Anúncio

Collapse
No announcement yet.

O Homem de 100 Mil Anos.

Collapse
This topic is closed.
X
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • #61
    É foda.
    O BK corre de argumentação como o diabo da cruz.

    E o pior é que quer desqualificar o argumento dos outros do nada.

    Comment


    • #62
      Postado originalmente por Chapa
      Tirando o excesso de merda deste tópico com uma pá, vejo que o mohamed começou essa discussão partindo de um ponto de vista muito válido: uma obra tem que ter verossimilhança.
      E você vem trazer mais merda ainda!
      E eu tomo a liberdade de dizer que...
      NÃO TEM QUE TER VEROSSIMILHANÇA NENHUMA, PORRA!

      Escrever e contar uma história é um ato de sedução.
      É você deslocar a atenção da pessoa para perto de si ou para além dos limites do convencional e do corriqueiro.
      A verossimilhança é um mero detalhe técnico que, na escala dessa sedução, pode ter ou não valia mas não é, jamais, a obrigação máxima da história.

      Mesmo porque você aceita o Super-Homem voar sem desmanchar o cabelo e tá tudo certo pois o autor soube lhe xavecar.
      Logo, cadê a verossimilhança? Ela não importa.
      Mesmo a obra de ficção tem que ter verossimilhança e, quando há algum aspecto irreal, o autor deve ter optado por acrescetá-lo, isto é, não pode ser por erro, por desconhecimento da realidade. E o autor tem que ter bolado uma explicação que convença o leitor, senão vai estar desrespeitando sua inteligência.
      Quanta cretinice, meu deus...

      Não tem que bolar explicação merda nenhuma, cara. Isso é papo de nerd retardado que quer fundamento lógico numa obra de fantasia por BIRRA! Pra se sentir mais especial e INGERIR na obra alheia para que ela se adeqüe ao que VOCÊ acha que é bom.

      Só que na Arte como expressão de idéias a verossimilhança é, como eu disse, um mero recurso que faz o leitor se aproximar do escritor (ou roteirista). Não é um recurso 100% obrigatório.
      E se o autor fosse usar de citações científicas reais e verdadeiras, certamente o texto ficaria enfadonho que não agradaria nem ao mais dedicado fã do Linux!

      A verdade é que vocês dois aí são idiotas mesmo. Querem explicações, querem satisfações, querem tudo nos miiiiiiiiiiinimos detalhes.
      Só que nem na vida Real temos isso de maneira completa e plena, então por que a fantasia teria que ter?
      Muito autor bom aborda o impossível como possível, mas só acontece quando ele é competente para sugar o leitor para esta fantasia. Este "acordo" que o mohamed diz, não acontece se o leitor perceber que há incorreções no texto que não decorrem de uma opção consciente do autor pela ficção, mas sim de seu desconhecimento da realidade, isto é de CAGADA, falta de pesquisa e elaboração.
      E eu repito: BESTEIRA!

      Você pode pesquisar as civilizações pré-modernas, pode citar os continentes de Mu, Atlântida, Lemúria. Pode usar esses elementos pra agradar aí os nerds detalhistas malucos que a-do-ram referências "históricas".

      Porém, meninas, isso é apenas o gosto de vocês falando mais alto.
      Não se trata de uma exigência ou de uma obrigação.

      As "incorreções" que você cita são meras buscas de pelo em ovo tão comum ao leitor chato e bobão que quer tudo explicadinho e embasado em SEUS critérios pessoais, naquilo que ELE ACHA que deve ser certo.

      A verdade é que vocês não fazem a menor idéia do que estão dizendo.
      É simples. Mas a discussão descambou para este monte de merda aí, infelizmente.
      E você colocou mais um tantinho neste monte, meu camaradinha!

      É foda, vocês são muito bestas! Eu racho o bico com os "catedráticos" do MBB!
      "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

      Comment


      • #63
        Postado originalmente por BK
        Postado originalmente por Chapa
        Tirando o excesso de merda deste tópico com uma pá, vejo que o mohamed começou essa discussão partindo de um ponto de vista muito válido: uma obra tem que ter verossimilhança.
        E você vem trazer mais merda ainda!
        E eu tomo a liberdade de dizer que...
        NÃO TEM QUE TER VEROSSIMILHANÇA NENHUMA, PORRA!

        Escrever e contar uma história é um ato de sedução.
        É você deslocar a atenção da pessoa para perto de si ou para além dos limites do convencional e do corriqueiro.
        A verossimilhança é um mero detalhe técnico que, na escala dessa sedução, pode ter ou não valia mas não é, jamais, a obrigação máxima da história.

