Página 767 de 849 PrimeiroPrimeiro ... 267667717757763764765766767768769770771777817 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 7.661 a 7.670 de 8490
  1. #7661
    Notável MBBista Membro da Sociedade do Anel Avatar de Casto
    Data de Ingresso
    May 2015
    Posts
    2.381

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Citação Postado originalmente por Kenshin Himura Ver Post
    Meio obvio que a intenção quando fazem isso é apelar pros quarentões que cresceram lendo Superaventuras Marvel não? Tipo, a molecada que lê livro de Youtuber, Miss Marvel e assiste filme dos Vingadores costuma passar longe dessas coisas por uma razão.
    É igual aqueles jogos indies da Playstation Network
    Vou cagar uma regra, Mas acho que isso não tem apelo nenhum aos leitores "quarentões". Esse tipo de leitor não se abre pra novidades. Veja alguns usuários do MBB. Vivem reclamando que os quadrinhos acabaram. Que não se faz nada de novo. Quem sensato apelaria para esse público ranzinza? E outra, logo estarão todos mortos. Fazer um personagem NOVO, mesmo que seja pastiche do Super-Homem, do Demolidor, do Batman, não diz nada para estas pessoas.

    Na verdade não diz nada pra ninguém.
    Última edição por Casto; 10-01-2017 às 05:15 PM.

  2. #7662
    Senior Member Guardião do Universo Avatar de Louxas
    Data de Ingresso
    Oct 2006
    Posts
    14.728

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Citação Postado originalmente por Casto Ver Post
    Vou cagar uma regra, Mas acho que isso não tem apelo nenhum aos leitores "quarentões". Esse tipo de leitor não se abre pra novidades. Veja alguns usuários do MBB. Vivem reclamando que os quadrinhos acabaram. Que não se faz nada de novo. Quem sensato apelaria para esse público ranzinza? E outra, logo estarão todos mortos. Fazer um personagem NOVO, mesmo que seja pastiche do Super-Homem, do Demolidor, do Batman, não diz nada para estas pessoas.

    Na verdade não diz nada pra ninguém.
    E acho que os jogos indies também não.
    Giovanni Giorgio

  3. #7663
    Senior Member Interno do Asilo Arkham Avatar de Quiof Thrul
    Data de Ingresso
    Apr 2007
    Posts
    1.936

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Nas entrevistas o Guedes fala que o problema do herói brasileiro dos anos 60 é que ninguém entendia o que o Stan Lee estava fazendo, que copiavam os modelos da DC e das tiras de aventura, ao mesmo tempo em que ele acha que falta investimento, ou ponha a culpa na distribuição.

    Um novo movimento de super-heróis teve início nos anos 1990. A partir de meados da década anterior, os quadrinhos passaram a ser vistos pela grande imprensa como produtos de alto valor literário, devido à publicação das chamadas graphic novels – revistas caprichadas graficamente e com temas maduros. O mercado editorial foi aquecido com muitos lançamentos e o surgimento de várias editoras de pequeno porte, e selos editoriais independentes.

    Com a variedade de títulos e gêneros, revistas de super-heróis brasileiros voltaram a ser
    lançadas. Entre 1991 e 1997 surgem vários heróis: Fantasticman, de Tony Fernandes, e Vingador Mascarado, de Seabra, em títulos diversos da editora Phenix. Meteoro, o super-herói adolescente, e Os Protetores, são os títulos de Roberto Guedes, pela Fire Comics. Os Semideuses, de Walter Junior e Ale Librandi, pelo Grupo Saga. Quebra-Queixo, de Marcelo Campos, nas páginas da revista Pau Brasil (editora Vidente); e UFO Team, de Marcelo Cassaro (Trama Editorial). Contudo, boa parte desse material esbarrava numa distribuição deficitária e nos altos custos gráficos, que impossibilitavam a continuidade das séries.

