Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Super-Heroi Brasileiro

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Super-Heroi Brasileiro

    Eram 12 da Noite na Cidade do Rio de Janeiro. Poucas pessoas ainda caminhavam na rua devido aos perigos da noite. Porem, numa das ruas mais movimentadas do Rio de Janeiro, quatro garotos e duas adolescentes caminham com a intenção de ir até um bar e encher a cara até cair e simplesmente se divertir.

    Porem, existem pessoas que se escondem nas sombras da noite apenas para tomar o que não pertence a elas. Essas pessoas são covardes e superticiosas. Eles são uma escoria terrivel.

    E eles atacam. Três bandidos abordam os seis jovens. Todos os três bandidos portam armas de fogo. É sempre assim. Bandidos armados aparecem das sombras com armas na mão. Todo bandido com uma arma na mão é Deus por cinco minutos.

    Para os humanos normais.

    Os bandidos, depois de tirarem todos os bens preciosos dos bandidos, decidem se aproveitar e "se divertirem um pouco" as custas das moças. Os garotos não podem fazer nada, pois não tem como enfrentar o capanga armado que aponta uma arma para eles enquanto os outros dois bandidos tomam as moças pela força. Antes que eles conseguissem obter o que queriam, uma voz intimidadora e sarcastica permeou a rua.

    "Que vergonha, meus caros bandidos. Pegando menininhas indefesas nas ruas e apontando armas para adolescentes desarmados. Na minha epoca, bandido tinha mais dignidade, sabe? Roubavam a galinha do quintal e fugiam!"

    - APAGA O FILHO DA PUTA!! - gritou um dos bandidos ao apontar seu revolver para seu antagonista misteriosa

    Antes que os criminosos conseguissem disparar com suas armas de fogo, o sujeito misterioso disparou seis tiros, dois para cada bandido, com precisão sobre-humana. Todos estavam desarmados e feridos. Um deles tentou pegar a arma mas foi detido pelos quatro jovens. Outro perdeu muito sangue ao ser acertado no ombro e caiu no inconsciente. O ultimo rastejou para trás, sacou uma faca e segurou uma moça pelo pescoço, faca proxima da garganta. Tipico.

    - Se tu ou esses viadinhos tentarem atirar em mim, eu CORTO A GARGANTA DESSA PUTA! - disse o bandido, com a faca de afiada proxima do pescoço da pobre vitima

    - Você não vai cortar a garganta de ninguém. Agora abaixa essa faca antes que você se fira. - disse a misteriosa figura, com um olhar penetrante

    - NÃO VOU ABAIXAR ESSA PORRA!!

    - VOCÊ. NÃO. VAI.

    - E-eu vou sim! VOU SIM!!

    - Sim... você corta a garganta dela e essa será a ultima coisa que você fará na vida. Ou então você será preso DEPOIS que eu te bater tanto com minha pistola que ela vai QUEBRAR. E ai, na cadeia, você vai virar a MULHERZINHA na cela, sabia?

    - EU NÃO VOU VIRAR PORRA NENHUMA! - berra o ladrão com a faca na mão

    - Ah, você vai. Eu sinto seu medo. Sinto o CHEIRO DELE! - Embora as feições corporaneas do misterioso homem não possam ser totalmente identificadas devido as sombras que lhe cobriam, seus dois olhos brilhavam na noite. Um olhar furioso penetrava a mente do ladrão

    - O-o que cê tá dizendo cara...

    - PEDE PRA SAIR, FILHO DA PUTA!!!

    - Eu-eu... eu saio! - ele soltou a faca e foi acertado por um disparo na perna logo depois que soltou a garota

    Todos os seis civis estavam chocados com a experiencia. Eles estavam para ser assaltados e ai aparece um homem desconhecido e salva eles.
    Uma das meninas pergunta quem é ele.

    - Eu... Eu sou O Capitão. - Do mesmo modo repentino com qual apareceu, "O Capitão" sumiu na noite. Em seguida, uma viatura de policia chegou. Sua sirene deixava clara a presença da policia. Os policiais sairam da viatura rapidamente e armados.

    - O que aconteceu aqui? Fomos chamados por alguém da vizinhança.

    - Um homem... um homem misterioso nos salvou - gritava uma mulher em choque

    - Que homem?

    - Ele... ele é um heroi!

    Enquanto os jovens explicavam para a policia o que tinha acontecido, alguém, escutando tudo de cima de um pequeno apartamento, repetiu as palavras da mulher.

    - Um heroi....... - em seguida, essa pessoa misteriosa foi embora... se tornando um com as trevas da noite...
    Postado originalmente por Oz Jordan
    eu sempre considerei o ajax negão, só q um negão verde. em vista de q os marcianos do caralhø lá eram brancos e verdes, o verde é o negro espacial.

  • #2
    O texto não está ruim, mas tenha atenção à acentuação.

    Abraços!!!
    BEHOLD MY POWER

    Comment


    • #3
      Na boa? Essa história não parte de nenhum lugar e vai pra lugar nenhum... tem que desenvolver mais. É como se fosse apenas um prelúdio ou algo assim. A situação é bem lugar-comum, que diferença há nesse "herói brasileiro" para outros que existem?

      Enfim, se quiser realmente desenvolver isso, terá bastante trabalho.
      ùltima Leitura: Razoável
      sigpic
      Mister No #6 (RECORD)

      http://www.tumblr.com/blog/ultimaleitura

      Comment


      • #4
        E aí? Vai ter continuação?
        ùltima Leitura: Razoável
        sigpic
        Mister No #6 (RECORD)

        http://www.tumblr.com/blog/ultimaleitura

        Comment

        Working...
        X