        Mesmo porque você aceita o Super-Homem voar sem desmanchar o cabelo e tá tudo certo pois o autor soube lhe xavecar.
        Logo, cadê a verossimilhança? Ela não importa.
        Mesmo a obra de ficção tem que ter verossimilhança e, quando há algum aspecto irreal, o autor deve ter optado por acrescetá-lo, isto é, não pode ser por erro, por desconhecimento da realidade. E o autor tem que ter bolado uma explicação que convença o leitor, senão vai estar desrespeitando sua inteligência.
        Quanta cretinice, meu deus...

        Não tem que bolar explicação merda nenhuma, cara. Isso é papo de nerd retardado que quer fundamento lógico numa obra de fantasia por BIRRA! Pra se sentir mais especial e INGERIR na obra alheia para que ela se adeqüe ao que VOCÊ acha que é bom.

        Só que na Arte como expressão de idéias a verossimilhança é, como eu disse, um mero recurso que faz o leitor se aproximar do escritor (ou roteirista). Não é um recurso 100% obrigatório.
        E se o autor fosse usar de citações científicas reais e verdadeiras, certamente o texto ficaria enfadonho que não agradaria nem ao mais dedicado fã do Linux!

        A verdade é que vocês dois aí são idiotas mesmo. Querem explicações, querem satisfações, querem tudo nos miiiiiiiiiiinimos detalhes.
        Só que nem na vida Real temos isso de maneira completa e plena, então por que a fantasia teria que ter?
        Muito autor bom aborda o impossível como possível, mas só acontece quando ele é competente para sugar o leitor para esta fantasia. Este "acordo" que o mohamed diz, não acontece se o leitor perceber que há incorreções no texto que não decorrem de uma opção consciente do autor pela ficção, mas sim de seu desconhecimento da realidade, isto é de CAGADA, falta de pesquisa e elaboração.
        E eu repito: BESTEIRA!

        Você pode pesquisar as civilizações pré-modernas, pode citar os continentes de Mu, Atlântida, Lemúria. Pode usar esses elementos pra agradar aí os nerds detalhistas malucos que a-do-ram referências "históricas".

        Porém, meninas, isso é apenas o gosto de vocês falando mais alto.
        Não se trata de uma exigência ou de uma obrigação.

        As "incorreções" que você cita são meras buscas de pelo em ovo tão comum ao leitor chato e bobão que quer tudo explicadinho e embasado em SEUS critérios pessoais, naquilo que ELE ACHA que deve ser certo.

        A verdade é que vocês não fazem a menor idéia do que estão dizendo.
        É simples. Mas a discussão descambou para este monte de merda aí, infelizmente.
        E você colocou mais um tantinho neste monte, meu camaradinha!

        É foda, vocês são muito bestas! Eu racho o bico com os "catedráticos" do MBB!
        BK, você é provavelmente o maior FALASTRÃO deste fórum. Muito fala mas pouco sabe.

        Verossimilhança não é uma obrigação. Ninguém aqui disse isto, apenas o que se afrirmou foi que este tipo de preocupação AUMENTA A QUALIDADE da obra e facilita a aceitação pelo leitor. Se você não liga pra isso, se não quer pesquisar e fazer uma história sólida, problema é seu. Só que o leitor não vai gostar.

        Você responde a um monte de perguntas que ninguém fez, rebate argumentos que ninguém lançou e rotula o interlocutor, como se isso fosse validar seus argumentos. Ora, vá se foder!

        Não é coisa de nerd, não é questão de obrigar a ter explicação lógica para tudo. Isto não precisa mesmo, e ninguém aqui disse que é uma OBRIGAÇÃO. Você que é burro e interpretou tudo errado!

        Você acha o máximo seu processo criativo de escrever histórias baseadas em seus sonhos e essa bichice toda. Foda-se você! Você bem sabe que se não revisar o que escreveu e não botar um pouco de VEROSSIMILHANÇA naquilo, para que ao menos haja um mínimo de identificação com o leitor, a sua obra fica impublicável.

        Apenas manifesto minhas opiniões, não tenho a pretensão de ser catedrático em nada. Na verdade, quem se vê como sabe-tudo é você, que projetou essa pretensão em mim.