    Com a chegada do novo milênio, o mercado editorial de uma maneira geral entrou em crise, devido à concorrência com a internet e jogos e aparelhos eletrônicos. As tiragens dos gibis caíram assustadoramente, mesmo entre os tradicionais personagens da Marvel, Disney e DC Comics. A última editora de grande porte a investir em super-heróis brasileiros foi a Escala, de São Paulo, com a revista Graphic Talents (2002), que a cada edição apresentava um personagem diferente. Os representantes heroicos foram Velta (Emir Ribeiro), Lobo-Guará (Carlos Henry), Dálgor (Dario Chaves) e Meteoro (Roberto Guedes).

    Todavia, os gibis de super-heróis brasileiros continuam a ser produzidos no circuito alternativo. O editor José Salles lança regularmente pelo selo Júpiter II uma série de revistas, inclusive a de um resgatado Raio Negro, com HQs feitas por autores atuais. De Santa Catariana, Samicler Gonçalves edita a revista Cometa, totalmente colorida. Um grupo de autores de Curitiba viabiliza projetos diversos com o super-herói cômico O Gralha. Sandro Marcelo – atuante na cena cultural pernambucana –, publica a revista Conversor. Outro representante do Nordeste é JJ Marreiro, com sua personagem retrô Mulher-Estupenda. De São Paulo, vem o Almanaque Meteoro, de Roberto Guedes. Suas páginas abrigam também HQs de super-heróis clássicos, como Mylar e Capitão 7, além de artigos e entrevistas com personalidades do meio.

    As tiragens dessas publicações são reduzidas e atendem um grupo seleto de leitores interessados. Por outro lado, os autores escapam do encalhe, podendo repor novos exemplares de acordo com a demanda. As novas técnicas de impressão, com preços mais acessíveis, ajudam, e muito, na profusão de mais e mais títulos. A distribuição é feita em lojas especializadas (comic shops) e bancas selecionadas dos grandes centros – notadamente, Rio e São Paulo. Sites, blogs e as redes ociais na internet acabam funcionando como veículo de divulgação e as vendas pelo correio se tornaram uma opção conveniente que atinge todos os cantos do território nacional. A grande saga do super-herói brasileiro continua, e não há indício de que cessará de existir.
    http://www2.uol.com.br/historiaviva/...tem_nunca.html

    Há uma luz no fim do túnel para
    os novos profissionais? Ou seja,
    dá pra vislumbrar um futuro
    melhor para se trabalhar
    com HQs no Brasil?



    Guedes – Hoje há uma leva bem considerável de desenhistas trabalhando para o
    mercado americano. Infelizmente aqui no Brasil as editoras não querem, ou não têm como investir em produção
    autoral nacional, como já aconteceu no passado. Cabe, então, aos próprios autores se auto-editarem.
    O que não deixa de ser algo bacana, já que isso promove o nascimento de várias editoras novas todos os dias
    O grande obstáculo continua a ser a distribuição.
    http://bengalasboysclub.blogspot.com...o-criador.html


    Quais “eras” dos heróis você mais gosta? Qual mais lhe agrada?
    As minhas preferidas são as eras de Prata e Bronze.


    Você acha que gibis de “Super-Heróis brasileiros” funcionam no nosso mercado nacional? Como competir com Marvel e DC, por exemplo?
    Creio que sim, mas teria de ser feito da maneira certa – coisa que nenhuma editora se propôs a fazer em tempos passados. Antigamente, as histórias de heróis brasileiros traziam argumentos e diálogos fracos, e desenhos relaxados. O leitor percebia que aquilo era feito com má vontade, e não prestigiava. Hoje temos um monte de desenhistas muito bons, perdidos por aí em suas histórias mal trabalhadas – editorialmente falando. Tenho a plena convicção que se o Mauricio de Sousa se metesse a fazer super-heróis, com certeza emplacaria uma meia-dúzia de gibis. Simplesmente porque ele tem o know-how da produção e a estrutura adequada pra tocar um projeto desses.
    http://colecionadoresdehqs.com.br/en...des-manifesto/


