Comment


                      • #86
                        O que eu acho é que o Superman do Byrne é muito mais palatável que as outras versões. Tem razão o colega que disse que há outras histórias boas do Super, como as do Alan Moore e Reino do Amanhã (que eu não acho que seja do Super mas da DC, mas isso é outra discussão). O que eu gostaria de frisar é que, como personagem o Super, o Clark, a Lois eram mais bacanas. O que vale, pelo menos para mim, é o conceito do Byrne.
                        Eu sei que parece contraditório eu também gostar do Super All-Star, mas a essência dele (o plot da menina suicida é sensacional) foi muito bem captada.
                        O Super é uma personagem difícil de escrever, e acho que Byrne foi o mestre dos mestres nisso.
                        Foi, porque hoje em dia ele não escreve mais nada.
                        O mundo só faz sentido quando você o força a fazer.

                        Comment


                        • #87
                          Não acho que as melhores histórias do Superman foram escritas pelo John Byrne; mas, levando em conta o conjunto da obra, afirmo com toda certeza que a fase Byrne foi o melhor período do herói nas HQs até hoje.

                          Não acho que o fato de o Superman ter executado aqueles kryptonianos necessariamente descaracterizou o personagem. Desde o início Byrne optou por um herói mais humano e falível, que comete erros e aprende com eles. Este, aliás, foi o maior acerto do cara.

                          Na verdade, o Super não matou Zod & cia. por medo ou desespero; como o Mxy já tinha dito, os caras tavam sem poderes na hora. Matou por ÓDIO, mesmo. Por VINGANÇA. Porque tava PUTO. Ficou furioso em ver como aqueles caras praticamente "sangue do seu sangue", que poderiam fazer tanto bem ao mundo, simplesmente escolheram o caminho oposto e cometeram um monte de atrocidades inimagináveis.

                          Foi um negócio de momento. Não foi como se de repente o Super "aceitasse" matar; ele simplesmente perdeu o controle, cometeu um erro grave e se arrependeu amargamente depois. Ele até chorou, caralho. E na fase seguinte, de Perez e cia., entrou em depressão e fugiu pro espaço. Aquele negócio assombrou o cara para sempre.

                          O fato de os heróis DE VERDADE nunca matarem sempre foi motivo de muito debate, tipo falaram sobre Batman e Coringa aí (pq não mata logo?). Por isso mesmo, acho que o Byrne acertou em cheio mostrando o que acontece quando um herói perde as estribeiras e cruza a linha.

                          Foi uma puta fase. Saudades, Byrne.

                          Comment


                          • #88
                            mano, é bem por ai... quem escreveu o superman de um jeito q valeu a pena?

                            byrne, morrison e no máximo o waid

                            gibis antigos de super herois do tipo era de prata e de ouro não contam, pq aquilo não era gibi... pelo menos não na concepção q conhecemos hj

                            quem cita jurgens ou loeb é pq era juvenil na epoca, e qnd se é apenas um menino tudo tende a parecer mais bonito e cheio de vida... mas tentar reler o superman do jurgens hj em dia é o primeiro estágio do sono profundo

                            editando... e digo lhes mais, o superman é q nem o capeidão amerika, q pode ter sua fase inteira escrita pelo gruenwald e anteriores solenemente ignoradas
                            fotografia é desenho de luz

                            Comment


                            • #89
                              Postado originalmente por Brandão
                              Preciso correr atrás de quais formatinhos para pegar a fase completa do Byrne no Superman?
                              Alguém pode me ajudar por obséquio?
                              Você vai viajar para longe, meu pequeno Kal-El. Você me levará dentro de ti, todos os dias da tua vida. Tu farás da minha força a tua própria, e verás a minha vida através dos teus olhos, assim como a tua vida será vista através dos meus. O filho se torna o pai, e o pai se torna o filho. Isso é tudo o que eu... tudo o o que eu posso te dar, Kal-El. Literalmente, o filho se torna pai, o pai se torna filho... Obrigado, meu velho.

                              Comment


                              • #90
                                Postado originalmente por Brandão
                                Postado originalmente por Brandão
                                Preciso correr atrás de quais formatinhos para pegar a fase completa do Byrne no Superman?
                                Alguém pode me ajudar por obséquio?
                                Olha de cabeça acho que começa em Super-Homem 36 (ou era a 38?) da Abril e acaba em Superpowers 17 com essa história dos kryptonianos.

                                Superpowers 11 também tem histórias dele (da saga do Superboy,que é diretamente ligada a história dos criminosos),sem esquecer os especiais Mundo de Krypton,Mundo de Pequenopolis ( ) e Mundo de Metrópolis.
                                Hiring Geoff means defecating on the past & future of your franchise in exchange for a few good arcs.

                                Comment

                                Working...
                                X