        O que eu disse é muito simples e espero que não acrescente mais nada por sua conta: SE UM AUTOR OPTA POR FAZER REFERÊNCIAS HISTÓRICAS, MESMO QUE PERIFÉRICAS, QUE SEJA BEM FEITO, QUE HAJA VEROSSIMILHANÇA, QUE ELE ESTUDE E PESQUISE. ISTO NÃO É OBRIGAÇÃO, MAS DÁ MUITO MAIS QUALIDADE. SE ELE QUISER MUDAR, CONTRARIAR OS FATOS, QUE ELABORE UMA EXPLICAÇÃO BACANA. NÃO É UM RECURSO OBRIGATÓRIO MESMO! MAS SÓ QUE ERROS NA CONTEXTUALIZAÇÃO DE UMA OBRA DEVEM SER EVITADOS! É IMPORTANTE! PODE DESTOAR DA REALIDADE SE FOR DE MODO INTENCIONAL, MAS POR ERRO E FALTA DE PESQUISA É FODA!

        Seu merda!
        http://cenini.blogspot.com/

        Comment


        • #64
          Postado originalmente por Chapa
          BK, você é provavelmente o maior FALASTRÃO deste fórum. Muito fala mas pouco sabe.
          Só sei que nada sei.
          Mas se eu nada sei, vocês sabem menos ainda.
          Verossimilhança não é uma obrigação. Ninguém aqui disse isto, apenas o que se afrirmou foi que este tipo de preocupação AUMENTA A QUALIDADE da obra e facilita a aceitação pelo leitor. Se você não liga pra isso, se não quer pesquisar e fazer uma história sólida, problema é seu. Só que o leitor não vai gostar.
          Aumenta a qualidade da obra O MEU CARALHO NA TUA BOCA QUE AUMENTA!

          Não existe essa baboseira de "aumentar qualidade da obra" por esses meios que vocês, bando de loucos, querem dizer. E nem tem dessas de "facilitar" merda nenhuma, ignorantes!

          Você já leu K. Dick? Não. Então leia. Ele escreveu os melhores contos de FC sem pensar em verossimilhança e nem muito menos em "agradar" o leitor.

          E que tolice é essa de querer agradar o leitor? Vocês tão pensando que criar é um ato de submissão à vontade do leitor, seus viadinhos?
          Pois não é!
          Na cultura consumista e comercial que enfiaram nas suas veias, mentes e RETOS o autor se submete ao leitor como um escravo. Mas na ARTE, na CRIAÇÃO, é justamente o contrário! O autor PODE BUSCAR agradar mas não é essa a meta principal! Aliás, e acho que nunca foi.

          E se agradar fosse a meta principal dos autores, o Canibal teria parado de desenhar e o Emir Ribeiro teria se matado.

          Vocês são muito burros, santo deus!
          Você responde a um monte de perguntas que ninguém fez, rebate argumentos que ninguém lançou e rotula o interlocutor, como se isso fosse validar seus argumentos. Ora, vá se foder!
          Sabe o que valida meus argumentos?
          VIVÊNCIA!
          Vivência essa que eu adqüiri em vinte anos de publicações das mais diversas, lançando de tudo um pouco.
          Não fiquei na punheta feito vocês, sonhando em como é o mundo editorial, putinha. Eu fui lá e dei a cara a tapa.
          Não fiquei mostrando desenhinho pra coleguinha viadinho num forunzinho de merda aonde um bando de FRACASSADO e FRUSTRADO não consegue ter CULHÃO de se assumir como artista e partir pra ASSUMIR que sonha em fazer uma publicação própria.

          A única diferença entre eu e todos vocês é que eu conheço o assunto por experiência e vivência.
          Você sabem o que?
          Nada.
          Mas botam banca de conhecedores e o errado sou eu!
          Hah!
          Não é coisa de nerd, não é questão de obrigar a ter explicação lógica para tudo. Isto não precisa mesmo, e ninguém aqui disse que é uma OBRIGAÇÃO. Você que é burro e interpretou tudo errado!
          Obrigação de cu é rola, camaradinha!
          Vocês querem a Arte submissa, atendendo seus gostos pessoais, fazendo o que vocês querem, seguindo normas comerciais disso e daquilo.

          No fundo essa é uma manifestação inconsciente de suas frustrações e recalques pois todos que estão nesta pasta queriam desenhar de maneira livre. Mas não conseguem porque Papai do Céu lhes lavou as cabeças ocas e, hoje, são tudo robozinho que desenha super-herói que NINGUÉM vai ler!
          Que bela maneira de perder tempo e jogar o próprio talento no lixo!
          Você acha o máximo seu processo criativo de escrever histórias baseadas em seus sonhos e essa bichice toda. Foda-se você! Você bem sabe que se não revisar o que escreveu e não botar um pouco de VEROSSIMILHANÇA naquilo, para que ao menos haja um mínimo de identificação com o leitor, a sua obra fica impublicável.
          Sinceramente?

