X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Qual o próximo passo?

    Estava aqui pensando...qual seria o diferencial das próximas gerações de videogames?

    Digo, os gráficos do PS3 e X360 já são HD, dá pra ficar melhor que isso? Mesmo que dê, existe um limite, nem que seja quando a imagem do jogo ficar igual ao que a gente vê ao nosso redor.

    O que poderia ser inventado quando os gráficos atingirem todo o limite possível? O wiimote será copiado por Sony e Microsoft (já que tudo que a Nintendo lançou sempre foi copiado) numa busca por inovação não-gráfica?

    Opinem.

  • #2
    Acho que os gráficos nunca terão um "limite". A cada nova geração nós achamos que ele já chegou ao limite.

    Eu lembro de jogar Tekken 3 no PS1 e achar que aquilo era o máximo que um VG poderia fazer.

    Comment


    • #3
      Postado originalmente por Felipe Parker
      Acho que os gráficos nunca terão um "limite". A cada nova geração nós achamos que ele já chegou ao limite.

      Eu lembro de jogar Tekken 3 no PS1 e achar que aquilo era o máximo que um VG poderia fazer.
      Claro que existe um limite. Não dá pra ficar melhor do que o mundo real, concorda?

      Comment


      • #4
        Acho que a graça dos VGs é justamente ser estilizado e fugir do padrão do mundo real. Claro que jogos com gráficos HYPER REALISTAS são legais, mas nem eles se assemelham tanto ao nosso mundo.

        Mas eu acredito que o futuro dos VGs está nos portáteis e nos celulares. Os aparelhos vão diminuir cada vez mais e agregar mais funções com o passar dos tempos. Hoje em dia temos PSP e DS nos VGs e celulares como o iphone, smart phone, e etc.

        Os consoles de mesa não serão abolidos tão cedo, mas o dia deles chegará, com certeza.

        Comment


        • #5
          Eu quero é jogar.

          Comment


          • #6
            É O HOMO-TECKNOLOGIKUS

            Comment


            • #7
              Nao sei como não me surpreendo mais em ver como a galera do mbb é incapaz de manter uma discussão de nível. Mas esse é o way of life do mbb, onde palavrões são liberados e legais e o flood não é combatido por preguiça...

              Comment


              • #8
                Apesar da maravilha que é a live, espero mais recursos nas redes online.

                Comment


                • #9
                  Postado originalmente por Felipe Parker
                  Acho que os gráficos nunca terão um "limite". A cada nova geração nós achamos que ele já chegou ao limite.

                  Eu lembro de jogar Tekken 3 no PS1 e achar que aquilo era o máximo que um VG poderia fazer.
                  Eu lembro de que em momento algum da geração PS1 e N64 que eu deixei de achar os jogos FEIOS PRA CARALHO. Só comecei a achar eles bem feitos a partir do Dreamcast e quando vi MGS 2, me impressionei.

                  Acho que tudo tem limite e quando os videogames precisam de suporte pra melhorar os gráficos(no caso de uma tv com alta definição) é porque o limite está bem próximo.

                  Claro que tudo depende de quem vai desenvolver, mas considerando o poder do PS3, eu não acho que o pináculo da perfeição está longe.

                  E Rienji pára de chorar só porque alguém postou uma piadinha.

                  Comment


                  • #10
                    acho que a próxima evolução segue o modelo que o Johnny Chung Lee mostrou.

                    mais sensores para tornar a sensação do jogo mais real. tanto no visual quanto na jogabilidade.
                    Isso é só uma brincadeira ...

                    Comment


                    • #11
                      Acho que o proximo passo eh o reconhecimento de voz - alem de uma melhoria nos sensores de movimento (reconhecimento de gestos?).
                      If drums are the foundation, guitars the finishes, and voice the fluorish; bass is the soul.

                      Comment


                      • #12
                        Vão inventar a Ultra High Definition...
                        Here we are, born to be kings
                        We're the princes of the universe
                        Here we belong, fighting to survive
                        In a world with the darkest powers...

                        Comment


                        • #13
                          Desde o Filme Passageiro do Futuro dizem que o futuro do videogame será a imersão total. Particularmente acho que esse é o pior cenário. Que me levará a deixar de jogar videogame. Pois se existe gente que se contenta em jogar Wii sports ao invés de praticar esportes de verdade.

                          Eu aprecio o videogame tanto quanto aprecio o cinema. Apesar das inovações nos efeitos especias. A forma de ver cinema é a mesma há décadas. Da mesma forma que jogamos videogames. Uma TV, um console e um controle com direcional. Se formos levar o conceito do Wii ao cinema é o mesmo que querer começar a participar do filme. Muda o foco. Eu acho que as coisas evoluem. Mas um clássico como Poderoso Chefão continuará sendo um clássico por séculos. Da mesma forma que Ninja Gaiden continua divertido depois de 20 anos. E pra me divertir não preciso tomar os tiros no lugar do Don Coerleone e nem dar espadadas virtuais no lugar Ryu Hayabusa.

                          Por isso nem dá pra considerar o Wii um videogame ao pé da letra. Na parte que concerne a um videogame o Wii é um Game Cube. Só tem controles de movimento que é algo pra chamar um púlbico novo. Tal qual o boom dos videokês nos anos 90.
                          TAKEZO INC. = FAIL

                          Comment


                          • #14
                            O ponto máximo de evolução gráfica é o que pode ser visto no filme Matrix, que não dê para diferenciar do real para o virtual. A partir daí o trabalho será aumentar a interação virtual do jogador, com efeito 3D, melhor sensor de movimento, e sintetizador de sensações táteis e etc.
                            Isso mais cedo ou mais tarde terá que ser desenvolvido, não só para o entretenimento mas também para fins educacionais, esportivos, médicos, turísticos e militares... Imagine estudar medicina com trocentos pacientes virtuais prontos para entrarem na faca para transplantes, remoção de tumores e tal? As possibilidades são infinitas!
                            Sair de casa é superestimado.
                            Almanaque de Anorak,
                            Capítulo 17, verso 32

                            Comment


                            • #15
                              Postado originalmente por Mr. Zanini
                              O ponto máximo de evolução gráfica é o que pode ser visto no filme Matrix, que não dê para diferenciar do real para o virtual. A partir daí o trabalho será aumentar a interação virtual do jogador, com efeito 3D, melhor sensor de movimento, e sintetizador de sensações táteis e etc.
                              Isso mais cedo ou mais tarde terá que ser desenvolvido, não só para o entretenimento mas também para fins educacionais, esportivos, médicos, turísticos e militares... Imagine estudar medicina com trocentos pacientes virtuais prontos para entrarem na faca para transplantes, remoção de tumores e tal? As possibilidades são infinitas!
                              É isso mesmo que eu penso. Pra quem não gostou e vai deixar de jogar videogames por causa disso, sinto muito, o choro é livre.

                              Comment

                              Working...
                              X