    Gonçalo – Falando em Marvel, seu livro está separado em capítulos com períodos bem distintos. É possível constatar que os super-heróis da Marvel influenciaram os brasileiros antes de serem publicados no Brasil na década de 60?
    Guedes – Em alguns casos sim, mas muito mais em nível estético que temático. Por exemplo: o Raio Negro, do Malagola é a cara do Ciclope, dos X-Men. E o Bola de Fogo, então... era o Tocha Humana escarrado! Como é que não rolou processo, não é mesmo? Infelizmente, nossos autores não deviam ler os gibis da Marvel, senão teriam se tocado o quanto os roteiros de Stan Lee e sua proposta de modernização do gênero estavam à frente de seus contemporâneos. Tivessem eles inspirado-se nas histórias do Homem-Aranha e cia – ou mesmo copiado o estilo – é bem provável que hoje ainda haveriam alguns títulos de super-heróis circulando. Veja bem, não sou a favor de copiar a obra de ninguém, apenas estou dizendo que se é para nos deixarmos influenciar (ou inspirar) por alguém, que seja pelo melhor. E em termos de super-heróis, nada era melhor que a Marvel. Tempos atrás, o Malagola revelou que nunca gostou da Marvel. Uma pena, já que ele foi um de nossos principais autores (em volume de trabalho publicado), tendo tudo para ser um autor influente no meio. Mas, assim como ele, haviam muitos outros autores que pensavam desse modo. Estavam acostumados com a narrativa (já arcaica e moribunda) das tiras de jornais, ou com os heróis “sem sal” que a DC apresentava na época.
    https://web.archive.org/web/20060617...o_guedes01.htm

    HQM: Existe algum roteirista profissional (brasileiro) que você admira? Roteirista que aceite criar roteiros para qualquer personagem que seja e não, tão somente, suas próprias criações?
    Guedes: O Arthur Garcia é um artista completo. Ele desenha e escreve vários quadrinhos, desde os institucionais, licenciados e até seus próprios personagens, e nos mais variados estilos. Admiro muito o trabalho dele. Há outros assim também, como o Alexandre Nagado e o Marcelo Cassaro, que estão na estrada há anos. Não os conheço pessoalmente, mas sei que são profissionais de muita competência. O problema, é que estamos passando por uma maré muito ruim de produção nacional. Não há quase nada nas bancas, ainda mais, com o gênero super-herói.
    HQM: Sendo agora, editor da Opera Graphica, uma das únicas editoras que publica material nacional, chega muito material de qualidade até você? Se sim, como ex-fanzineiro, qual sua reação ao ver bons artistas no anonimato?

    Guedes: Recebo, com certa freqüência, artes e sinopses via e-mails e em envelopes, e fico bem chateado por não ter como viabilizar algumas coisas. O fato, é que não depende só de mim. O que recomendo aos interessados, é que enviem sua proposta (seu material), já completo (com roteiro, arte e nanquim) e que estejam dispostos a ouvir críticas e contra-ofertas. Ah, e nada de “Ex-fanzineiro”, por favor! “Fanzineiro em animação suspensa” é o termo mais adequado. Depois de ver que o Roy Thomas – um cara que admiro pacas – voltou a fazer seu zine Alter Ego, quando ele podia estar tranqüilo curtindo sua aposentadoria, chego a ter vergonha de produzir tão pouco. Tá na hora de mudar esse cenário...
    http://hqmaniacs.uol.com.br/principa...od_materia=318

    Ou seja, ele acha que falta oportunidade e o que ele faz é bom, só falta o público conhecer, como não vai pra frente, ele lança fanzine, o Meteoro saiu pela Escala e ia sair numa revista pela HQM, acabou voltando pros fanzines.
    Quadripop, o blog de Quadrinhos e cultura pop
    http://quadripop.blogspot.com
    Releitura de personagens americanos ao redor do mundo.
    http://highcomics.blogspot.com/

  4. #7664
    The Enforcer O Quarto Homem Avatar de extra skater
    Data de Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Recife, PE
    Posts
    6.765

