Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Superman - O Retorno (como eu faria)

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Goyo
    replied
    Postado originalmente por Fallout Slaughter
    E também... SUPERMAN AND THE REAL MAN!! Não tem como dar errado!
    Com o relator.

    Leave a comment:


  • General Ursus
    replied
    Postado originalmente por Kryptoniano
    Clark seria um tremendo reporter, que realmente trabalharia junto de Lois para desmascarar Luthor. Ele reconheceria boa parte das invenções de Luthor (e das armas da InterGang) como tecnologia kryptoniana e saberia que Lex era o único q podria estar por trás disso. Lois seria mais parecida com a do animated e de lois & Clark, mas ela sofreu muito com a perda de seu melhor amigo (e SIM é assim que ela vê Clark, não como um ninguém, mas seu MELHOR AMIGO e CONFIDENTE) e do amor da sua vida (o Superman) ao mesmo tempo, encontrando no piloto do Planeta Diário,
    Em nenhum filme do cinema, em Lois e Clark e nem em Superman Animated, Batman ou na Liga da Justiça o Clark apareceu como um grande reporter.
    Nessa sua visão eu colocaria a Lois do Superman Doowsday, lá ela sabia da identidade secreta dele a tempos, se ela é a melhor reporter do "planeta", é obvio que ela teria descoberto a muito tempo.
    Escreve logo o resto ai.

    Leave a comment:


  • Slaughter
    replied
    ISSO é um filme do Superman. O Kryptoniano deveria ser chamado pra fazer The Man of Steel. Seria um sucessão.

    Outra coisa que seria legal seria se não fosse mostrado, mas implicado, que Hal Jordan tem uma identidade secreta! E talvez alguma referencia á "Carol."

    E ZUPA SINGER!!

    E também... SUPERMAN AND THE REAL MAN!! Não tem como dar errado!

    Leave a comment:


  • Mateus
    replied
    Prefiro o verdadeiro!

    Leave a comment:


  • Goyo
    replied
    Ficou legal.

    Leave a comment:


  • Slaughter
    replied
    Nossa veio, tá massa! Muito bem feito! Acho bacana a ideia de culpar a kryptonita pelas doideras do Lex - É bem do estilo dele, como ele fez recentemente em 52 e culpou "Um Impostor de Outra Dimensão" por tudo que ele fez (inclusive trocar porrada com o Superman na armadura da mangueira).

    Tá bom mesmo! Nota 10 com louvor!

    Leave a comment:


  • Clark-Rio2
    replied
    Gostei, cara...me lembrou varias coisas, que li do Super...até os livro do personagem.
    Continue para vermos até onde vai o Super!

    Leave a comment:


  • Kryptoniano
    started a topic Superman - O Retorno (como eu faria)

    Superman - O Retorno (como eu faria)

    Superman - O Retorno
    Direção: Richard Donner
    Roteiro: Thiago Siqueira

    Elenco: Brandon Routh (Superman / Kal-El / Clark Kent), Kate Hudson (Lois Lane), James Marsden (Hal Jordan), Shawn Ashmoore (Jimmy Olsen), Parker Possey (Mercy Graves), Frank Langella (Perry White), Meryl Streep (Martha Kent), Reiko Aylesworth (Maggie Sawyer), Micheal Chilckes (Dan Turpin), Robert Redford (Ben Hubbard) com Kevin Spacey (Carmine Manheim) e Johnny Depp (Alexander "Lex" Luthor)

    Minha idéia seria pegar a premissa básica de Superman - O Retorno e eleva-la ao cubo. O Superman desapareceu por 3 anos, seguindo pistas que podriam leva-lo até Krypton. nesse meio tempo, Luthor saiu da prisão, conseguiu acesso a Fortaleza do herói e a sua tecnologia e Lois arrumou um novo relacionamento. Isso vocês já viram. Minhas alterações visariam uma aceitação maior do filme pelo público de Smallville e JLU. Luthor utilizaria a tecnologia kryptoniana para recriar a LuthorCorp, com invenções nas áreas de informática, saúde, defesa, lar, ou seja, TUDO. Além de criar a InterGang e utilizar Manheim como testa de ferro, controlando ambos os lados na guerrilha urbana, visando uma ascenção política. "Filiais" da InterGang se espalham por todo o mundo, impedindo outros heróis de caça-lo. Luthor seria adorado pela população como a única saída contra a InterGang, mas o retorno do homem-de-aço e a cruzada dos jornalistas do Planeta Diário Lois Lane e Clark Kent (acompanhados do foto-jornalista Jimmy Olsen e do ex-piloto militar Hal Jordan) vão atrapalhar (ou não) os seus planos. A luta do Superman seria pare recuperar a confiança do povo e reaver sua cidade das mão da InterGang.