          Eu quero que o leitor se foda.
          Eu escrevo pra ele, busco agrada-lo mas eu escrevo visando coisas maiores.

          Por que canta o músico?
          Por que escreve o poeta?
          Por que sonha o sonhador?
          Porque é preciso. Da mesma maneira que todos vocês tem o impulso criativo e precisam dar passagem a ele.

          Porém, eu FAÇO! Eu PUBLICO! EU REALIZO e REALIZEI muito mais do que nenhum de vocês fez em suas ridículas vidas.
          Errei, acertei, não importa, EU FIZ!

          E nessa minha caminhada eu aprendi coisas que vocês nem sabem o que é mas, frustrados consigo mesmo, zoam comigo, fazem escarcéu e o caralho...
          Quando deveriam punir a si mesmos pelo próprio fracasso.
          O que eu disse é muito simples e espero que não acrescente mais nada por sua conta: SE UM AUTOR OPTA POR FAZER REFERÊNCIAS HISTÓRICAS, MESMO QUE PERIFÉRICAS, QUE SEJA BEM FEITO, QUE HAJA VEROSSIMILHANÇA, QUE ELE ESTUDE E PESQUISE. ISTO NÃO É OBRIGAÇÃO, MAS DÁ MUITO MAIS QUALIDADE. SE ELE QUISER MUDAR, CONTRARIAR OS FATOS, QUE ELABORE UMA EXPLICAÇÃO BACANA. NÃO É UM RECURSO OBRIGATÓRIO MESMO! MAS SÓ QUE ERROS NA CONTEXTUALIZAÇÃO DE UMA OBRA DEVEM SER EVITADOS! É IMPORTANTE! PODE DESTOAR DA REALIDADE SE FOR DE MODO INTENCIONAL, MAS POR ERRO E FALTA DE PESQUISA É FODA!
          Numa hora é obrigação, na outra não é...

          Não existe erro, neguinha. O que existe no seu universo Pop é a diversão.
          Se o leitor curtiu, se ele se divertiu, tá tudo certo.
          Se houve pesquisa histórica que ajudou a dar mais estofo à história, ótimo. Se não houve, tudo bem.
          O importante é o exercício criativo levado ao seu semelhante e que este pare pra pensar, se divertir ou se emocionar.

          Criar não é entrar num restaurante, ser servido com pastel ruim e sair reclamando do que consumiu.
          Arte não é pastel. Apesar de, no seu mundo, ser.

          Cresçam, capados.
          "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

          Comment


          • #65
            O "talento" do bk é inventar argumento. Acho impressionante como tanta gente cai no papo de "debatedor" dele, pensei que qualquer um perceberia que ele nunca sabe do que está falando, só está falando.

            Comment


            • #66
              É que eu sou bom.
              Você não.
              Conviva com isso e chupe.
              "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

              Comment


              • #67
                Esse BK é mesmo um picareta, um inventor de argumentos. Realmente, é alguém que não merece ser levado a sério, pois tudo o que sempre faz é advogar para si mesmo, estando certo ou errado. Não é confiável para se consultar para coisa alguma, pois suas afirmações não atendem à prestatividade de informar quem quer que seja, mas apenas a satisfazer seus próprios delírios egocêntricos. Assim, seu conhecimento não tem utilidade para ninguém, a não ser para ele mesmo.

                Não existe o erro na criação pop? QUE RIDÍCULO. Mas deve ser por isso que ele faz uma cagada dessas, de querer escrever sobre o homem de 100 mil anos sem ao menos se preocupar em saber o que havia na Terra há 100 mil anos. Isso é excesso de vaidade e egocentrismo, um pensamento do tipo "foda-se a realidade, eu tive um sonho muito foda e todo mundo vai gostar dele do mesmo jeito que eu gostei, porque eu sou foda".

                Vai tomar no cu, meu!
                http://cenini.blogspot.com/

                Comment


                • #68
                  E eu vou saber o que havia na Terra há 100 mil anos atrás?
                  Eu não era nascido, pô!

