Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Idéias que tiveram... mas ja existem...Como ser original?

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Idéias que tiveram... mas ja existem...Como ser original?

    Alguém ja teve aquele brilho na cabeça, quando surge uma idéia bacana, aí vc corre pra contar pra alguém e a pessoa cita uma historia/filme/ou mesmo quadrinho que ja existe isso?

    Ja dizia a frase... nada se cria...tudo se transforma...

    Seria a pessoa uma plagiadora?
    Pouco Conhecimento?
    Falta de orgininalidade?
    Ou apenas uma Homenagem?
    Ou vontade de superar a antiga obra?

    Alguem ja teve essa sensação??
    (╯°□°)╯︵ ┻━┻

  • #2
    segundo o Kanybal,
    é tudo influência da POPSfera

    eu acho que tem muitas idéias diluidas por aí, somos bombardeados por quilos de informação o tempo todo, então acho normal você acabar chegando com uma idéia que não se lembra de onde...
    site de quadrinhos semanais: Cobaia Online!
    novas páginas toda quinta-feira!
    http://www.muricioart.com.br/hq/

    Comment


    • #3
      Eu já quis fazer uma hq sobre uma garota com super-poderes que não sabe que seu quase-namorado é filho de um casal de super-vilões... depois veio uma amiga roteirista me dizer que teve uma idéia parecida... mas aí veio o Vaughan com Runaways e fudeu tudo...

      Comment


      • #4
        Primeiro que existe o Mito da Originalidade, que pra ser bom tem que ser original, inovador, nunca dantes visto.
        Esse conceito de originalidade nasceu na época em que surgiu o Romantismo. Desse movimento (nascido do Iluminismo), surgiu também a idéia do "amor de mãe tudo supera". Ou seja, o romantismo visa atingir um nível ideal.

        Mas as boas obras são idéias roubadas e retrabalhadas. Albert Einstein, mesmo, perguntado sobre de onde tirava suas idéias, disse "idéias, meu caro, eu tenho muito poucas". Ele só retrabalhava e relacionava as idéias já existentes.

        MAs eu também, chegeui a esboçar o que ue faria com os Vingadores, se fosse argumentista, e depois via que o Frank Miller tinha usado 60% dos meus conceitos 15 anos antes.

        Então eu acho que falta estudar menos gibi e consumir outras artes e outros estilos de vida. Daí trazer a inovação pro meio uqe se deseja.

        Como Watchmen, que é uma expansão dos conceitos de Alan Moore em Miracleman. Retrabalhar e adicionar novas idéias.
        http://twitter.com/Fabio_Negro

        Comment


        • #5
          Postado originalmente por Fabio Negro
          Primeiro que existe o Mito da Originalidade, que pra ser bom tem que ser original, inovador, nunca dantes visto.
          Esse conceito de originalidade nasceu na época em que surgiu o Romantismo. Desse movimento (nascido do Iluminismo), surgiu também a idéia do "amor de mãe tudo supera". Ou seja, o romantismo visa atingir um nível ideal.

          Mas as boas obras são idéias roubadas e retrabalhadas. Albert Einstein, mesmo, perguntado sobre de onde tirava suas idéias, disse "idéias, meu caro, eu tenho muito poucas". Ele só retrabalhava e relacionava as idéias já existentes.

          MAs eu também, chegeui a esboçar o que ue faria com os Vingadores, se fosse argumentista, e depois via que o Frank Miller tinha usado 60% dos meus conceitos 15 anos antes.

          Então eu acho que falta estudar menos gibi e consumir outras artes e outros estilos de vida. Daí trazer a inovação pro meio uqe se deseja.

          Como Watchmen, que é uma expansão dos conceitos de Alan Moore em Miracleman. Retrabalhar e adicionar novas idéias.
          Engraçado você dizer isto, por que por mais que xinguem o Jimli, ele foi a primeira pessoa que ouvi dizer isso (na verdade, eu li numa entrevista que ele deu).
          site de quadrinhos semanais: Cobaia Online!
          novas páginas toda quinta-feira!
          http://www.muricioart.com.br/hq/

          Comment


          • #6
            Então, Jim Lee! Quem usa hachuras de um modo tão perfeito quanto ele usava nos X-Men? Ou anatomia?
            O cara tinha uma lista de desenhistas como referência, que ele estudou, captou e transformou até ficar com a cara dele.

            E tem a difenreça entre estudar e copiar.

            Os cineastas clássicos estudavam os grandes pintores pra apender composição e enquadramento.

            Os cineastas de hoje copiam o Sergio Leone e o Tarantino. Que estudaram seus diretores favoritos.

            Mas veja: o Leone estudou sobre o desenvolvimento do drama nas óperas, enquanto o Tarantino quis descobrir os segredos das narrativas lendo muitos livros policiais.

            E o David Mazzuchelli, que desenhou A Queda de Murdock e Batman - Ano Um. O cara passou um ano ou mais nos museus da Europa estudando belas artes.

            Frank Miller comeu chupou tudo uqe deu daqueles caras que escreviam revistas de não-super-herói nos anos 50 e 60.

            E Grant Morrison leu e injetou na veia William Burroughs.

            Etc., etc.

            Eu acredito em adquirir onhecimento pra reciclar as mesmas velhas histórias de sempre, como vem fazendo esse pesosal que tá dominando a Marvel a partir do ano 2000, mais ou menos.
            http://twitter.com/Fabio_Negro

            Comment


            • #7
              Re: Idéias que tiveram... mas ja existem...Como ser original

              Postado originalmente por Shad!
              Alguém ja teve aquele brilho na cabeça, quando surge uma idéia bacana, aí você corre pra contar pra alguém e a pessoa cita uma historia/filme/ou mesmo quadrinho que ja existe isso?

              Ja dizia a frase... nada se cria...tudo se transforma...

              Seria a pessoa uma plagiadora?
              Pouco Conhecimento?
              Falta de orgininalidade?
              Ou apenas uma Homenagem?
              Ou vontade de superar a antiga obra?

              Alguem ja teve essa sensação??
              Você está confuso.

              Realmente, não existe nada novo. Tudo o que poderia ter sido criado, já foi. Só num imenso RASGO de criatividade pode sair alguma coisa mas, no geral, estamos contando as mesmíssimas histórias a uns 2.000 anos. Ou mais.

              O que pega é a ABORDAGEM!
              Ela, sim, pode ser original.

              Porém, ater-se à originalidade como meta é uma tremenda besteira, porque o leitor não quer isso. O leitor quer coisas mais simples, mais diretas, mais divertidas, sem entrar em maiores embromações.

              O que você precisa é encontrar uma idéia que funcione. Não precisa ser original, não precisa ser nova, basta ser competente.

              Todo "meio" só se renova quando você, autor, se renova. Basta ler os incontáveis gibis do pessoal do Blenq que você percebe mentes estagnadas, histórias horríveis, enfim, péssimos gibis.
              E o gibi interessante é aquele em que o autor faz uma abordagem de um tema de uma maneira que outros não haviam pensado.

              Jim Lee inovou na quadrinização, na pintura, na expressão mas não há absolutamente NADA de novo. Mas ele funcionou comercialmente e é isso que importa no esquema dos gringos.
              Eu já quis fazer uma hq sobre uma garota com super-poderes que não sabe que seu quase-namorado é filho de um casal de super-vilões... depois veio uma amiga roteirista me dizer que teve uma idéia parecida... mas aí veio o Vaughan com Runaways e fudeu tudo...
              As idéias estão no Inconsciente Coletivo da Humanidade. Quem pode, "pesca" a idéia mas quem MERECE a transforma em algo.
              É normal a gente trombar com idéias "nossas" que "outros" abordam. Isso é sinal que estamos no bom caminho e que a inspiração está aí.

              Mas nem por isso você pode achar que o que sai de sua cabeça é merda. É preciso trabalhar a idéia a torna-la concreta, mas ANTES você precisa DEPURA-LA pra ver se ela presta.

              Eu estava assistindo Heroes e o que temos lá?
              X-Men.
              Reciclado, atualizado, mas X-Men.

              A idéia original tem dono.
              Mas a abordagem é só sua.

              Pense nisso.
              "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

              Comment


              • #8
                Olhando as situações cotidianas, voce pode se inspirar em diálogos e histórias...
                Camarada F. Dark mora em Gotham City, mas diz que é Ribeirão Preto / Taquaritinga para não colocarem sua sanidade em dúvida.

                Gosto é igual café. Enquanto uns preferem solúvel, outros juram que no cuador é melhor!

                Comment


                • #9
                  Shakespeare nao era original.
                  Mas gostaram dele.
                  Então funciona.
                  Giovanni Giorgio

                  Comment


                  • #10
                    Postado originalmente por Lovecraft
                    Shakespeare nao era original.
                    Mas gostaram dele.
                    Então funciona.
                    Muitos gostam da Welta.
                    Então, ela funciona?
                    "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

                    Comment


                    • #11
                      Muitos?
                      Meia dúzia de retardado que posta em flog, no nível blenq e lapadon?
                      Isso não é muitos.
                      Não, Welta não funciona. Tanto que não é publicada.
                      Giovanni Giorgio

                      Comment


                      • #12
                        Postado originalmente por Lovecraft
                        Muitos?
                        Meia dúzia de retardado que posta em flog, no nível blenq e lapadon?
                        Isso não é muitos.
                        Não, Welta não funciona. Tanto que não é publicada.
                        Matou a pau, Juvenal!
                        "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

                        Comment


                        • #13
                          Eu tive uma idéia de uma história sobre batalhas entre anjos e demônios e a busca por redenção. Mas aí me falaram que já existia Hellblazer :P
                          Mas então o que eu fiz foi procurar ler os quadrinhos, vi o filme também, e percebi que apesar da concepção ser parecida, a minha forma de explorar é diferente, então dá pra seguir com o tema. O lance é esse, como o BK falou aqui mesmo, por mais igual que pareça, você nunca vai explorar o contexto igual a como o outro cara fez, a não ser que vc esteja intencionalmente copiando na cara dura.

                          Comment


                          • #14
                            Mas então o que eu fiz foi procurar ler os quadrinhos, vi o filme também, e percebi que apesar da concepção ser parecida, a minha forma de explorar é diferente, então dá pra seguir com o tema. O lance é esse, como o BK falou aqui mesmo, por mais igual que pareça, você nunca vai explorar o contexto igual a como o outro cara fez, a não ser que você esteja intencionalmente copiando na cara dura.
                            E é preciso levar em conta se o que você está abordando é BOM!
                            Não pra você, nem pros seus amigos e nem pra gente aqui do forum.
                            Mas pro leitor!

                            Lembre-se sempre que quadrinhos é diversão e técnica.
                            Se você conseguir divertir usando de uma técnica boa, tu tá bonito!
                            "AVATAR E ASSINATURA REMOVIDOS POR ULTRAPASSAREM O LIMITE DE 30KB"

                            Comment


                            • #15
                              Sou da teoria homer Simpson: quer fazer algo novo, coloque um rádio.
                              https://www.facebook.com/DiarioPratico/
                              http://diariopratico.blogspot.com/

                              Comment

                              Working...
                              X