    Quanto aos personagens, alguns deles seriam um tanto quanto alterados também. Kal-El, ao meu ver, não exitaria, como no filme de Singer, em voltar a ação. Sua parada em Smallville no inicio do filme serve para ele se re-estabelecer, tanto em nível de poderes como psicológicamente, colocar tudo em perspectiva, saber o que ocorreu nos últimos 3 anos (5 anos é tempo demais) e rever sua mãe. Ele é O herói, não podendo exitar e, ao voltar, abraça seu papel de líder. Clark seria um tremendo reporter, que realmente trabalharia junto de Lois para desmascarar Luthor. Ele reconheceria boa parte das invenções de Luthor (e das armas da InterGang) como tecnologia kryptoniana e saberia que Lex era o único q podria estar por trás disso. Lois seria mais parecida com a do animated e de lois & Clark, mas ela sofreu muito com a perda de seu melhor amigo (e SIM é assim que ela vê Clark, não como um ninguém, mas seu MELHOR AMIGO e CONFIDENTE) e do amor da sua vida (o Superman) ao mesmo tempo, encontrando no piloto do Planeta Diário, o intrépido Hal Jordan (sim, The Real Man) um substituto para ambos, sendo companheiro e corajoso (e tão louco e adrenaline-junkie quanto ela). Jimmy seria um foto-jornalista em ascenção, com suas coberturas de cenas de batalha em Metrópolis, mas sente muita falta de seu "best pal", que vem sendo relegado pela população. Lex Luthor seria mais novo e teria uma tripartição de sua persona (Alexander como o bilionário empresário filantropo e criminoso regenerado, Luthor como o político em ascenção e Lex, líder da InterGang, usando Manheim como testa de ferro, e homem por trás de todos os grandes crimes na área de Metrópolis e líder de um sindicato do crime internacional). Junto de Luthor estariam sua assistente pessoal Mercy Graves. Ela seria uma tudo-em-uma de Luthor (Acessora, chefe de segurança e amante) e seria totalmente devotada a seu chefe (chega da ajudante se apaixonar pelo homem-de-aço). Perry White continuaria como um jornalista sério e imparcial, que confia em seus repórteres e no "nariz" da dupla Lois & Clark para as sujeiras de Luthor. Martha Kent seria uma ex-senadora do Kansas, com cerca de 50 anos, que se aposentou com o auto-exílio do fílho, vivendo tranquilamente em sua fazenda, aguardando pelo retorno deste. Ela tem um pequeno romance com seu vizinho Ben Hubbard (uma pinta de Robert Redford), mas é forte e independente. Quanto ao Jason, ele seria inserido (lá ele) apenas num ponto posterior da franquia (mas viria a existir, com certeza).

    O filme começaria com uma Action Comics 1 (como o de 78), explicando em uma seqüencia quem é o super e suas lutas contra Luthor e Zod nos dois primeiros filmes (e amarrando algumas pontas soltas no final do segundo filme), além de seqüencias contra outros vilões e agindo em parceria junto a outros heróis (desenhos do Alex Ross), com uma narração por uma voz poderosa (pessoalmente, escolheria Gene Hackman, já que o Brando - minha primeira escolha - faleceu). Origem simples, como feito pelo Morrison magistralmente em All-Star Superman (para não ir de encontro a nenhuma origem contada em outras mídias), com o tema clássico ao fundo. Ao final, seria explicado que o Superman desapareceu, seguindo rastros de Krypton.

    Corta para Metrópolis. Luthor está lançando sua candidatura para prefeito da cidade, numa festa parecida com aquela no começo de "O Prego". É explicado num telejornal que a LuthorCorp vem combatendo junto ao governo, fornecendo a este armas e recursos, a InterGang, organização criminosa liderada pelo mafioso Carmine Manheim que se utiliza de pessoal especializado e armas superpoderosas. É dada uma breve origem de Luthor, agora chamado de Alexander, mostrando sua infância como herdeiro da LuthorCorp, que fora insandecido graças a prolongada exposição a kryptonita em sua empreitada pioneira para a utilização desse mineral em prol da humanidade e, nesse estado alterado, cometeu seus "atos criminosos" e que, após ser solto, Luthor re-ergueu a empresa de sua família com várias invenções que facilitaram a vida das pessoas e aumentaram sua qualidade de vida e que, após o surgimento da InterGang, ele vem suprindo a polícia com armas mais sofisticadas. Luthor dá um discurso sobre redenção e renascimento e afirma que, em breve, a InterGang será liquidada. A seu lado está sua assistente pessoal, Mercy Graves, e vários "seguranças", além de seu candidato a vice-prefeito e o resto de seu staff. Nesse momento ocorre um ataque da InterGang no Distrito Financeiro Byrne e a UCE é enviada para lá, liderada pela capitã Maggie Sawyer. Lois está lá cobrindo toda a ação junto de Jimmy via helicóptero. Lois conversa com o piloto, pedindo para ele baixar mais o aparelho para que ela possa descer. Os dois possuem um certo nível de intimidade e ele chama ela de louca, ouvindo como resposta "é por isso que você me ama, Hal". Lois e Jimmy começão a cobrir o caos que se segue, algo que se transforma numa verdadeira batalha campal, com clara desvantagem para a UCE, até que chega a "Equipe Luthor", soldados treinados com armaduras desenvolvidas pela LuthorCorp, agindo sob autorização da prefeitura de Metrópolis que reforçam a UCE e rapidamente dão cabo dos criminosos. Assistindo a cobertura da TV em seu gabinete, Luthor sorri em seu escritório. Mercy entra no escritório dando o relatório de danos. Quando ela se refere a ele por Sr. Luthor, ele pede que, em ocasiões como essas, ela o chame de Lex.

    Enquanto isso, Martha Kent assiste a mesma reportagem em Smallville equanto um forte estrondo abala as estruturas de sua casa, algo parecido com um pequeníssimo terremoto. Ela vê algo parecido com um meteoro caindo a alguns quilômetros de lá. Ela pega o carro e vai ver o que hove. Lá ela encontra uma nave de formato Kryptoniano clássico, como nos filmes, mas não semi-destruída como em Superman - O FIlme ou em Returns, mas que fez um pouso perfeito (mas, acabando um pouco com os arredores, já que trata de uma nave espacial, não de um carro estacionando, oras!). De lá, sai Kal-El em seu traje kryptoniano de viagem (preto e cinza, com o "S" em relevo), que tomba nos braços de sua mãe, enquanto esta chora de felicidade pelo retorno de seu filho...

    Aqui é só a sinopse e os primeiros 12 minutos de filme (que teria entre 2hs e 40, 3hs)..To be continued (se vocês quiserem)...
Working...
X