                  Quer dizer que é preciso embasamento histórico?
                  Então pobre do Super Homem que nasceu num planeta que não existe, coitado do Conan que nasceu num lugar que igualmente jamais existiu e pobre de todos os autores que cometem semelhante atrocidade para com os olhos desses pobres metidos a perfeccionistas!

                  Se é pra desmerecer minha história, ou qualquer história, que pelo menos façam isso com argumentos menos mariquinhas.

                  Cêis só faltam chorar, que coisa feia!

                  GUNHEEEEEEEHHHHHH!
                  GUUUUUNHEEEEEEEHHHH!
                  EU QUELU VEROSSIMILHANSSA!
                  MANHÊÊÊÊÊ!
                  EU QUELU EMBASAMENTU HISTÓRICU!
                  U BECÁ NUM TÁ FAZENU COISA QUE EU QUELU, MAMÃE!
                  BATE NELE!
                  ELE É FEIO!
                  GUUUUUNHEEEEEEEHHHH!


                  É tudo muito simples, meninas: foda-se a realidade.
                  Pau no cu do academicismo estúpido.
                  Se o autor errou na narrativa, na construção do personagem e se o produto final ficou aquém do esperado, tudo bem. Não se pode agradar a todos.

                  Mas se tu leu, viajou e curtiu a história, então pra que ficar procurando pelo em ovo?
                  Que papo de mulherzinha, credo!
                  "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

                  Comment


                  • #69
                    Escrever é um exercício de técnica.
                    Se você escreve informalmente errado, então seu trabalho "oficial" também está errado.
                    Você não se leva a sério.
                    Quando se levar a sério, coloque aí seu roteiro.

                    Outra coisa: quem escreve errado, PENSA errado.
                    Inscreva-se na ALMANACÃO, minha newsletter sobre quadrinhos > http://eepurl.com/b3_M4v

                    Comment


                    • #70
                      real, o problema do bk não é a ideia ou o sei la o que, é que ele escreve mal, feito guri de segunda serie. mas isso já é acima da media dos demais mbbistas e dos editores da panini.
                      Giovanni Giorgio

                      Comment


                      • #71
                        Postado originalmente por BK
                        Postado originalmente por Chapa
                        BK, você é provavelmente o maior FALASTRÃO deste fórum. Muito fala mas pouco sabe.
                        Só sei que nada sei.
                        Lembro de uma discussão que tivemos e o Sr. afirmou não conhecer os clássicos gregos.
                        Achei estranho e não disse nada.
                        Mas ora, vejam só.
                        Lá vem você postando sócrates.
                        Isso que eu chamo não respeitar a inteligência alheia.

                        Comment


                        • #72
                          Postado originalmente por Lovecraft
                          real, o problema do bk não é a ideia ou o sei la o que, é que ele escreve mal, feito guri de segunda serie. mas isso já é acima da media dos demais mbbistas e dos editores da panini.

                          Comment


                          • #73
                            Postado originalmente por Lovecraft
                            real, o problema do bk não é a ideia ou o sei la o que, é que ele escreve mal, feito guri de segunda serie. mas isso já é acima da media dos demais mbbistas e dos editores da panini.
                            Só a habilidade do Bk em usar maiúsculas realmente já o deixa acima de uma galera
                            Inscreva-se na ALMANACÃO, minha newsletter sobre quadrinhos > http://eepurl.com/b3_M4v

                            Comment


                            • #74
                              Eu acho muito doida essa necessidade que uns e outros tem de acharem que quantidade de leitura signfica que o sujeito está apto a isso e aquilo.
                              Isso é de uma bobagem sem tamanho!
                              É como querer atribuir que um atleta precise conhecer todos os atletas que o antecederam, ou que um músico precise conhecer todos os músicos, ou um pedreiro precise conhecer todos os...
                              Tolice, né?

                              Cada um escolhe a formação literária que bem lhe entender. Eu li Lobato, Asimov e Tolkien.
                              Sou mais ou menos ruim por isso? Não creio.
                              Mesmo porque não estou interessado em arrotar "conhecimento": meu babado é criar e não citar fontes daqui e dali.

                              Além do mais, quando eu cito algum autor, salvo ressalvas, é sempre sem querer.

                              Seria interessante que, numa pasta de criação, nos ativéssemos ao que realmente importa: criar.

                              Mas estamos no MBB e a bagunça impera.

                              Que assim seja.
                              "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

                              Comment


                              • #75
                                Não. Quem nunca leu nada é que sabe das coisas...

                                Putz.
                                O que o BK não diz pra não dar o braço a torcer...

                                Comment

                                Working...
                                X