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Citação Postado originalmente por Duncan Idaho Ver Post
    Não é possível que nenhum desses caras tenha lido Watchmen, Cavaleiro das Trevas ou mesmo Demolidor do Miller e não consiga fazer coisa melhor do que um monte de musculoso fantasiado trabalhando pro Temer
    Vai ver que é por isso que em Protocolo: A Ordem

    Spoiler!


    extra skater
    --

  5. #7665
    O Melhor No Que Faz Ajudante da LCAP Avatar de Supremus Absolutus
    Data de Ingresso
    Aug 2016
    Localização
    Campinas-SP
    Posts
    182

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Citação Postado originalmente por Kenshin Himura Ver Post
    Eu seilá, um quadrinho nacional pra me interessar tem que fugir do lance de heróis. Eu até tenho uns personagens herois mas jamais usaria em uma série séria.

    Tava querendo montar uma trama com espionagem na década de 60, com o lance de ditaduras e Guerra do Vietnã e Guerra Fria, mas esse é um negócio que exigiria uma pesquisa enorme pra apenas satisfazer a mim mesmo.
    Tai algo que pode ser interessante.

    Não é um tema comum na ficção nacional.

    - - - Updated - - -

    Citação Postado originalmente por Duncan Idaho Ver Post
    O problema de alguns "jênyus" é que eles preferem continuar fazendo heróis à moda antiga justamente para se "diferenciar" das tendências modernas... pra eles, as hqs modernas só mostram violência, libertinagem e inversão de valores, por isso eles têm o "dever" de resgatar a inocência do tempo em que eles liam Super-Homem e Zorro na Ebal.

    Tipo o Emir Ribeiro que criou a Velta para desafiar a "caretice" do Comics Code mas se horroriza com mangá.

    Acho que não é só "preferência" não.

    Acho que a maioria não sabe "escrever" de outro jeito.

    EXCELSIOR







  6. #7666
    O Melhor No Que Faz Ajudante da LCAP Avatar de Supremus Absolutus
    Data de Ingresso
    Aug 2016
    Localização
    Campinas-SP
    Posts
    182

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    U.F.O Team até tinha uma uma boa ideia e uma arte legal, mas as cenas de luta e os dialogos eram ruim demais.

    E como ja foi dito, redito e recontradito aqui, entre as muitas falhas das obras nacionais, falta o pessoal entender que o ROTEIRO deveria ser a preocupação inicial.

    EXCELSIOR







  7. #7667
    Senior Member Office-boy da Stark Enterprises Avatar de Tony
    Data de Ingresso
    Jan 2015
    Posts
    358

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Aí,irmãos. Aproveitar que vcs estão no pique de descer a lenha nos Herois nacionais e mostrar aqui a possível capa da segunda edição de carrapato.
    A ideia era fazer a ilustra no clima daquelas capas de dvds de animações. Conto com a opinião sempre sincera de todos....hehehe.

    Arte e Cores: Esse que vos fala.


  8. #7668
    The Enforcer O Quarto Homem Avatar de extra skater
    Data de Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Recife, PE
    Posts
    6.765

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Fodona, Tony!
    Aguardando ansiosamente.
    extra skater
    --

  9. #7669
    O Melhor No Que Faz Ajudante da LCAP Avatar de Supremus Absolutus
    Data de Ingresso
    Aug 2016
    Localização
    Campinas-SP
    Posts
    182

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Que droga

    Não consigo abrir a imagem aqui Tony, mas com certeza ta muito bom.

    EXCELSIOR







  10. #7670
    The Enforcer O Quarto Homem Avatar de extra skater
    Data de Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Recife, PE
    Posts
    6.765

    Re: SUPER-HERÓIS BRASILEIROS v2

    Citação Postado originalmente por Supremus Absolutus Ver Post
    Que droga

    Não consigo abrir a imagem aqui Tony, mas com certeza ta muito bom.
    Tente clicando neste link:
    http://img04.deviantart.net/ed25/i/2...ao-das9zrj.jpg
    extra skater
    --

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •